Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$
CANTORAS DO BRASIL

Paraense Vanessa Pinheiro se une a artistas mulheres de todo o país

O projeto celebra e dá visibilidade a talentosas cantoras de todo o país e apresenta ao público canções inéditas a cada semana

sexta-feira, 09/10/2020, 11:42 - Atualizado em 09/10/2020, 11:42 - Autor: Aline Rodrigues


| Divulgação

A cantora, compositora e violonista paraense Vanessa Pinheiro, radicada em Brasília, lidera o projeto “Cantoras do Brasil” pelo qual semanalmente lança vídeos no YouTube cantando composições dela ao lado de intérpretes de várias partes do país. O projeto celebra e dá visibilidade a talentosas cantoras de todo o país e apresenta ao público canções inéditas a cada semana. Os vídeos são gravados à distância e vão ao ar às sextas-feiras, sempre às 20h, no Instagram e na fanpage do Facebook de Vanessa Pinheiro, além do canal dela no YouTube. Nesta sexta, a convidada é Sandra Duailibe.

“No início da pandemia, propus nas minhas redes sociais um desafio de criatividade. O desafio era para qualquer artista que quisesse me enviar uma letra para eu musicar, uma música para colocar a letra ou uma parte de cada para irmos desenvolvendo juntos. Com isso, artistas que não conheço pessoalmente, de várias partes do país, compuseram canções comigo nesta quarentena”, disse Vanessa.

Com três álbuns autorais de MPB e singles elogiados pela crítica especializada, Vanessa compôs mais de 70 canções em parceria durante esse período de isolamento. E como a pandemia ainda não passou, muitas canções devem vir por aí ainda. A maioria das letras falam dos tempos que estamos vivendo, da saudade, da solidão, das despedidas, mas também de fé e esperança. Os estilos são variados, passando pelo samba, bossa, baião e pop.

“Eu sou compositora de algumas centenas de músicas e é muito difícil conseguir mostrar toda essa produção. Então vi nesta quarentena uma oportunidade ímpar de lançar as composições que venho fazendo ao longo dos anos e durante a pandemia com vários parceiros”, explica Vanessa.

O “Cantoras do Brasil” chama mulheres para cantarem com Vanessa, como uma forma de divulgar o talento delas para além de seus públicos, incentivando um mercado ainda maior para essa produção musical feminina. E o projeto deve se expandir.

“A ideia é que no ano que vem seja lançado um álbum com dez dessas canções lançadas durante a pandemia. Quero muito que o público conheça essas excelentes cantoras de vozes tão particulares que vêm desenvolvendo trabalhos musicais consistentes, que engrandecem a música popular brasileira”, explica Vanessa.

Já passaram pelo projeto Patrícia Bastos, Dhi Ribeiro, Indiana Nomma, Luiza Salles, Sheilami Guerreiro, Emília Monteiro, Gláucia Carvalho, Cris Costa, Chris Dantas, Márcia Tauil, Carol Gualberto, Ângela Brandão, Nádia Santolli, Lidi Satier, Ju Valentim, Mayara Dourado, Andreia Aiko, Denise Alves e Ana Reis.

Sobre a parceira desta sexta-feira, Vanessa é só elogios. “Conheço e admiro o trabalho da Sandra Duailibe há anos e vi, neste projeto, uma oportunidade de compartilharmos com o público a nossa arte, ainda que cada uma esteja gravando em sua própria casa. Sandra escolheu uma música do meu repertório, feita durante a pandemia, com a qual ela se identificou. A música se chama ‘Saudade’ e é uma composição minha em parceria com Juliana Valentim”, antecipa Vanessa, que continua aberta a novas descobertas.

“Ainda estou conhecendo e convidando novas cantoras para fazer parte do projeto. Como presenças confirmadas nos próximos vídeos, estão Patrícia Resende, Myrlla Muniz e Aymara Venegas”, adianta.

Sandra Duailibe celebra autores paraenses em CD

A participação no projeto “Cantoras do Brasil” vem em um momento especial da carreira da cantora e compositora Sandra Duailibe, que escolheu celebrar seus 15 anos de carreira homenageando os compositores paraenses. Com o lançamento do seu novo álbum “Do Canto”, a artista registra somente canções de autores do Pará.

“O CD traz 12 canções e o meu desejo foi mostrar para o mundo, com essa pequena amostra, a qualidade das composições feitas aqui em Belém, no Pará, na região amazônica, que reúne talentos raros de essência, raiz, emoção e história, e isso sempre me encantou”, explica a cantora, que é natural do Maranhão, mas cresceu e tem família no Pará.

O novo trabalho é composto por 17 nomes de diferentes gerações, todos relevantes nas suas trajetórias, e quem assina a direção musical é Luiz Pardal, que divide os arranjos da maioria das faixas com o pianista Jacinto Kahwage. O álbum, cuja produção musical e executiva é da própria artista, chegou às plataformas digitais em agosto e em setembro às lojas, sendo distribuído pela Trattore.

“A seleção foi feita na pesquisa mesmo, indo na fonte, mergulhando nos compositores. Foi muito difícil escolher. Originalmente eram dez músicas, acabei gravando 12 e ainda fiz um incidental com a música ‘Tamba- tajá’, de Waldemar Henrique, porque é de muita beleza rara. Já estou pensando no volume 2, que deve, se Deus quiser, sair em 2021, é minha meta para o próximo ano. Tem muita gente boa cantando no Pará e que não coube em um só volume”, diz Sandra.

“Amores, Amores” (Paulo Moura e Marcelo Sirotheau), “Coração Sonhador” (Nilson Chaves), “Tão Amigo Assim” (Salomão Habib), “Pretexto” (Pedrinho Cavalléro e Jorge Andrade) e “De Bem com a Vida” (Luiz Pardal e Almino Henrique) são algumas das canções que estão em “Do Canto”. “Abro o CD com ‘Amores, Amores’, uma parceria do Marcelo Sirotheau com Paulinho Moura. O nome do CD é referência a uma canção minha em parceria com a minha irmã Márcia Forte e o pianista Robenare Marques. ‘Pauapixuna’ não podia faltar, amo de paixão Paulo André e Ruy Barata”, cita a cantora, que entre as faixas também tem uma dedicada à sua fé. “‘Círios’, que eu canto com Vital Lima, é uma coisa indescritível. Sou apaixonada por Nossa Senhora de Nazaré, sou devota e todo o movimento musical e não musical que eu puder fazer em prol dessa minha fé, farei”, pontua Sandra.

BALANÇO

“Do Canto” é o sexto CD da carreira de Sandra e é um projeto há muito desejado. “Eu escolhi comemorar meus 15 anos de carreira realizando esse sonho e esse desejo que era fazer essa homenagem aos compositores paraenses. Cresci ouvindo essas pessoas maravilhosas que fazem parte do cenário musical do Pará, do Brasil todo e do mundo”, diz a artista que, amazônida de alma e coração, é uma autêntica intérprete da música popular brasileira.

“Essa possibilidade que a gente tem de levar a nossa música para todo canto do mundo muito me honra e me orgulha. A nossa musicalidade é genuinamente brasileira e isso me encanta, me fascina, tanto que quando me perguntam o que eu canto, digo ‘canto música popular brasileira’. Aí entra o chorinho, samba, bossa nova, música romântica...”, enumera

HOJE

Projeto “Cantoras do Brasil”, de Vanessa Pinheiro, recebe Sandra Duailibe

Quando: Hoje, às 20h

Onde: Instagram e Facebook @cantoravanessapinheiro, e no canal da cantora no YouTube

Quanto: Gratuito

OUÇA

“Do Canto”, de Sandra Duailibe

Onde: tratore.ffm.to/docanto

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS