Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
PERSEGUIÇÃO?

Mario Frias ameaça deputado que o criticou: 'cuidado'

domingo, 06/09/2020, 09:39 - Atualizado em 06/09/2020, 10:12 - Autor: Com informações do Terra


| Reprodução

Mario Frias voltou a atacar. Desta vez, em tom de ameaça, ele usou o Twitter para responder a uma publicação do deputado estadual Flavio Serafini (PSOL-RJ), que o criticou pelos ataques ao humorista Marcelo Adnet, após uma paródia de campanha do governo federal. As informações são do Terra. 

"Cuidado com a PF...", escreveu o secretário especial da Cultura no Twitter.

Após o comentário de Frias, o deputado estadual fez uma nova publicação afirmando que "um submisso de Bolsonaro" o ameaçou com a Polícia Federal.

"É muito grave diante das investigações de interferência na PF e a acusação de perseguição a opositores. O Flávio que tem medo de investigação tem sobrenome Bolsonaro. Vamos tomar as medidas cabíveis", escreveu Serafini. 

O deputado federal Alencar Santana Braga (PT-SP) afirmou também no Twitter, que irá representar o secretário junto à Comissão de Ética da Presidência pelo comentário.

"O secretário de Cultura anterior era um nazista assumido. O atual acha que a Polícia Federal é uma Gestapo. Terá que se explicar", escreveu Braga. 

COMO COMEÇOU

Tudo começou após Serafini, que é pré-candidato à prefeitura de Niterói, criticar os ataques feitos por Mario Frias à Adnet e, afirmar que "o ex-ator de Malhação" foi nomeado porque "nenhum artista quis queimar seu filme ao lado de Bolsonaro".

Adnet fez uma paródia da campanha do governo "um povo heroico", lançada nesta semana pelas comemorações do 7 de setembro, data da Independência do Brasil. A campanha, que traz uma série de homenagens a "heróis brasileiros", é estrelada por Mário Frias.

No último sábado (5), a Secretaria Especial de Comunicação da Presidência também se manifestou sobre o assunto e chamou de "maldosas" as reações sobre a campanha.

Procurados pela reportagem, a Polícia Federal e o Ministério do Turismo, pasta responsável pela Secretaria Especial da Cultura, não se posicionaram. 

Veja o vídeo original:


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS