Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
ENTRADA GRATUITA

Tremor do jambu e cultura amazônica invadem UFPA em lançamento de Festival 

quarta-feira, 27/11/2019, 10:05 - Atualizado em 27/11/2019, 10:05 - Autor: Andressa Ferreira


Sons da Amazônia invadem o Vadião
Sons da Amazônia invadem o Vadião | Reprodução

Imagens, sonoridades, sabores, aromas. Tudo que vibra a Amazônia faz parte da atmosfera do Jambu Music, que será lançado nesta quarta-feira (27), às 19h, no Complexo Vadião, na Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém. A programação é gratuita.

A banda Cobra Venenosa e o DJ Zek Picoteiro se apresentarão no festival, além de uma prévia do que vai rolar no Ver-o-Rio no dia do evento, marcado para o dia 7 de dezembro. 

A proposta do evento, segundo os organizadores, é estimular a produção cultural independente de forma coletiva e colaborativa, dando cada vez mais voz e força à potência da cultura amazônica paraense é a proposta do evento. 

A expectativa é que mais de 90 artistas participem de toda a programação do festival, que vai mobilizar teatro, cinema, casas noturnas, barracões de samba e ocupar as ruas de Icoaraci e do bairro do Jurunas.

Serão 72 horas de atividades, como oficinas, teatro de rua, feirinha de gastronomia, música, contação de histórias, exibição de filmes e documentários.

Um dos diretores do Jambu Music, Michel Martins, lembrou a importância de um conceito norteador do evento: acessibilidade cultural.

“A nossa perspectiva é fazer Belém tremer com muita cultura, ocupar espaços diversos e utilizar as ferramentas que a cidade dispõe para eventos culturais, dando ainda mais visibilidade para os artistas da terra e se somando as demais iniciativas que compõem o calendário cultural da cidade e do estado”, afirmou Martins.

Ainda de acordo com Michel, o dia do lançamento será só uma pequena mostra do que vai ser o dia 7 de dezembro no Complexo Ver-o-Rio. 

“Mas, o principal é a grande parceria com a UFPA, que temos o apoio por meio da coordenadora do projeto, a professora Regina Lima, responsável pelas iniciativas de formação do festival, como as oficinas nas escolas e o curso de capacitação para artistas”, finalizou Michel.

E é esse fortalecimento das expressões artísticas amazônicas um dos principais resultados já esperados por alguns participantes do evento. "Quanto mais projetos gerarem acesso à comunidade, melhor para nós artistas e também para a população no entorno. Pessoalmente, será uma realização muito marcante na minha carreira como artista, voltando pra tocar na universidade onde me formei 10 anos atrás", disse Zek Picoteiro, uma das atrações do lançamento do Festival.

Confira a programação:

28/11

Circuito Jambu, no Teatro Teatro Gasômetro – 17h às 21h

29/11

Jambu, Maniçoba e Samba Quem São Eles – 19h até 00h

30/11

Jambu Arte na Rua: Icoaraci – lateral da Igreja de São Sebastião – 10h às 21h

1/12

Jambu Arte na Rua: Jurunas - Timbiras com Honório José dos Santos – 10h às 21h

04/12

Cine Jambu no Líbero Luxardo, exibição de animação e documentário – 10h às 12h

Circuito Jambu Casas Noturnas: Café com Arte, às 22h

05/12

Circuito Jambu Casas Noturnas: Rocket Bar, às 22h

Cine Jambu no Olympia, de 15h às 17h

07/12

Jambu Music Ver-o-Rio, de 10h às 2h

Serviço

Lançamento do Jambu Festival no Complexo Vadião, na Universidade Federal do Pará (UFPA)

Data: 27 de novembro

Horário: 19h

Entrada gratuita

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS