Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
CONTRA A HOMOFOBIA

Peça baseada em fatos reais fala sobre violência no mundo LGTBQ+ 

quinta-feira, 07/11/2019, 09:24 - Atualizado em 07/11/2019, 10:21 - Autor: Wal Sarges/Diário do Pará


Eles mesmo LGBT, os atores da peça tiveram que se desconstruir para não naturalizar os diversos sofrimentos expostos no texto.
Eles mesmo LGBT, os atores da peça tiveram que se desconstruir para não naturalizar os diversos sofrimentos expostos no texto. | Divulgação

“Amores Coloridos” é o título do espetáculo teatral que será apresentado hoje e amanhã, às 20h no Teatro Waldemar Henrique, e no sábado e domingo, dias 09 e 10, no Espaço das Artes, ambos em Belém. O espetáculo propõe a reflexão sobre a vida de pessoas da população LGBTQ+.

O espetáculo, baseado em fatos reais, retrata a vida de quatro pessoas que são LGBTQ+ e a dificuldade que elas passam em sociedade, explica diretora e dramaturga Kati Oliver. “É um espetáculo que foi construído a partis de rodas de conversa com pessoas que experimentaram diversos tipos de sofrimento, seja no seio familiar, entre seus grupos sociais e de amigos. É um tema de grande importância a ser discutido diante do retrocesso que estamos vivendo no que tange à luta LGBT. São várias as situações que levamos para o palco para serem debatidas por meio da arte”, diz.

Com uma hora de duração, o espetáculo aponta ainda a angústia vivida por essas pessoas, continua a diretora. “A gente debate também a tradição do patriarcado que diz que o correto é sermos homens e mulheres héteros e quando você é LGBT quer dizer que é contrário a isso. Mas são pessoas que também querem viver como qualquer um, com direitos, sobretudo, mostrar a importância de refletir e ainda combater a LGBTfobia”, reforça Kati.

Dança e música também presenteiam o espectador na peça. “Através da interpretação do ator, o espetáculo traz um pouquinho dessas manifestações artísticas, com a introdução de músicas, como uma da cantora Iza que fala de empoderamento, ou ainda outra canção, com a voz potente de Maria Bethânia, falando sobre o amor entre duas mulheres. São músicas que refletem o mundo dessas pessoas LGBTs”, detalha ela, sem entregar tudo.

O principal desafio encontrado, segundo Kati, foi na composição dos personagens, já que os atores também são LGBTQ+. “Fazê-los entender que eles mesmos precisavam se desconstruir para se enxergar enquanto pessoas que também passaram em algum momento por essas situações relatadas foi o maior desafio, porque geralmente não percebemos as violências que as pessoas sofrem, porque a gente acaba naturalizando esses problemas ou até justificando-os. A gente não está trabalhando o lado bom, mas o lado difícil, que é o da violência sofrida por eles”, pontua Kati.

ASSISTA

Espetáculo teatral “Amores Coloridos”, com Cia. Oliver

Quando: Hoje e sexta, às 20h.

Onde: Teatro Waldemar Henrique. (Av. Presidente Vargas, 645 – Campina)

Quando: Sábado, 9, e domingo, 10, às 20h.

Onde: Espaço das Artes Belém ( R. Tiradentes, 10 - Reduto)

Quanto: R$ 20 (na hora) e R$ 10 (antecipado)

Informações: (91) 980689319

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS