Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$
FESTIVAL CULTURAL

SeRasgum traz escritor para contar história da lambada paraense

terça-feira, 29/10/2019, 13:31 - Atualizado em 29/10/2019, 13:30 - Autor: Kleberson Santos


O escritor Fernando Rosa vem a convite do MOTT para lançar hoje (29) o seu novo livro “Ondas Tropicais” que resgata as origens da guitarrada
O escritor Fernando Rosa vem a convite do MOTT para lançar hoje (29) o seu novo livro “Ondas Tropicais” que resgata as origens da guitarrada |

Foram as guitarras, só que distorcidas, que aproximaram Fernando Rosa da música paraense. Através do Senhor F – o seu site dedicado à música que também atua como gravadora – o jornalista gaúcho radicado em Brasília lançou CDs inspirados no ritmo. “Com isso, me aproximei da cena independente local. Por meio dela, tomei conhecimento de outro universo musical, o da lambada e da guitarrada. Passei a ouvir mais novos artistas e, a partir disso, buscar as origens”, conta Rosa, que ainda é organizador do festival El Mapa de Todos e integrante da REDPEM (Rede de Jornalistas Musicais Ibero-Americanos).


Na busca de entender as particularidades do sotaque do rock de Belém, o pesquisador acabou se encantando com o solo cheio de swing da guitarrada. Em junho deste ano, Rosa lançou o livro “Ondas Tropicais – A invenção da lambada e do beiradão na Amazônia moderna”, que traz um apanhado da história do ritmo criado no Pará e popularizado no Brasil e no mundo nos anos 1980 sob o rótulo de lambada.


Criada no Estado na segunda metade dos anos 1970, a guitarrada é uma técnica na qual a guitarra solo faz o papel principal, embalada por ritmos como a cúmbia, o merengue e o carimbó. O termo “lambada” foi criado pelos músicos da região para classificar as músicas mais animadas que tocavam nas rádios. A alusão é exatamente o que o nome sugere, um estalar de chicote.


Em um bate papo, Fernando Rosa falará um pouco mais da origem da música amazônica nesta terça-feira (29), às 18h30, na Estação Gasômetro. A atividade integra a programação do Music On The Table (MOTT), semana de profissionalização voltado para a formação do mercado criativo de Belém. Com entrada franca, o evento ocorrerá até dia 2 de novembro na Estação Gasômetro e na loja Ná Figueredo.  Após o bate-papo, haverá um set especial comandado pro Fernando Rosa recheado de lambada, guitarrada e carimbó. A programação completa pode ser acessada através do site.


A programação do MOTT funciona como um aperitivo para a 14ª edição do Festival Se Rasgum, realizado nos dias 31 de outubro, no Pier das Onze Janelas, e entre os dias 1 e 3 de novembro, no Espaço Náutico Marine Club, em Belém (PA).

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS