Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
LITERATURA PARAENSE

Humor, poesia e ambiente ribeirinho povoam os livros de Cláudio Rendeiro

quarta-feira, 28/08/2019, 09:22 - Atualizado em 05/09/2019, 11:33 - Autor: Vladimir Cunha


A noite de autógrafos ocorre hoje na Feira Pan-Amazônica do Livro e Multivozes
A noite de autógrafos ocorre hoje na Feira Pan-Amazônica do Livro e Multivozes | Reprodução/Instagram

Os livros "Líricas Ribeirinhas e Outras Margens", de Cláudio Rendeiro, e "Sátiras de um Ribeirinho", de Epaminondas Gustavo (personagem criado por Cláudio Rendeiro) ganham noite de autógrafo nesta quarta-feira (28), no estande da Imprensa Oficial do Estado (Ioepa), durante a 23ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes.

O personagem criado por Cláudio Rendeiro é sucesso na internet, conquistando admiradores com piadas, causos e sátiras musicais "temperadas" pelo falar típico do caboclo de algumas regiões paraenses. Já as poesias são cheias de imagens oníricas dos rios e igarapés, textos que refletem a vida ribeirinha e com observações do cotidiano, incluindo temas como amor e saudade.

Expectativa

"Ter essa noite de autógrafos é uma vitrine enorme proporcionada pela Feira do Livro. E lançar pela Imprensa Oficial, melhor ainda. Estou cheio de expectativas boas, até porque esse livro está disputando o Prêmio Jabuti, que é o nosso 'Oscar' da literatura. Também estamos disputando o Prêmio Sylvia Orthof, da Fundação da Biblioteca Nacional, com uma história de amor baseada na palavra maktub, palavra árabe para 'já estava escrito' ou 'tinha que acontecer'. Eu sou apaixonado por fábulas e estou feliz da vida, esperando que esse prêmio venha para o Norte. Vai ser muito bom para o nosso Estado", declarou Cláudio Rendeiro.

Com ilustrações de Assis Costa, o livro tem formato e impressão caprichada. "Eu quero lançar mais livros pela Imprensa Oficial", disse o autor, para quem é uma "grata felicidade' ter seus livros relançados no estande da Ioepa. "Os livros foram lançados em 2018, também na Feira do Livro, e são prefaciados pelo poeta Paes Loureiro, homenageado pela 23ª Feira do Livro", destacou o escritor.

O livro "Sátiras de um Ribeirinho" foi feito a partir de mais de mil áudios de Epaminondas Gustavo. A ideia, segundo Cláudio Rendeiro, é que o leitor também ouça o áudio original, que vem com a técnica de Voice Bots.

Já o livro "Líricas Ribeirinhas e Outras Margens" tem poemas sobre o ambiente ribeirinho. "Eu nasci em São Caetano de Odivelas (no nordeste paraense), nesse ambiente nosso, amazônico. Eu acho de uma importância fundamental para a cultura literária do paraense despertar no jovem, na criança e na própria população essa vontade de ter contato com o abstrato tão concreto que é o livro", disse Cláudio Rendeiro, que poderá "levar" Epaminondas Gustavo para uma visita surpresa ao estande da Ioepa.

Serviço

Noite de autógrafo dos livros "Líricas Ribeirinhas e Outras Margens", de Cláudio Rendeiro, e "Sátiras de um Ribeirinho", de Epaminondas Gustavo, nesta quarta-feira (28), às 19h30, no estande da Imprensa Oficial do Estado, na 23ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS