Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
ENTREVISTA EXCLUSIVA DOL

"Tenho certeza que o homem é o cruzamento entre uma raça extraterrestre e o homo erectus", diz Jorge Vercillo 

terça-feira, 20/08/2019, 20:14 - Atualizado em 20/08/2019, 21:52 - Autor: Igor Reis


| Reprodução DOL

“Tenho certeza disso. Absoluta certeza!”, afirma Jorge Vercilo diante da equipe de reportagem do DOL, ao ser perguntando sobre se acredita que o homem seja resultado de um cruzamento entre a espécie conhecida como homo erectus e uma avançada civilização extraterrestre.

A teoria não é nova. Vercillo faz parte de um grupo cada vez maior de pessoas - entre as quais muitos cientistas e pesquisadores - que creem que nossa história começou quando seres vindos de outro planeta, os “Anunnakis”, chegaram à Terra após terem destruído parte de seu habitat, há cerca de meio milhão de anos. Em busca de recursos, estes seres decidiram cruzar seu próprio DNA com o do homo erectus, com o objetivo de criar uma raça mais avançada que pudesse os servir.  O resultado deste cruzamento foi o surgimento dos sumérios, que habitavam a mesopotâmia, a mais antiga civilização de que se tem conhecimento na história. 

Para o compositor carioca, que esteve em Belém para um show no começo do mês, a hibridização realizada pelos Anunnakis foi bem-sucedida. A civilização Suméria, estabelecida onde atualmente é a região do atual Iraque, é conhecida pelo pioneirismo em diversos campos do saber. Os sumérios criaram os primeiros modelos de cidades-estados, desenvolveram os primeiros sistemas de escrita e possuíam avançados conhecimentos da ciência e das artes, servindo como fonte de conhecimento para as gerações futuras.

Do pouco que ainda resta desta civilização, existem escritos, pinturas e artefatos que relatam a chegada dos extraterrestres e comprovam o pensamento sobre seres vindos do espaço. Alguns destes, inclusive, acabaram se tornando como deuses para os sumérios. Em uma conversa descontraída com o DOL, Vercillo discorre com euforia sobre o assunto, perguntando a todo momento se tudo está sendo gravado. Então, acompanhe a seguir:  

Como a ufologia surgiu em sua vida?            

Cara, a música, como uma das artes principais aqui na terceira dimensão (se referindo ao lugar onde estamos), aguça nossa sensibilidade, nossa percepção. Ela amplia nossa consciência em relação ao universo, entende? Através de coisas como a música, a poesia e todo universo simbólico, ampliamos nossa percepção auditiva e tudo mais. Comigo foi assim: a arte me levou até a natureza. A natureza me levou até o planeta. O planeta me levou até o universo. O universo me levou até os extraterrestres, e os extraterrestres me levaram ao ser humano. Quanto mais você estuda o extraterrestre, mais você estuda o homo sapiens do planeta. 

Como assim, qual nossa relação entre o homo sapiens e os extraterrestres? 

O homo sapiens é o único ser vivente, nesta dimensão, que precisa de tecnologia em tudo, que destoa dos outros habitantes do planeta. Ele precisa inventar coisas como o fogo ou a roda para sobreviver. Claramente não é desse lugar. Esse ser que deu origem a nós é tido como macaco na teoria da evolução natural de Darwin, mas ao mesmo tempo contradiz essa teoria, quando consegue fazer coisas impossíveis para um macaco. Temos uma proximidade geométrica sim com os macacos, mas não somos da mesma espécie. 

Você acredita que a raça humana é resultado de um cruzamento com uma raça extraterrestre? 

Tenho certeza disso. Absoluta certeza! Se você perceber todas as outras espécies, vegetais, minerais, animais, todos estão tão bem adaptados ao planeta. Eles são os verdadeiros terráqueos, porque eles não precisam de nada, de nenhuma tecnologia externa pra sobreviver. Nós somos um traço de artificialidade no planeta, criados a partir de uma outra matéria misturada ao homo sapiens. Eu tenho toda a certeza que nossos corpos físicos foram formados aqui, através da chegada dos Anunnakis, como dizem importantes estudiosos como Zecharia Sitchin por exemplo.  

Temos indícios disso atualmente? 

Está nas tábuas sumérias, muitas delas ainda existem. Esta civilização fazia relatos de seres que desciam do alto em carruagens de fogo, em naves, enfim, dos céus. Isto é história, eu recomendo a todos que pesquisem sobre a civilização suméria e os Anunnakis. A civilização suméria é uma civilização anterior à egípcia, aliás, muito do que os egípcios vieram a saber, aprenderam com os ensinamentos sumérios e extraterrestres. 

Esse cruzamento entre homo sapiens e anunnakis deu origem o quê exatamente? 

A quinta raça do planeta Terra, Helena Blavatski também estudou isso. Nós somos os arianos. Os alemães acharam que eles eram os arianos, mas os arianos são todos nós. Os sumérios relatam que os anunnakis desceram, tudo isso documentado. Eles queriam peneirar ouro pra pulverizar na atmosfera deles, porque eles acabaram com a acamada de ozônio do planeta deles. 

Onde fica esse planeta Anunnaki?  

Segundo os estudos milenares, é um planeta de orbita excêntrica, que seguiria uma órbita elíptica passando pelo interior do Sistema Solar a cada 3.600 anos. Qualquer semelhança com a gente não é mera coincidência. Eles destruíram o planeta deles, e nós somos descendentes destas pestes que acabaram com a própria atmosfera deles.  

Os antigos egípcios eram descendentes dos Anunnakis? 

Sim. Inclusive nessa época eles já possuíam tecnologias como energia elétrica e controle da gravidade e do som, que os extraterrestres ensinaram aos sumérios. Os egípcios antigos provocavam certas frequências sonoras, que combinadas tornavam os objetos mais leves. Isso na verdade anula a polaridade do átomo, e aí está o princípio antigravitacional estudado por tantos cientistas.  

Tipo quais? 

Nicola Tesla, que era fã de Imhotep [faraó considerado o primeiro arquiteto, engenheiro e médico da história antiga]. Tesla aprendeu que as pirâmides eram grandes bobinas de eletricidade wi-fi. Naquele território eles emanavam luz wi-fi. Hoje a ciência já sabe isso é possível. Que uma antena em forma piramidal é capaz de acender uma lâmpada através da energia elétrica natural, e isso comprova o que os antigos egípcios diziam. Tesla sabia que as pirâmides não eram sarcófagos, como muitos dizem. Enterravam os antigos lá simplesmente porque as frequências magnéticas conservavam os corpos. 

Porque esse conhecimento foi perdido ao longo do tempo? 

Acho que todos os conhecimentos foram perdidos porque nós saímos de ditaduras militares nas últimas décadas, aqui na América Latina, e entramos numa ditadura financeira. Então não interessa a essa ditadura financeira informar as pessoas das coisas realmente importantes, como por exemplo que nós não somos o nosso corpo. Qual interesse que um grande laboratório de drogas tem em informar isso? A pessoa não vai ter medo da morte, aí ela vai ‘desgrilar’ da doença, de repente vai ficar curada porque não vai gastar energia vital por causa daquela doença. Eu não estou falando de misticismo, nem de religião, estou falando de lógica, lógica ‘vulcana’ (brinca, dando risadas). 

Você conhece o caso Colares? 

Uirangê Holanda, Operação Prato! Fica muito longe daqui? Eu quero conhecer. O que eu soube é que essa coisa dos furos na pele das pessoas era devido a uma pesquisa de captação de DNA daquele pessoal pros interesses deles (extraterrestres). Muitas vezes são raças mais adiantadas que nada mais fazem aqui do que equilibrar o ecossistema. Alguns estudiosos da ufologia acreditam que muitos deles fazem hibridização pra ajudar o ser humano a evoluir através de reencarnações. Acho coerente. 

Por que? 

Os Anunnakis fizeram uma certa sacanagem com a gente. Eles hibridizaram o homo sapiens com duas hélices apenas (referindo-se ao sistema conhecido como DNA), quando um humano original tem 12, que é o caso de Jesus Cristo, por exemplo. O humano original do universo tem 12 hélices, ou seja, tem muito mais potenciais que nós com duas. Os Anunnakis hibridizaram a gente só pra sentir medo e procriar. Assim, eles não precisariam continuar por aqui tendo que ficar produzindo a gente. 

E depois? 

Eles voltaram pro lugar deles. Essa galera não queria ficar aqui. Eles chegaram aqui e encontraram o homo erectus, que não reagia ao medo, não tinha linguagem, nada, e criaram um ser muito superior. Tanto que a ciência até hoje não entende porque esse salto tão grande do homo sapiens com a linguagem. O homo sapiens é um animal simbólico. Ele morre e mata pelo simbolismo. Se você fizer o cara acreditar numa ideologia, ele dá a vida por ela. O que é deus? Jesus? Amor? Tudo simbolismo. Eles hibridizaram uma raça que respondia ao chicote, ao medo, e se procriava sozinha pelo tesão, duas hélices apenas. Tá lá escrito nas tábuas sumérias, que nossos corpos foram hibridizados pra servir a eles. A história não tem nada de bonito. 

Logo em seguida ao papo, Vercillo se levanta. Sorridente e bem humorado, o artista que eternizou seu nome na música brasileira segue convicto de sua origem. Horas depois se apresentou diante de uma plateia lotada de seres paraenses híbridos, na noite do último dia 10.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS