Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


30°
R$
10 ANOS DO PROJETO

 Exposição com selecionados no Prêmio Diário de Fotografia é aberta em Belém

quarta-feira, 07/08/2019, 00:07 - Atualizado em 07/08/2019, 08:05 - Autor: DOL


Foi aberta, na noite desta terça-feira (6), no Museu do Estado do Pará, a primeira parte da mostra “Interseções, 2010/2019”, que reúne trabalhos dos artistas premiados, selecionados e convidados do 10º Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia. A segunda parte será inaugurada nesta quarta-feira (7), no Museu da Universidade Federal do Pará (UFPA). A visitação da mostra segue até 29 de setembro, com entrada franca.

Foram premiados na edição 2019 do Prêmio Diário de Fotografia, que celebra uma década do projeto, os trabalhos de Daniele Cavalcante (CE), Júlia Milward (RJ) e Rodrigo José (PA). 

Daniele Cavalcante, por exemplo, foi premiada com a série “Geografia de Nós Dois” (2018), apresentando registros feitos na Coreia. "Desta vez, eu achei que tinha um trabalho adequado, com a questão da interculturalidade, essa conexão de uma pessoa que nasceu no Ceará e vive no Rio [de Janeiro]. Mais do que a fotografia, o prêmio traz um olhar contemporâneo da arte; e propõe diálogo, o que acho essencial”, comenta Daniele.

Já a fotógrafa Júlia Milward apresenta a série “Renomes” (2016-2019), em que resgata e reflete sobre o uso do nome do marido para identificar mulheres em colunas sociais dos anos 50/60, no Rio de Janeiro. 

“Sempre me surpreendeu a qualidade das obras do Prêmio Diário. Você vê a coerência, o olhar, a seleção pelo trabalho em si”, elogiou Júlia. 

Rodrigo José, por fim, foi premiado com a série “Amazônia” (2018), na qual fala das questões sempre colocadas na região, como as disputas por terras. Ele pontua que “Belém está sempre produzindo fotografia e é importante colocar essa produção para dialogar com o País”.  

Ainda dentro da programação do prêmio, Danielle Cavalcante, Julia Milward e Rodrigo José participarão de uma conversa com o público nesta quinta-feira (08), às 19h, no Museu do Estado do Pará. Já na sexta-feira (09), o encontro será com os selecionados Bruno Zorzal e Claudia Tavares, no mesmo horário e local. Ambas as programações têm entrada franca

Projeto expressa importância da fotografia paraense

O diretor-presidente do DIÁRIO, Jader Filho, destacou a importância do Prêmio Diário de Fotografia, que veio para suprir a ausência de um projeto que destacasse a importância da fotografia paraense no Brasil e no mundo. 

“O projeto nasceu de uma lacuna que existia: a ausência de um prêmio que desse destaque para uma fotografia falada no mundo. Ele nasce da importância que a fotografia paraense tem. E a gente fica muito feliz de chegar aqui, dez anos depois,  tão forte e jovem, sendo uma premiação reconhecida e procurada por artistas de todo o país”, destacou Jader Filho.

Nesta edição, foram 585 dossiês inscritos e analisados por Heldilene Reale, Isabel Gouvêa e Octavio Cardoso. 

O projeto recebe o apoio institucional do Sistema Integrado de Museus, colaboração da Sol Informática, parceria da Alubar e patrocínio da Vale. “Estamos juntos desde a primeira edição, porque a Vale acredita que a arte é fundamental para o desenvolvimento das sociedades, que a arte transforma”, comentou Ana Freitas, gerente de Comunicação da Vale. 

SERVIÇO:

10º Diário Contemporâneo de Fotografia

Visitação: Até 29 de setembro, de terça a sexta-feira, das 10h às 17h. Sábados, domingos e feriados, das 9h às 13h.

Onde: Museu do Estado do Pará (Praça D. Pedro II, s/n. - Cidade Velha).

Quanto: Entrada franca.

Informações: (91) 3184-9310; 98367-2400; [email protected] e www.diariocontemporaneo.com.br.

(DOL com informações de Lais Azevedo/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS