Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
32°
cotação atual R$
MÚSICA

Karina Buhr faz críticas aos tempos atuais em novo álbum "Desmanche"

quarta-feira, 31/07/2019, 22:07 - Atualizado em 31/07/2019, 22:06 - Autor: Agência O Globo


|

“O tempo tá matador/ precisando exercitar paz e amor”, dizem os versos de "Sangue frio", faixa que abre o novo disco de Karina Buhr. Sob o peso da batida do maracatu, a canção foi o gatilho para a gravação de "Desmanche", que foi lançado na última sexta-feira, 26, nas plataformas digitais. Ao acompanhar as notícias sobre o músico Evaldo Rosa dos Santos e o catador Luciano Macedo, fuzilados por mais de 80 disparos feitos por homens do Exército, em maio deste ano, no Rio, Karina teve um estalo: “Veio (o álbum) como um grito mesmo”, ela diz.

Com "Desmanche", a artista baiana com sotaque do Recife (cidade onde cresceu) retorna aos tambores de sua formação musical no maracatu Estrela Brilhante, do Recife, e no grupo Comadre Fulozinha, que a projetou na música brasileira no fim dos anos 1990. Mas, se o clima político recrudesceu nos últimos anos na visão da cantora, seu novo disco rema contra a maré.

No lugar da bateria, ela traz uma balanço maior do que no pesado "Selvática", de 2015, com instrumentos típicos do maracatu, coco e afoxé como ganzá, bombo, tarol e pandeiro. Ao lado da percussão, a base composta por guitarra, baixo e batidas eletrônicas forma ondas da sonoridade que Karina define como um "punk rock de tambor".

Ouça o álbum completo:

 


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS