Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
Cinema

11 filmes com cenas no Pará

quarta-feira, 19/10/2016, 20:42 - Atualizado em 19/10/2016, 22:01 - Autor:


O filme "Pequeno segredo", de David Schurmann, foi indicado pelo Brasil para tentar uma vaga na disputa pelo Oscar de melhor filme em língua estrangeira.


Com estreia oficial somente para novembro, o filme teve cenas gravadas no Pará.


Pensando nisso, o DOL relembra outros filmes que possuem cenas no Pará.


 


Leia também: Cinco novelas com histórias passadas em Belém


 


11. “Órfãos de Eldorado", de Guilherme Coelho


Com locações em Belém e Cachoeira do Arari, no Marajó, o filme é estrelado pelos atores Daniel de Oliveira e Dira Paes e baseado na obra de Milton Hatoum. Na história, Daniel de Oliveira é Arminto, que volta a Belém do Pará, rememorando sua infância com Florita (Dira Paes), que fazia as vezes de empregada e segunda mãe. Ela tem um relacionamento sexual com o pai do protagonista, que aparentemente enriqueceu com o ciclo da borracha, explorando os mais pobres. Daniel disse que criou uma relação especial com a cidade e até na corda do Círio ele saiu, no ano passado.


 



 


10. “Um Dia Qualquer”, de Líbero Luxardo


Esse foi o primeiro longa-metragem produzido totalmente no Pará e lançado em 1965. Dirigido pelo paulista Líbero Luxardo, quando ele morou em Belém, o filme narra uma série de pequenas histórias a partir do drama de um personagem que rememora a vida ao lado da esposa recém-falecida, enquanto caminha pelas ruas da capital paraense.


 



 


9. “Selva Viva”, de de Christopher Cain


Uma visão norte-americana para lendas amazônicas. Uma criança filha de um padre com uma cabocla, que se transformaria em boto, é jogada no rio por garimpeiros e salva por...botos, como um pequeno Tarzan. O menino é entregue a um orfanato do município de Santa Isabel, que o filme não distingue de Belém. De lá, ele foge para uma aventura de volta à selva e de vingar a morte de mãe.


Veja os créditos iniciais do filme em Belém:


 



 


8. “Brincando nos Campos do Senhor”, Hector Babenco


O local das filmagens ficava a três horas de barco de Belém. Segundo o site Adoro Cinema, as filmagens foram bastante complicadas, devido a problemas ocorridos entre a produção e índios. Além disso, uma febre tomou parte da equipe. A atriz Daryl Hannah, que participou do longa, descreveu a experiência como “um sonho que se tornou realidade. Na infância, eu literalmente sonhava em morar na selva amazônica. Foi incrível”.


 



 


7. "Pequeno segredo", de David Schurmann


Selecionado como pré-candidato do Brasil para competir pelo Oscar de melhor filme estrangeiro, o filme já ganhou implicância por parte do público por ter sido escolhido no lugar de "Aquarius", que se transformou em símbolo de resistência ao governo de Michel Temer. O filme mostra a chegada de Kat, uma menina órfã e portadora de HIV, que é adotada por uma família. O filme teve cenas em Vigia, São Caetano de Odivelas e Belém.


 



 


6. “Encantados”, de Tizuka Yamasaki


Baseado no livro “O Mundo Místico dos Caruanas da Ilha do Marajó”, o filme conta a história da pajé Zeneida Lima, a mesma que já foi tema de enredo campeão na Beija-Flor.


Lançado em 2014, o filme demorou a ficar pronto. As gravações ocorreram entre 2008 e 2009. As locações também eram difícil no Marajó e parte do filme teve que ser rodada no Rio de Janeiro.


 



 


5. “Perigo Real e Imediato”, de Phillip Noyce


Está lá você vendo o Harrison Ford atrás de traficantes de um cartel colombiano quando aparece um prédio bem familiar. Sim, é o edifício Manuel Pinto da Silva. O tradicional prédio, que já foi considerado o mais alto de Belém, aparece em um take do longa. Como parte da história se passa na Colômbia e as locações foram próximas à Cidade do México, dá pra acreditar que a produção achou o ‘Manelis’ cinematográfico e resolveu incluí-lo em uma cena.


 



 


4. “Os Trapalhões em Serra Pelada”, de J.B. Tanko


No início dos anos 80, a região de Serra Pelada, em Curionópolis, sudeste paraense, ficou conhecida como o maior garimpo a céu aberto. Os Trapalhões (Didi, Dedé, Mussum e Zacarias) estiveram no local para gravar esse filme. As imagens da trupe no garimpo impressionam pela grandiosidade. O filme é uma das maiores bilheterias do cinema brasileiro.


Assista um trecho:



 


3. “Serra Pelada”, de Heitor Dhalia


Como o nome já diz, também aborda o cenário de Serra Pelada. O filme retrata a história de dois amigos (Juliano Cazarré e Júlio Andrade) que vão para o garimpo em busca de ouro. O longa seria rodado todo no Pará, mas a produção achou mais prático criar a cidade cenográfica em Paulínia, interior de São Paulo. Mas você ainda consegue ver Belém e outras locações paraenses usadas no filme.


 



 


2. “Bye Bye Brasil”, de Cacá Diegues


Considerada por muitos como uma das mais importantes produções da década de 70, a história narra a história de uma trupe de artistas mambembes que cruzam o país com a Caravana Rolidei, fazendo espetáculos para o setor mais humilde da população brasileira e que ainda não tem acesso à televisão. Em um dos momentos, eles chegam à Altamira pela Transamazônica. Há ainda cenas no Ver-o-Peso e no Palácio dos Bares, em Belém. O bar pegou fogo, literalmente, após um refletor usado no filme cair. Segundo relatos do jornal A Província do Pará, da época, o ator José Wilker teve que se jogar dentro do rio para escapar do fogo.


 



 


1.”Eu Receberia As Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios”, de Beto Brant e Renato Ciasca,


As belas imagens de Santarém e Itaituba inspiram as fotografias de Cauby (Gustavo Machado) e servem de cenário para o elogiado filme. É no interior do Pará que ele encontra Lavínia (Camila Pitanga), mulher do pastor Ernani (Zá Carlos Machado), formando um triângulo amoroso. A atriz esteve na estreia nacional do filme, ocorrida em Santarém, e recebeu diversos prêmios nacionais pelo trabalho.


 



(Antônio Santos/DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS