Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
ESPECIAL

LGBTFlix: conheça a galeria de filmes LGBTI para maratonar na quarentena

quarta-feira, 29/04/2020, 09:02 - Atualizado em 29/04/2020, 09:07 - Autor: Marcos Melo (especial para o DOL)


| Divulgação

Quem é LGBTI+ (lésbica, gay, bissexual, travesti, transexual ou outros), conhece muito bem as dificuldades do cotidiano da nossa população. Preconceito, assédio moral, relações conturbadas em casa, entre outras atitudes que afetam a saúde mental e a física. Agora imagine viver boa parte dessas dores em isolamento?

Pensando em pessoas que passam por isso e com objetivo de trazer uma opção de entretenimento repleto de diversidade, o coletivo Vote LGBT organizou uma galeria que já reúne mais de 180 curtas e longas metragens assinados por cineastas LGBTI+ ou que trazem a temática em seus roteiros. O projeto se chama LGBTFlix e já está disponível gratuitamente na internet.

O site é intuitivo e de fácil acesso. Os filmes podem ser assistidos tanto no computador, quanto no celular. Além disso, é possível aplicar alguns filtros na hora de escolher o que você quer assistir. A escolha pode ser por uma das letras da sigla LGBT, assim você escolherá os filmes entre as temáticas: Lésbica, Gay, Bissexual e Transgênero. Outra maneira é escolher eles por temas como família, gênero, raça, religião e sexo.

Para quem quiser assistir os filmes junto com as amigas e amigos, uma sugestão é o aplicativo Rave. Ele permite a criação de salas online para assistir vídeos simultaneamente em vários smartphones. O app está disponível para Android e iOS.

Agora é só preparar a pipoca e convidar toda a galera para assistir juntinhos, mesmo à distância. Lidar com preconceito, dentro ou fora de casa, não é fácil. Em momentos como este, é importante encontrar atividades que melhorem sua rotina. O diálogo com pessoas que te respeitam também é uma ótima saída. Ler, assistir um filme, escrever, pintar, dançar. Valorizar o que e quem te faz bem é fundamental.

Se os conflitos se tornarem mais recorrentes ou colocarem a integração moral ou física em risco, eles devem ser denunciados. Essas denúncias podem ser feitas pelo Disque 100, o Disque Direitos Humanos. Ele funciona diariamente das 8h às 22h, inclusive nos fins de semana e feriados.

A pandemia veio para mostrar a sociedade, mais do que nunca, a importância do respeito e da união. Viva à diversidade. Cuidem-se, LGBTI+.

Para acessar a LGBTFlix, clique aqui.

Texto especial para o DOL de Marcos Melo, que é ativista LGBTI, jornalista e produtor de Conteúdo. Siga-o no Instagram e no Twitter.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS