Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
TELONA

UFPA ganhará cinema universitário no campus Guamá

terça-feira, 18/02/2020, 22:20 - Atualizado em 18/02/2020, 22:20 - Autor: Laís Azevedo/Diário do Pará


| Alexandre Moraes/UFPA

Os cinéfilos e os produtores do audiovisual paraense receberam com entusiasmo a apresentação, ontem (17), do projeto de criação do Cine UFPA.

O primeiro cinema universitário do estado terá 198 lugares, será construído em complexo próximo à Biblioteca Central da universidade e irá integrar o circuito alternativo de cinema de Belém, junto ao Cine Olympia e o Cine Líbero Luxardo, abrindo espaço para filmes brasileiros, estrangeiros e, especialmente, os festivais e produções audiovisuais locais.

“O projeto da construção de uma sala de cinema no campus da Universidade Federal do Pará é uma das melhores notícias dos últimos anos no circuito exibidor cinematográfico e universitário paraense”, escreveu o crítico de cinema, professor e programador Marco Antônio Moreira, em rede social.

Ele também compartilhou uma entrevista com Emmanoel Tourinho, reitor da UFPA, falando sobre o nascimento do projeto, a partir do diálogo estabelecido com o próprio Marco Antônio, que também é doutorando do Programa de Pós-Graduação em Artes da UFPA, com a professora Jorane Castro, do curso de Cinema e Audiovisual da UFPA, e Alfredo Manevy, professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Um dos primeiros resultados dessa parceria foi a criação, em 2018, do Cineclube UFPA.

Para o cineclube, o reitor explicou que já havia adquirido equipamentos novos de som e projeção, que permitiram exibir com qualidade filmes como “O Mercado de Notícias”, “Adeus, Lênin!” e “Para Ter Onde Ir”, tudo com a curadoria de Marco Antônio Moreira e Jorane Castro. Paralelo a isso, a universidade já trabalhava no projeto da nova livraria e sede da Editora da UFPA. “Pensamos em ter um equipamento cultural mais completo, compreendendo a Livraria, a Editora e o Cinema da UFPA”, comentou Tourinho, na entrevista para Marco Antônio.

O cinema contará com um conselho consultivo para assessorar a sua direção e será constituído por membros da universidade e colaboradores externos. “A programação deverá refletir, entre outros, o apoio e o estímulo aos produtores locais de obras audiovisuais”, destacou o reitor, e citou o “Toró – Festival Audiovisual Universitário de Belém”, organizado pelo Núcleo de Produção Audiovisual (NUPA), projeto de extensão do curso de Cinema e Audiovisual da UFPA, como um projeto a ser realizado no Cine UFPA.

Juntos, o Cine UFPA, uma livraria com café e a sede da Editora da UFPA, devem compor um ambiente atrativo e de grande estímulo à cultura e à arte. “Nossa proposta é que sejam espaços abertos a toda a comunidade, com atividades diversificadas para estimular a leitura e a apreciação de obras audiovisuais. O fundamental é que este projeto sirva muito bem à formação cultural e científica das pessoas”, reforçou Tourinho.

PROJETO CONJUNTO

De acordo com a Assessoria de Comunicação da UFPA, os projetos técnicos do novo prédio foram concebidos e desenvolvidos por um grupo de professores e estudantes da UFPA, de diferentes áreas da Engenharia e da Arquitetura, além de equipes de trabalho da Prefeitura da UFPA, da Coordenadoria de Acessibilidade (CoAcess) e do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC). O projeto arquitetônico foi elaborado pelo arquiteto Caíque Lobo, egresso da Escola de Aplicação da UFPA. 

A concepção do prédio leva em consideração o uso de materiais sustentáveis e eficiência energética, além de atender a requisitos de acessibilidade. A primeira etapa de construção já iniciou com recursos de emendas parlamentares do senador Paulo Rocha e do deputado Edmilson Rodrigues, além de verbas próprias da UFPA. O recurso para as próximas etapas também já está garantido por meio de novas emendas parlamentares.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS