Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


26°
R$
DIVERSÃO

'Vai que Cola 2' aposta em humor simples e paródias para agradar os fãs

quarta-feira, 11/09/2019, 16:26 - Atualizado em 11/09/2019, 16:26 - Autor: Redação


| Reprodução

O segundo filme baseado na série de sucesso do Multishow, "Vai que Cola" chega nesta quinta-feira (12) aos cinemas do Brasil com dois desafios: superar ou ao menos igualar os 3,3 milhões de espectadores do primeiro filme, lançado em 2015; e conseguir tudo isso sem um dos seus mais emblemáticos personagens, Valdomiro, interpretado pelo ator e humorista Paulo Gustavo, que não pôde participar das gravações por conflito de agendas.

A saída encontrada pelo diretor César Rodrigues foi contar a origem de toda a história. Assim, "Vai que Cola 2 - O Começo" vai para o passado para retratar o início da pensão da dona Jô (Catarina Abdalla), a chegada de Ferdinando (Marcus Majella) e de Máicol (Emiliano D'Ávila) ao Rio de Janeiro e até mesmo a presença, em carne e osso, de Tiziu (Fábio Lago), o grande amor de Terezinha (Cacau Protásio), que na série já está morto e só se manifesta de forma sobrenatural. 

Rodrigues afirma que o filme foi pensado para ser um "presente" para os fãs. A caminho da sua sétima temporada, a série "Vai que Cola" é um dos maiores sucessos do Multishow e tem um público fiel. Por isso, o diretor explica que teve cuidado ao trabalhar cada personagem. "É onde tudo nasce: os bordões, as brincadeiras, as relações entre eles", diz.

A história começa em Murundu, cidade fictícia onde morava Ferdinando e que o público, enfim, poderá conhecer. Já no ônibus a caminho do Rio, ele conhece Máicol, que também está indo para a capital fluminense. É uma das cenas mais divertidas do longa e está entre as preferidas dos atores Majella e Emiliano D'Ávila. 

"Foi meu primeiro dia de gravação, e a gente se divertiu muito e fomos improvisando ", conta o intérprete de Máicol. 

"Quando a gente estava contracenando, passou um filme na minha cabeça, porque eram os dois personagens se conhecendo, se olhando pela primeira vez e a equipe técnica toda gargalhando, rindo desse momento. Então, essa cena ficou marcante", complementa Majella.

Os dois também estão juntos em uma paródia de "Avenida Brasil", novela da Globo de 2012, que aparece no filme. Emiliano D'Ávila revive o personagem Lúcio, mas faz par com uma Carminha bem diferente, que é interpretada por Ferdinando.  

Na história, Majella faz ainda uma performance hilária de "Lua de Cristal" (1990). "Eu sou um megafã da Xuxa. Achei que a música encaixou de forma perfeita com a história do Ferdinando naquele momento: ele vindo para o Rio de Janeiro, atrás do sonho dele e 'Lua de Cristal' resume tudo isso", diz o ator.

Depois da saída de Ferdinando para o Rio, o longa se concentra todo no Méier, bairro na zona norte carioca onde se passa a série. Ali, Terezinha organiza uma feijoada para Tiziu, o grande chefe do morro do Cerol, e pede ajuda para a comadre dona Jô. 

Dona Jô, aliás, que já é enganada pela filha Jéssica (Samantha Schmütz), que diz estudar para o Enem, mas sai de casa escondida para namorar o malandro Lacraia (Silvio Guindane)

"A mulher brasileira é muito a cara da dona Jô pela alegria, pelo coração, pelo empoderamento. No 'Vai que Cola', isso é colocado de uma maneira irreverente, engraçada, mas na realidade mesmo existem milhões de donas Jô e que são felizes tendo aquela vida, que sorriem, que saem, se divertem, têm homens", diz Catarina Abdalla. 

O longa tem ainda Fiorella Mattheis, que usa vários disfarces para descobrir onde está o tesouro de Tiziu, até chegar ao seu mais famoso: o da gringa Velna. A atriz afirma que uma das propostas do filme e da série é levar leveza ao cotidiano tantas vezes pesado do público. "Hoje em dia é tanta notícia ruim na televisão, no jornal, que você poder tirar um tempo para só rir e se desligar das coisas, é gostoso", afirma. 

SÉTIMA TEMPORADA

Apesar de ausente no filme, Paulo Gustavo voltará à série. Mas agora não mais como Valdomiro. Na sétima temporada de "Vai que Cola", que estreia em outubro no Multishow, o ator e humorista fará participações com uma personagem mulher, Angel, uma muambeira. Gustavo estava longe da série desde 2016. 

Outra novidade é que grande parte do programa vai se passar em Miami, nos EUA.  "Vai ser tipo Chaves em Acapulco", conta Samantha Schmütz.  

(Folhapress) 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS