Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
CINEMA NAS FÉRIAS

Mostra Grande Prêmio do Cinema é atração no Olympia em julho

terça-feira, 02/07/2019, 19:51 - Atualizado em 02/07/2019, 20:25 - Autor: Agência Belém


| Reprodução

No período de 9 a 23 de julho, o Cinema Olympia, na praça da República, entra em recesso, voltando com a programação no dia 24, mas antes e depois desse espaço de tempo, a programação na sala será uma ótima opção para os que preferem a calmaria das férias escolares ficando em Belém.

A principal atração deste mês de julho é a exibição dos filmes que são finalistas do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, promovido pela Academia Brasileira de Cinema. As exibições começam no dia 24 de julho e seguem até 14 de agosto, sempre com entrada franca.

A exibição da mostra Grande Prêmio do Cinema Brasileiro é uma oportunidade para os cinéfilos terem conhecimento dos filmes finalistas e assim votar nos seus favoritos nas categorias Longa Metragem de Ficção, Longa Metragem Documentário, Longa Metragem Estrangeiro e Longa-Metragem Ibero-Americano, pela internet, acessando o link http://academiabrasileiradecinema.com.br/

PROGRAMAÇÃO

Até esta quarta-feira, dia 3, o Olympia exibe, às 18h30, o filme “De Repente, num Domingo, direção de François Truffaut.

 

De quinta-feira, 4, a domingo, 7, a atração é o filme “A Besta Pop”, o primeiro longa metragem produzido por estudantes do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal do Pará (UFPA). O filme possui a classificação indicativa de 16 anos e as sessões, na quinta a sexta-feira, às 18h30, e no sábado e domingo, às 16h30.

A trama de “A Besta Pop” mostra um futuro distópico, no qual o governo é totalitarista e provoca alienação social. Um grupo de jovens decide burlar o toque de recolher para escapar do tédio, um dia antes do apocalipse.

 

CINEMA BRASILEIRO

Os filmes finalistas do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, premiação anual promovida pela Academia Brasileira de Cinema, vão ser exibidos entre os dias 24 de julho e 14 de agosto, com produções nacionais e internacionais. A lista de finalistas contempla produções que foram lançadas no Brasil, de 1° de janeiro a 31 de dezembro de 2018.

A programação começa na quarta-feira, dia 24, às 18h30, com o filme “The Square - A Arte da Discórdia”, do diretor Ruben Östlund. Um renomado curador de arte tenta desesperadamente atrair visitantes ao museu que dirige em Estocolmo. Quando o celular dele é roubado, ele perde o controle da sua vida, afetando a todos ao seu redor e provocando consequências inesperadas. A classificação indicativa é de 14 anos.

Na quinta-feira, 25, às 18h30, o filme é “Me Chame Pelo seu Nome”, do diretor Luca Guadagnino. Baseado no romance de André Aciman, a história se passa no verão de 1983, no norte da Itália, quando Elio Perlman, de 17 anos, começa um romance com um amigo de trabalho do seu pai. A classificação é de 14 anos.

Na sexta, 26, às 18h30, o filme é “As Herdeiras”, de Marcelo Martinessi. Chela e Chiquita, herdeiras de uma família rica no Paraguai, vivem confortavelmente há 30 anos. Ao chegarem à terceira idade, percebem que o dinheiro não é mais suficiente e começam a vender seus bens. A classificação é de 12 anos.

 

No sábado, 27, às 16h30, vai ser exibido o filme “A Noiva do Deserto” das diretoras Cecília Atán e Valeria Pivato. Teresa sempre trabalhou na mesma casa em Buenos Aires como empregada doméstica, mas perde o emprego. Chamada para ajudar na preparação de um casamento em uma cidade do interior, durante a viagem, ela esquece a bolsa dentro do trailer de um vendedor ambulante. Esse inesperado incidente irá se tornar a salvação e libertação que Teresa estava precisando. A classificação é 12 anos.

No domingo, 28, às 16h30, exibição de “O Grande Circo Místico”, de Carlos Diegues. Inspirado em poema de Jorge de Lima e músicas de Chico Buarque e Edu Lobo, o filme traz a história de cinco gerações de uma família dona do circo. Desde a inauguração, em 1910, até os dias atuais, os espectadores acompanham, com a ajuda de Celaví (Jesuíta Barbosa), o mestre de cerimônias, as aventuras e os amores da família Kieps, do auge à decadência, até um surpreendente final. A classificação é de 16 anos.

Às segundas-feiras, o cinema é fechado, retomando a programação na terça-feira, 30, às 18h30, com o filme “Uma Noite de 12 Anos”, do diretor Álvaro Brechner. José Mujica, Mauricio Rosencof e Eleuterio Fernández Huidobro são militantes dos Tupamaros, grupo que luta contra a ditadura militar no Uruguai. Eles são presos em ações distintas e encarcerados junto a outros nove companheiros, de forma que não possam sequer falar um com o outro. A classificação é de 14 anos.

Na quarta, 31, às 18h30, exibição do documentário “Todos os Paulo do Mundo”, dos diretores Gustavo Ribeiro e Rodrigo de Oliveira, que faz uma homenagem aos 60 anos de carreira do ator brasileiro Paulo José, completados em 2017. A classificação indicativa é de 10 anos.

AGOSTO

No mês de agosto, a programação da mostra Grande Prêmio do Cinema Brasileiro continua. Na quinta-feira, 1° de agosto, às 18h30, exibição de “Eu, Tonya, do diretor Craig Gillesple. A classificação é de 14 anos.

Na sexta-feira, dia 2, às 18h30, exibição do documentário “O Processo”, da diretora Maria Augusta Ramos, com classificação livre. No sábado, dia 3, haverá duas sessões: a primeira, às 15h30, será do documentário “My Name is Now, Elza Soares”, da diretora Elizabete Martins Campos; e às 17h, o filme é “Chacrinha: O Velho Guerreiro”, do diretor Andrucha Waddington, com classificação indicativa de 12 anos.

No domingo, 4, mais duas sessões: às 15h30, “A Voz do Silêncio”, do diretor André Ristum, com classificação de 16 anos; às 17h, a atração é “A Forma da Água”, do diretor Guillermo Del Toro, com classificação de 16 anos.

No dia 6, terça-feira, às 18h30, cartaz para “Nasce uma Estrela”, direção de Bradley Cooper, e classificação de 16 anos. No dia seguinte, 7, às 18h30, exibição de “Três Anúncios Para um Crime”, de Martin McDonagh, com classificação de 16 anos.

No dia 8, quinta-feira, às 18h30, o cartaz é para “Alguém Como Eu”, do diretor Leonel Vieira, com classificação indicativa de 16 anos.

No dia 9, sexta-feira, às 18h30, “Cachorros”, direção de Marcela Said, vai estar em exibição. A classificação indicativa é de 14 anos.

 

No dia 10, sábado, haverá duas sessões. Na primeira sessão, às 15h30, será exibido “Ex-Pajé”, do diretor Luiz Bolognesi, e na segunda sessão, às 17h, o filme é “O Paciente - O Caso Tancredo Neves”, do diretor Sérgio Rezende, com classificação indicativa de 10 anos.

No dia 11, domingo, mais duas sessões. Às 15h30, o filme em cartaz é para o filme nacional “Benzinho”, de Gustavo Pizzi; e às 17h, o filme é “Bohemian Rhapsody”, do diretor Bryan Singer, a cinebiografia do cantor Freddie Mercury, da banda inglesa Queen. A classificação indicativa é de 14 anos.

Na terça-feira, 13, às 18h30, será exibido o filme “A Luta do Século”, do diretor Sérgio Machado, com classificação indicativa de 12 anos. Para encerrar a programação da mostra, na quarta-feira, 14, às 18h30, cartaz para “Infiltrado na Klan”, do diretor Spike Lee.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS