Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Entretenimento

É DE ARREPIAR!

Veja a lista dos 15 filmes mais assustadores para assistir no Halloween

No dia de Halloween prepare a pipoca e se delicie com a lista de filmes horripilantes abaixo

quarta-feira, 28/10/2020, 17:25 - Atualizado em 28/10/2020, 17:25 - Autor: Diário Online


|

Os filmes de terror abrangem décadas e temas dos mais variados, mas todos eles têm uma coisa em comum: a capacidade de explorar os medos mais profundos da audiência. As produções são tão perturbadoras de assistir porque mostram justamente as coisas que você mais gostaria de evitar na vida real.  A seguir, uma seleção cirúrgica com 15  filmes de terror mais assustadores para assistir no Halloween – apague as luzes e pegue a pipoca:

Midsommar – O Mal não espera a noite (2019)

Um filme perturbador com uma ambientação lindíssima que te envolve do começo ao fim. A história sobre o perigo de garotos promíscuos é estrelada por Florence Pugh e dirigida pelo mestre do terror Ari Aster. Midsommar não é tão assustador no sentido tradicional, tirando uma cena específica, mas é extremamente inquietante. A trilha sonora é estressante, e o horror realista de uma tragédia familiar que permeia todo o filme é ainda mais assustador do que o resto da trama.

Reprodução
 

​As Garotas da Tragédia (2017)

Se você gosta do humor de Atração Mortal e não se importa com um pouco de sangue, vai gostar de As Garotas da Tragédia. Este filme, que mistura comédia com terror, é estrelado por Alexandra Shipp e Brianna Hildebrand como duas estudantes do último ano do ensino médio que comandam um blog de crimes reais. Quando um serial killer começa a fazer perseguições  na pequena cidade onde moram, elas decidem culpá-lo enquanto cometem os assassinatos para ganhar mais seguidores.

Atividade Paranormal (2007)

Reprodução
 

Atividade Paranormal não é inovador. Mas, apesar de ser uma história básica da casa mal-assombrada, é eficaz. O filme faz muito com um orçamento pequeno (pense em pisca-piscas, portas batendo, etc.), tanto que gerou uma série de sequências arrepiantes. Porém, não há nada como o original.

O Babadook (2013)

Uma alegoria complicada e assustadora da maternidade e da perda, este filme é destinado a múltiplos públicos. A atuação do pequeno elenco australiano é excelente, e esse monstro do cinema é um dos maiores de todos os tempos. Além disso, nos anos desde seu lançamento, o Babadook emergiu como um herói LGBTQ+.

Corrente do Mal (2014)

A experiência com o filme tem 90% a ver com o ambiente, e é por isso que é tido como uma obra-prima. Filmado nas ruínas do subúrbio de Detroit, a trilha sonora do filme, uma nebulosidade constante e figurinos quase dos anos 1980 são dosados o suficiente para que se crie todo um clima de desgraça iminente. Garanto que vai te deixar totalmente assustada, mas incapaz de identificar exatamente o que te assustou tanto.

A Bruxa (2015)

 

Puritanos, rituais satânicos, uma cabra absolutamente amaldiçoada ... preciso continuar? O fator assustador de A Bruxa, protagonizado por Anya Taylor-Joy e dirigido por Robert Eggers, está muito acima da média.

The Perfection (2019)

É melhor não saber muito sobre o enredo, porque a reviravolta é uma experiência psicológica  selvagem. Mas, aqui, está um resumo básico, sem spoiler: Logan Browning e Allison Williams são dois violoncelistas talentosos que frequentaram a mesma escola de música de elite. Quando eles finalmente se conhecem, o caos se instala.

Deixa Ela Entrar (2008)

“Eu fico automaticamente com medo quando começo a assistir um filme de terror sueco, ou qualquer filme sueco em geral”, diz Khaliha Hawkins, produtora digital, sobre a história de um garoto que sofre bullying que faz amizade com um vampiro. “Mas o que torna este filme assustador é o quão perturbador ele é. Você fica pensando nele por horas depois que acaba. Além disso, duas crianças quietas e com aparência assustadora não ajudam.”

Host (2020)

Em 2020, há muito o que temer, mas você pode colocar toda essa ansiedade ao assistir o novo filme Host de Shudder. Com menos de uma hora de duração, a coisa toda acontece durante uma reunião muito infeliz do Zoom. Espere muitos sustos e o desejo repentino de nunca mais aceitar outro convite de videoconferência.

Sobrenatural (2010)

 

“Estou firme na minha convicção de que Rose Byrne é uma das maiores atrizes em atuação”, diz Rosa. “E Sobrenatural é minha maior prova. Ela é devastadora e cheia de nuances como a mãe de um menino cuja mente deixou o corpo e entrou em um outro reino perturbador e aterrorizante. Aquele rosto sangrento que é um susto à tona? Eu ainda fico arrepiada pensando nisso. Quatro meses depois, Byrne estrelou como Helen na comédia clássica Missão Madrinha de Casamento, mostrando ainda mais sua versatilidade impressionante.”

Halloween (2018)

Quando a colaboradora da Glamour, Elizabeth Logan, revisou o remake do Halloween de 2018 estrelado por Jamie Lee Curtis e Judy Greer, ela o resumiu perfeitamente quando escreveu: “Este filme se passa no Halloween, mas consideraria assisti-lo no Dia das Mães. É uma homenagem às muitas ironias da relação mãe-filha. As mães são tão irritantes! Elas te dão todos os seus problemas; elas criticam frequentemente, são sufocantes, induzem à culpa e basicamente te bagunçam, aconteça o que acontecer. Mas se você tiver uma boa, ela não deixará ninguém mexer com você. Não há respostas quando se trata do porquê ou da maneira do Michael, do mal, da dor. Há apenas uma resposta para a pergunta sobre o que vamos fazer a respeito. E essa resposta é: lute. E ligue para sua mãe.”

Hereditário (2018)

 

Falando de Ari Aster, seu filme de estreia no cinema, Hereditário, é um conto assustador sobre luto, doença mental e trauma hereditário. Se você tem pelo menos uma vaga ideia dos problemas relacionados a mamãe, este filme de terror estrelado por Toni Collette vai te impressionar.

Invocação do Mal (2013)

Invocação do Mal é uma versão clássica do filme de casa mal-assombrada, mas o diretor James Wan eleva a outro nível, contando com técnicas antigas em vez de efeitos especiais exagerados. O filme, baseado em um caso real dos investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren, fez tanto sucesso que gerou várias sequências e obras derivadas.

Ao Cair da Noite (2017)

 

Ao Cair da Noite também entrou na lista da Glamour dos melhores filmes da pandemia, um subgênero que começou a virar tendência em março, talvez como uma forma de lidar com o estado do mundo. Carmen Ejogo, Joel Edgerton e Kelvin Harrison Jr. estão todos brilhantes neste filme assustador sobre uma família que se isola nas profundezas da floresta, longe de uma doença misteriosa.

It – A Coisa (2017)

Reprodução
 

Ru Wolle, assistente executiva, me disse que escolheria It – A Coisa como seu filme de terror favorito porque, bem, "realmente não é tão assustador." O filme, baseado no romance de Stephen King de 1986 com o mesmo nome, tem várias cenas aterrorizantes, no entanto. Afinal, ele é sobre uma entidade que se alimenta dos medos mais sombrios do personagem.


|
|
|
|
|
|
|

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS