Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Entretenimento

MÚSICA

Ganhadores do 11°Festival de Música Popular Paraense recebem premiação e visitam o Grupo RBA

quinta-feira, 05/12/2019, 14:55 - Atualizado em 05/12/2019, 14:45 - Autor: Tati Dias


Sucesso no Festival trouxe os quatro para a redação integrada RBATV, DOL e Diário do Pará
Sucesso no Festival trouxe os quatro para a redação integrada RBATV, DOL e Diário do Pará | Ricardo Amanajás/Diário do Pará

Quatro dos seis ganhadores do XI Festival da Música Popular Paraense, promovido pela RBA, visitaram a sede do Grupo RBA na manhã desta quinta-feira (5). Na ocasião, eles foram recebidos pela coordenadora de marketing do Grupo, Marcelle Maruska, que entregou a premiação em cheque aos vencedores.

O primeiro lugar foi do educador musical e compositor Diego Xavier, com a música "Sou Belém do Pará". Com o cheque de R$ 15 mil em mãos, ele leva o bicampeonato na competição.

 

“Esse é o único festival que dá visibilidade para a nova geração. A gente encontra um espaço onde podemos divulgar nossas composições e fazer novas parcerias. Além de compor, fui intérprete, uma responsabilidade enorme. E, conseguir esse bicampeonato é especial, é uma grande honra”, disse

Em segundo lugar ficou Pedrinho Callado, com a premiação de R$ 10 mil pela composição de “Anauê Boi Bumbá”. Ele destaca a organização do prêmio e a oportunidade que os artistas têm em mostrar seus talentos.

 

“Participar do festival sempre é muito bom, é um momento de comunhão, encontrar os amigos, tocar num espaço maravilhoso e com essa produção maravilhosa sempre é incrível. Já participei outras vezes e espero sempre estar presente, pois é uma excelente porta de divulgação a todos”, afirma Pedrinho.

O compositor Almino Henrique ficou com a terceira colocação e se consagrou com a música “Mãe Terra”, um samba batucada composto por ele e interpretado por Júnior Bambo. Para Almino, ser um dos premiados vai muito além da valorização à música paraense. “Esse festival sempre é muito bom, ele nos potencializa, nos dá uma projeção. Estar entre os três é muito especial. A gente olha adiante. A gente se prepara pra ele, eu componho pra ele”, acredita o músico.

Arquivo
 

A música "Flores Despetaladas" ganhou como o Melhor Arranjo, do compositor Ziza Padilha. O compositor já é veterano no Festival, participa desde a primeira edição, e escolheu um tema delicado que emocionou a todos: o drama vivido por mulheres escalpeladas.

 

“Achamos muito importante falar sobre esse tema. Sempre buscamos nos atualizar, buscar algo da nossa realidade. Por ser uma música tocante e ainda por cima ser premiada, assim sabemos que estamos seguindo um caminho bom”, afirmou.

O quarteto recebeu a premiação da coordenadora de mkt do Grupo RBA. Marcelle Maruska
O quarteto recebeu a premiação da coordenadora de mkt do Grupo RBA. Marcelle Maruska Ricardo Amanajás/Diário do Pará
 

Para a coordenadora de marketing, Marcelle Maruska, todo o sucesso do festival só é possível graças a grandes patrocinadores que acreditam e valorizam o artista e a cultura paraense. “O incentivo que temos das grandes empresas como a Vale e Parque Shopping são essenciais. São empresas que apoiam que apostam e que dão as mãos junto com a gente para essa valorização cultural, para que a gente se fortaleça cada vez mais e dê oportunidades aos nossos músicos. Isso é fantástico”, finalizou.

Andréa Pinheiro ganhadora como Melhor Intérprete e Jacinto Kahwage como Melhor Compositor não puderam estar presentes.

O festival é uma realização do Grupo RBA, com coordenação da Marco Eventos e patrocínio da Vale e do Parque Shopping.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS