Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Entretenimento

POLÊMICA

Modelo acusa jogador famoso de não querer registrar filha

quinta-feira, 03/10/2019, 16:58 - Atualizado em 03/10/2019, 16:58 - Autor: (Com informações Istoé)


Walace é um jogador brasileiro que defende as cores da Udinese-ITA.
Walace é um jogador brasileiro que defende as cores da Udinese-ITA. | (Reprodução/Instagram)

Com a cerimônia de casamento marcada para dezembro deste ano, o jogador Walace Souza, volante com passagem pela Seleção Brasileira e recentemente comprado pelo time Udinese da Itália por 6,5 milhões de euros, vem um problema no ceio  familiar. É que uma modelo identificada como Priscila Santana revelou que se envolveu com o craque em novembro do ano passado, após os dois se conhecerem durante um treino da seleção, em Londres, onde ela estudava.

Em entrevista para Istoé, a modelo afirmou que os dois foram apresentados por um jogador da seleção e ficaram juntos poucas vezes. No entanto, dois meses após o último encontro, a moça descobriu que estava grávida e pediu DNA do rapaz. Priscila informou que o exame realizado deu positivo. E desde então a modelo vem tentando fazer o atleta registrar a criança.

“Walace é uma pessoa muito difícil pois ele está se escondendo. Ele mente muito. Não dá para saber o que é verdade, pois na noite que o conheci, ele me disse que era solteiro. Por isso aceitei ter o relacionamento com ele. Mesmo com o DNA positivo ele contratou uma advogada para pedir um novo exame e conseguir empurrar com a barriga para o tempo passar. Eles pedem um novo exame, mas até agora ele não veio ao Brasil para repetir o teste de paternidade. Enquanto isso minha filha está sem os direitos dela. Enquanto ele banca uma vida de luxo para seus dois filhos”, afirmou.

“Eu, inclusive, abri um boletim de ocorrência contra ele por abandono da família, porque na minha gestação eu deixei ele ciente de que eu só havia me relacionado com ele e que o bebê era dele. Mas ele não ajudou com qualquer despesa que eu tive na minha gravidez, muito menos agora já com o DNA positivo em mãos. Tive dificuldades financeiras durante toda a minha gestação, dependendo da ajuda de amigos para manter a mim e a minha filha que nasceu com a saúde fragilizada e mesmo assim ele não quis saber qualquer informação sobre a saúde dela atual ou contribuir com o pagamento do tratamento,” disse Priscila.

Priscila disse ainda que Walace chegou a pedir para que ela não tivesse a criança: “Ele me bloqueou de todos os meios que eu tinha de me comunicar com ele. Tentei fazer acordo amigável para que ele pagasse o meu parto e o hospital aonde a criança nasceu, mas desde então ele mandou minha advogada tratar diretamente com a assessoria dele. Agora estão pedindo um novo exame, mesmo que o anterior tenha dado 99,9% de chance dele ser o pai. A única coisa que ele sabia fazer era pressão psicológica para eu fazer um aborto quando eu estava com 7 meses de gestação. Ele me propôs fazer uma cirurgia e tirar, pois segundo ele, a criança acabaria com sua vida pessoal”, contou.

A estudante já está tomando as medidas cabíveis na Justiça para que Walace seja obrigado a reconhecer a paternidade. Vale lembrar que, Walace está de casamento marcado com Camila Trindade com quem tem dois filhos. O casal deve subir ao altar em Salvador, na Bahia. O casório está orçado em aproximadamente R$ 1,5 milhão.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS