Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Concursos

Concursos

Confira aqui o listão da UFPA 2019

terça-feira, 29/01/2019, 07:25 - Atualizado em 29/01/2019, 16:29 - Autor:


Após derrubar liminar, nesta terça-feira (29), 7.347 candidatos terão suas vagas garantidas pela Universidade Federal do Pará (UFPA). O listão com os nomes dos classificados no Processo Seletivo 2019 (PS 2019) sairá a partir das 8h30. Mais de 88 mil estudantes se inscreveram para 132 cursos. Segundo informou a UFPA, na noite de ontem, a divulgação foi garantida pelo recurso da Universidade, que derrubou a liminar que impedia a divulgação do resultado do concurso.


O DOL já está a postos a espera da divulgação do listão do maior vestibular do norte do País e trará a você todos os detalhes.


A UFPA disponibilizou o PDF com a lista. Veja aqui se seu nome está entre os aprovados.


LISTÃO UFPA 2019


Na tarde de ontem, representantes da UFPA e do Ministério Público Federal (MPF) chegaram a participar de uma audiência de conciliação na Justiça Federal. Porém, não se chegou a um acordo sobre o caso que discute os critérios utilizados no processo de 2019. 


 Uma decisão liminar da Justiça tinha suspendido, na semana passada, a divulgação da lista dos aprovados e proibiu o fracionamento de vagas por semestre. A opção, no momento da inscrição, pela entrada no primeiro ou no segundo semestre já era adotada anteriormente pela UFPA em três cursos. Porém, neste ano, o número de cursos que utilizavam esse critério aumentou para 16. 



Débora Ferreira recebeu a boa notícia no Listão e será uma caloura da UFPA. (Foto: arquivo pessoal)


No total, a instituição oferece cerca de 100 cursos no processo seletivo deste ano. No entendimento do MPF, tal condição de escolha acaba gerando uma condição de ‘sorte ou azar’ no acesso ao ensino superior, o que não seria aceitável em um processo seletivo.


No entanto, a UFPA mantém a posição de que o processo seletivo de 2019 decorreu dentro da normalidade e de acordo com os critérios do edital. “A universidade não pode, agora, aceitar concluir um processo com uma regra que foi diferente da regra informada para os candidatos”, considerou, na tarde de ontem, o reitor da universidade, Emmanuel Zagury Tourinho. “Houve um tempo para a contestação dessas regras e elas não foram contestadas no tempo devido”, disse.


 MUDANÇA


“O que está sendo proposto agora é uma mudança nas regras do processo de seleção e por isso a universidade está recorrendo da decisão. O fracionamento de vagas acontece em qualquer concurso público”. Com relação à situação de ‘sorte ou azar’ possivelmente gerada pelo fracionamento de vagas, o reitor argumentou que tal modelo já é adotado em diversos concursos públicos. “Quando você concorre a uma vaga em Belém ou em Altamira, isto é um fracionamento. Se concorre a uma vaga em um curso matutino ou noturno, isto é um fracionamento de vagas”. 


O procurador da república Ubiratan Cazetta afirmou, na tarde de ontem, que o MPF se mantém firme na avaliação sobre a utilização do critério de fracionamento de vagas. “Estamos falando de pessoas que concorrem ao curso, e que terão a sorte ou azar de ter escolhido o semestre certo sem saber qual é ele. Isso faz com que pessoas que estavam com nota bem inferior sejam chamadas em detrimento de alguém que tinha uma nota menor”, pontuou. 


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS