Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Concursos

Concursos

Adepará exclui zootecnistas de vagas em concurso público

sábado, 08/09/2018, 07:39 - Atualizado em 08/09/2018, 07:39 - Autor:


O concurso público para o preenchimento de vagas ao cargo de fiscal estadual agropecuário da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), gerou reclamação dos profissionais zootecnistas. O motivo é em relação ao edital publicado em agosto pelo Instituto AOCP, organizadora do certame, em que exclui a categoria e contempla apenas médicos veterinários e engenheiros agrônomos ao provimento das 13 vagas ofertadas ao cargo.


A reclamação dos zootecnistas se baseia nas atribuições do cargo de fiscal, que em suas especificações, poderiam ser executadas por um profissional de Zootecnia, mas ainda assim não estão permitidos a concorrer às vagas. Com a aplicação das provas marcadas para o dia 21 de outubro, a categoria buscou a Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ), para tentar intervir e incluir vagas aos profissionais da área.


Segundo o presidente da ABZ, a primeira ação de intervenção no concurso da Adepará foi o envio de um ofício de solicitação de revisão do edital à organizadora do certame, assim como ao órgão estadual. “É inadmissível isso, porque as especificações de execução dos cargos indicam que elas podem ser facilmente executada por um zootecnista, mas existe a incoerência de não existir vagas a esses profissionais. Enviamos esse ofício e esperamos que sejamos atendidos”, disse Marinaldo Ribeiro, presidente da ABZ.


AÇÃO


Em caso de não serem atendidos, a ABZ pretende entrar com uma ação na Justiça contra a organização do concurso. “Adotamos a forma mais pacífica para resolvermos essa situação em benefício dos profissionais. Somos amparados por lei que, se num concurso público as funções de um cargo são atribuídas por um profissional, ele deve ser contemplado com vagas”, completou o presidente da ABZ.


Apesar disso, Marinaldo Ribeiro enfatiza que os profissionais de zootecnia no Estado também precisam se mobilizar em relação ao caso, inclusive, individualmente. “Os zootecnias precisam se unir ou, mesmo pessoalmente, emitir seus ofícios ao órgão e a organizadora do concurso. Além disso, eles podem fazer a denúncia no Ministério Público do Trabalho, e no Ministério Público Federal, assim como usar o Conselho Regional de Medicina Veterinária, seção Pará, o qual os zootecnistas estão vinculados, para que façam valer o direito deles”, concluiu o presidente da ABZ.


CONCURSO


FISCAL AGROPECUÁRIO


O Concurso oferece 13 vagas, sendo 3 para formados em Agronomia e 10 para Medicina Veterinária. O salário oferecido é de R$ 3,4 mil e as inscrições irão até 20 de setembro.


(Alexandre Nascimento/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS