Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Concursos / Estaduais

PROCESSO ESPECIAL

Projeto Forma Pará lança edital para oferta de 350 vagas 

segunda-feira, 13/01/2020, 15:06 - Atualizado em 13/01/2020, 18:34 - Autor: Com informações da Agência Pará


| Reprodução

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), lançou na manhã desta segunda-feira (13) o edital do Processo Seletivo Especial (PSE) para o preenchimento de 350 vagas em sete turmas de cursos de nível superior ofertados pelo Projeto Forma Pará. O anúncio dos cursos do Forma Pará foi realizado no Teatro Experimental Waldermar Henrique, com a presença de professores e outras autoridades.

Serão ofertados pela Universidade do Estado do Pará (Uepa) e pela Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) em sete municípios: Bagre (Licenciatura Plena em Ciências Naturais/Uepa), Curuçá (Enfermagem/Uepa), Goianésia (Agronomia/Ufra), Mocajuba (Agronomia/Ufra), Belém/Mosqueiro (Engenharia de Alimentos/Uepa), Ourém (Agronomia/Ufra) e Ulianópolis (Agronomia/Ufra), sendo que nesses dois últimos municípios, o projeto é inédito. Cada turma oferece 50 vagas e a prova do PSE será realizada simultaneamente em todos os municípios beneficiados. O edital será publicado ainda este mês.

"A busca pela ampliação da oferta de ensino superior é uma estratégia central do nosso governo, para tal, estamos em parceria com os municípios garantindo a estrutura necessária". Helder Barbalho, governador do Pará.

Em 2019, quando o projeto foi lançado, foram ofertadas mil vagas em 20 turmas, distribuídas por 16 municípios. Este ano serão alcançados pelo menos mais sete cidades que ainda não haviam sido atendidas, além de novos cursos em municípios já contemplados. A meta é atingir 40 cidades até 2022, com a oferta de 80 turmas, chegando a um total de 4 mil novos profissionais de nível superior formados pelo projeto.

"É importante ressaltar que ofertamos cursos que respeitam a vocação econômica de cada região, assim, trabalhamos na formação de mão de obra especializada em cada município", finalizou Carlos Maneschy, secretário de de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica.

| Reprodução
| Reprodução

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS