Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
REPÓRTER DIÁRIO

Por que Crivella foi preso e Zenaldo nada? Entenda no RD de hoje

Coluna de hoje destaca ainda as festas de fim de ano em Salinópolis que conseguiram aval da Justiça

quarta-feira, 23/12/2020, 12:03 - Atualizado em 23/12/2020, 12:02 - Autor: Repórter Diário


Imagem ilustrativa da notícia Por que Crivella foi preso e Zenaldo nada? Entenda no RD de hoje
| Reprodução

A prisão do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, ontem pela manhã, só foi possível por força de uma investigação do Ministério Público, que investigou por dois anos atividades consideradas ilícitas na gestão da prefeitura. Caso tivesse um MP para chamar de seu, o bispo não teria nem sido incomodado. É o que ocorre há oito anos com o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, blindado de todas as formas pelo procurador geral Gilberto Martins. O prefeito tucano, enrolado em compras superfaturadas e flagrado em diversas situações de negligência, vai deixar o cargo sem receber uma simples advertência do MPPA.

FESTAS

Cinco estabelecimentos conseguiram na Justiça permissão para eventos de final de ano em Salinópolis. As festas, com ingresso pago, haviam sido suspensas por determinação do juiz Antonio Carlos Koury, da Vara Única da Comarca do município, atendendo pedido do MPPA, em respeito aos decretos que proíbem aglomerações. Os empresários se mobilizaram e conseguiram a liberação, determinada pela desembargadora Maria de Nazaré Gouveia dos Santos. Os eventos terão que obedecer ao limite de 50% do público anteriormente licenciado. Ainda cabe recurso.

CONTAS

A Auditoria Geral do Estado realizou ontem uma live no YouTube para orientar e esclarecer dúvidas dos Agentes Públicos de Controle (APCs) quanto à prestação de contas anual de gestão do exercício 2020, mostrando o que foi recebido e efetivamente gasto no período. A principal mudança na prestação de contas deste ano, em comparação aos anteriores, é que os órgãos e entidades do Executivo terão que entregar uma quantidade menor de documentos à AGE, ganhando mais tempo para organizar suas contas, que devem ser entregues ao TCE até março de 2021.

IRREGULARIDADES

O Ministério Público do Estado, através do 3º promotor de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Moralidade Administrativa de Belém, Domingos Sávio Campos, ingressou com ação civil pública de ressarcimento ao erário, com pedido liminar, contra o ex-secretário Municipal de Economia, João Amaral da Costa Filho, o ex-vereador Gervásio Morgado, Marta Rendeiro Morgado e a empresa G. N. Morgado Comércio de Livros e Cursos Ltda. A ação é decorrente de irregularidades encontradas em relação a imóvel alugado com dispensa de licitação.

SUPERFATURAMENTO

O processo de dispensa não foi justificado e análise contábil demonstra que o preço do aluguel foi superfaturado. Na ação, a Promotoria requer a concessão de liminar para a indisponibilidade de bens dos requeridos com o bloqueio de R$ 1.248.195,16, pelos valores recebidos indevidamente entre 2010 e 2014. O contrato de aluguel nº 001/2010, entre a Secretaria Municipal de Economia e a empresa G. N. Morgado, se refere à locação de imóvel situado na rua Gama Abreu, 88, no bairro de Batista Campos, no valor inicial de R$ 22 mil.

SOLIDARIEDADE

Em manifestação nas redes sociais, o governador Helder Barbalho se solidarizou com as famílias das vítimas do trágico acidente com um ônibus que saiu de São Félix do Xingu com destino ao Rio Grande do Sul. O Governo do Estado, através da Segup, entrou em contato com os responsáveis pelo resgate em São Paulo, onde o acidente ocorreu, para identificar as vítimas e prestar apoio. “Meus sentimentos aos que perderam familiares nesse terrível incidente e o Governo está à disposição para o que for necessário”, afirmou Helder.

LINHA DIRETA

O Sindicato da Habitação do Estado (Sindcon/Secovi/PA) distribuiu informativo aos associados orientando sobre o decreto municipal que proíbe festas de Natal, Réveillon e confraternizações de qualquer natureza em clubes, condomínios, espaços públicos e hotéis, em ambientes abertos ou fechados.

O Sindcon/Secovi alerta que os condôminos também devem cumprir rigorosamente as medidas sanitárias nos espaços de uso coletivo, para a preservação da saúde de todos, pois as áreas integram a propriedade de cada condômino, mas têm uso comum.

O Programa de Atenção Integral à Saúde de Pacientes pós-Covid, da Uepa, já atendeu 618 pessoas que apresentaram lesões e sequelas da doença. Lançado em julho, o programa realiza o atendimento integral de pacientes, enfatizando a assistência à saúde das pessoas e produção de conhecimento científico.

A campanha que oferece condições especiais a clientes da Caixa Econômica, para liquidação de dívidas de contratos comerciais em atraso, termina no próximo dia 31 de dezembro. No Pará, já foram quitados mais de 7.063 mil contratos, totalizando R$ 46,5 milhões em dívidas regularizadas.

O público-alvo de clientes com dívidas elegíveis para a campanha abrange 2,4 milhões pessoas, 227 mil empresas e mais de 1,8 milhões de cartões de crédito. Mais da metade dos clientes liquida suas dívidas por até R$ 3 mil. Os descontos para liquidação podem chegar a 90% do valor do débito. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS