Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Colunistas / Repórter Diário

REPÓRTER DIÁRIO

Aumento de prazos de concursos no Pará e a rejeição de Zenaldo; leia mais no RD!

sexta-feira, 11/09/2020, 11:06 - Atualizado em 11/09/2020, 11:06 - Autor: Repórter Diário


As notícias de todo o Pará na coluna do Diário
As notícias de todo o Pará na coluna do Diário | Reprodução

Os deputados devem votar na sessão da próxima terça (15) o projeto do Executivo estadual que prorroga o prazo de validade dos concursos públicos já homologados pelos poderes, órgãos e entidades da administração pública estadual. A proposição recebeu pareceres favoráveis das Comissões de Constituição e Justiça e a de Fiscalização Financeira e Orçamentária. Na mensagem, o governador Helder Barbalho destaca que a iniciativa atende dispositivo da Lei Complementar Federal 173/2020, que criou o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus.

ECONOMIA

O bom desempenho da economia paraense, mesmo em tempos de pandemia, foi confirmado pela Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), do IBGE. A taxa média nacional de vendas do comércio varejista aumentou 5,2%, com predomínio de resultados positivos em 21 dos 27 Estados. O Pará acompanhou, tanto no comércio varejista quanto no varejo ampliado, teve resultados que acompanham essa mesma direção. A taxa de volume de vendas variou em 2,8%. O resultado positivo tem a ver com a revenda de mercadorias de hiper e supermercados; móveis e eletrodomésticos.

ALIMENTOS

O Governo do Pará fará o repasse, hoje, do valor de R$ 7,995 milhões para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O recurso, oriundo do Ministério da Cidadania, ajudará a fortalecer a cadeia produtiva dos agricultores afetados pela pandemia do novo coronavírus, contribuindo em larga escala para aquecer a economia regional. A solenidade de doação simultânea ocorrerá na Escola Aloysio Chaves, na cidade de Concórdia do Pará e terá a presença do governador Helder Barbalho.

OURO

A Polícia Federal cumpriu ontem mandado de busca e apreensão em empresa situada em Itaituba, dentro de inquérito policial instaurado para investigar o comércio irregular de minério de ouro na região. A prática consiste em fraudar a documentação necessária à compra e venda do minério para acobertar a origem ilícita. A apuração do crime iniciou com o depoimento de uma mulher presa em flagrante por posse ilegal de ouro. No depoimento, ela revelou que havia vendido ouro, alguns dias antes, para a empresa investigada.

RESTAURANTES

Um levantamento feito pelo Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Pará constatou que, dois meses após a reabertura gradual, os estabelecimentos começam a apresentar uma discreta melhora no faturamento. Mesmo funcionando com a capacidade reduzida a 40%, o movimento em agosto foi melhor que em julho, sinalizando que as pessoas começam a perder o receio de comparecer a ambientes públicos, confiando no rigor do protocolo adotado pelos empresários.

HABITAÇÃO

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aprovou, em reunião extraordinária, a redução de juros no crédito imobiliário popular no Norte e Nordeste. O objetivo é promover o acesso de mais famílias ao financiamento habitacional nessas duas regiões, que têm, historicamente, baixos índices de contratação de financiamento habitacional. Nos últimos cinco anos, dos recursos disponibilizados para o Nordeste, 23% não foram utilizados por falta de demanda. No caso do Norte, o percentual chega a 78%.

LINHA DIRETA

O pior prefeito de todos os tempos segue levando bomba nas pesquisas. Levantamento da empresa Datailha aponta que 76,8% rejeitam a gestão tucana em Belém, contra 15,3 que aprovam e 8% que não sabem/não responderam. A pesquisa ouviu 800 pessoas e foi registrada no TSE sob o nº 00116/2020.

Além da queda, o coice. A equivocada utilização do mico-leão dourado como animal nativo da Amazônia, em campanha produzida para negar as queimadas na região, foi reproduzida ontem pelo ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) e pelo vice-presidente Hamilton Mourão.

A Fiocruz terá a parceria do Sindmepa em pesquisa para descobrir os impactos da pandemia nos profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à covid-19. O estudo tem como objetivo entender como o trabalho afetou a vida, o corpo e a saúde emocional desses profissionais.

Serão entrevistados profissionais de todos os 27 Estados brasileiros. A pesquisa “Condições de trabalho dos profissionais de saúde no contexto da Covid-19 no Brasil” abrange um universo de 1,5 milhão de trabalhadores e os objetivos foram demonstrados em reunião virtual com a diretoria do Sindmepa.

Em escala crescente e global, o suicídio já é considerado um problema de saúde pública. Dados da OMS revelam que a cada três segundos uma pessoa atenta contra a própria vida. A origem dos suicídios, em 90% dos casos notificados, tem relação com transtornos mentais.

Atenta a essa realidade, a Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, referência estadual em Psiquiatria, ampliou o atendimento no “Ambulatório da Ansiedade” para usuários dos serviços da instituição. O programa foi criado durante a pandemia para oferecer suporte aos usuários da FHCGV.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS