Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Colunistas / Repórter Diário

LEIA MAIS!

Apagão do Portal da Transparência em Belém é destaque no Repórter Diário

terça-feira, 23/06/2020, 10:21 - Atualizado em 23/06/2020, 10:21 - Autor: Repórter Diário


RD de hoje com as informações do dia
RD de hoje com as informações do dia | Reprodução

Parece recorde olímpico. No espaço de apenas quatro dias, a Prefeitura de Belém alterou documentos e sumiu de novo com informações a respeito da covid-19 do Portal da Transparência. Enquanto isso, estranhamente, o Ministério Público do Estado finge não ver o flagrante abuso legal e Zenaldo segue com sua cruzada aloprada para apagar os rastros das ilegalidades cometidas. A PMB tirou do ar todas as informações sobre contratos e despesas referentes à pandemia contidas no Portal da Transparência. Quem acessa o portal não consegue acessar nem o espaço geral. As buscas estão limitadas aos anos anteriores a 2016.

CRIME

Vale dizer que, na última sexta-feira, os pressurosos auxiliares do pior prefeito de todos os tempos já tinham providenciado o apagão. Essa preocupação tem a ver com o vazamento, na internet, da informação sobre a escandalosa compra de ventiladores pulmonares por R$ 260 mil (cada), seguramente o mais salgado preço pago no país e no mundo por esses equipamentos. No sábado pela manhã, na maior cara de pau, a Prefeitura de Belém modificou as Notas de Empenho da compra dos ventiladores, operando o crime contábil de baixar o custo individual para R$ 65 mil.

EQUIPAMENTOS

O governador Helder Barbalho visita hoje Almeirim, para entregar quatro respiradores que equiparão o hospital municipal, ampliando o número de leitos de UTI na Calha Norte. O Governo do Estado também levará as ações da Policlínica Itinerante ao município. À tarde, Helder estará em Juruti, região de integração do Baixo Amazonas. Ele vai entregar cinco respiradores de UTI, além de dois respiradores móveis. Essenciais no tratamento de pacientes graves, os aparelhos reforçam a estrutura de atendimento na cidade, que tem cerca de 50 mil habitantes.

INDÍGENAS

O novo coronavírus é especialmente mortal para os povos indígenas na Amazônia. É o que demonstra a análise sobre o impacto da covid-19 nessa população feita pela Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira e pelo Ipam (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia). A taxa de mortalidade pelo coronavírus entre indígenas (o número de óbitos por 100 mil habitantes) é 150% mais alta do que a média brasileira, e 20% mais alta do que a registrada somente na região Norte – a mais elevada entre as cinco regiões do país.

LETALIDADE

Outro aspecto preocupante é a taxa de letalidade, ou seja, quantas pessoas infectadas pela doença morreram: entre os indígenas, o índice é de 6,8%, enquanto a média no país é de 5% e na região Norte de 4,5%. Já a taxa de infecção pela doença por 100 mil habitantes entre os indígenas é 84% mais alta se comparada com a média do Brasil. Ela não é maior do que o índice de toda a Amazônia, mas demonstra uma inclinação da curva mais aguda. A análise reforça o fato de que é uma população extremamente vulnerável ao novo coronavírus e, por isso, precisa de um tratamento diferenciado.

RETRAÇÃO

O turismo brasileiro sofreu queda de 55,4% no faturamento de abril em relação ao mesmo período de 2019. É a maior retração da série histórica desde 2011, com o menor faturamento já registrado (R$ 5,43 bilhões) e prejuízo de R$ 6,76 bilhões em relação ao ano passado. Segundo dados do Conselho de Turismo da Fecomércio (SP), baseado em números divulgados pelo IBGE, das seis atividades pesquisadas cinco registraram baixa em seu faturamento real, com destaque para o transporte aéreo (-79,2%) e os serviços de alojamento e alimentação (-65,6%).

LINHA DIRETA

O Barco Hospital Papa Francisco passou ontem por Santarém a caminho de Almeirim, inteiramente equipado para o atendimento a pessoas que precisem se tratar da covid-19. O governador Helder Barbalho visitou a embarcação ao lado do arcebispo de Santarém, D. Irineu Roman.

Na última segunda-feira, 15, foi publicado no Diário Oficial da União a Lei 14.015/2020, que dispõe sobre a interrupção ou religação de serviços públicos essenciais durante a pandemia. Caso haja a suspensão, não pode ocorrer na sexta-feira, sábado ou domingo assim como em feriado ou dia anterior ao feriado.

No início da pandemia, o Núcleo de Defesa do Consumidor da Defensoria Pública notificou a Equatorial Energia, recomendando que não realizasse a interrupção no fornecimento de energia elétrica, exclusivamente para cortes por inadimplência, até que sejam revogadas as recomendações.

Parlamentares europeus manifestam preocupação com os rumos que a política ambiental tem tomado no Brasil. Em carta enviada ao Congresso Nacional, eles pedem a deputados e senadores brasileiros mais engajamento na luta para restaurar a proteção às florestas e aos povos indígenas.

A carta assinada por 29 parlamentares lista preocupações com projetos em tramitação no Congresso, além de lamentar o aumento do desmatamento na Amazônia em 2020, medido pelo Inpe. Em 2019, o índice anual de desmatamento superou 10 mil km2, recorde da última década.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS