Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Colunistas / Repórter Diário

REPÓRTER DIÁRIO

O silêncio dos MPs no caso de desvio de verbas de Zenaldo está no RD; confira!

quarta-feira, 17/06/2020, 09:10 - Atualizado em 17/06/2020, 09:10 - Autor: Repórter Diário


Leia as notícias do dia na coluna do Diário do Pará
Leia as notícias do dia na coluna do Diário do Pará | Reprodução

A Prefeitura de Belém utilizou irregularmente a verba de R$ 61 milhões com despesas que nada têm a ver com o combate à pandemia, em evidente caso de desvio de finalidade. Curiosamente, Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal assistem a tudo passivamente, sem mover uma palha a respeito dos ilícitos, agravados pela retirada dos documentos do Portal da Transparência por ordem do prefeito. A denúncia foi publicada no domingo pelo DIÁRIO e, pelo menos até ontem, reinava constrangedor silêncio por parte dos órgãos fiscalizadores. Se nada for feito, ficará mais uma vez confirmada a influência tucana sobre certas instituições.

CARTILHA

Diante do avanço de registros de agressões às mulheres nesse período da pandemia do novo coronavírus, a Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), lançou ontem, em parceria com o Ministério Público, uma cartilha virtual com orientações às vítimas. O material tem foco em três aspectos: a prevenção à violência doméstica, com informações sobre a rede de atendimento à mulher; o empreendedorismo feminino como ferramenta de enfrentamento à violência doméstica; e desemprego e mercado de trabalho.

CRISE

O setor de serviços, que envolve bares, restaurantes, hotéis, transportes e atividades culturais e de lazer, fechou quase quatro mil postos de trabalho no Pará entre março e abril de 2020, em consequência da quarentena pela covid-19. Segundo o Dieese, o setor de serviços contratou 4.931 profissionais, mas demitiu 8.054, gerando um saldo negativo de 3.123 postos de trabalho. Em março, foram fechados 682 postos, totalizando 3.805 postos a menos nos dois primeiros meses da pandemia.

RESTAURANTES

O “novo normal” para os restaurantes pode ser bastante diferente daquele a que cozinheiros e clientes estão acostumados. Além das estimativas nada otimistas para o setor (as previsões são de que 30% fechem), muitas mudanças terão que ser adotadas na retomada. A pandemia coloca especialmente em risco um dos modelos mais bem-sucedidos de restaurantes no mundo: os buffets. Populares em muitos países (como nos EUA, de onde surgiu o termo “à americana”), no Brasil eles se propagaram no sistema self-service ou a “a quilo”.

PROPAGAÇÃO

A Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) estima que existam 207 mil em atividade no país. Em certas cidades, os restaurantes a quilo representam 60% do mercado. O ato de se servir através de pegadores e talheres compartilhados pode ser um mecanismo de propagação do vírus – embora a OMS tenha declarado que os alimentos não constituem risco de contaminação (crus ou cozidos). Para evitar o contato do cliente com a comida, terão que contar com um funcionário exclusivo para servir, o que pode inviabilizar economicamente o negócio.

ANÁLISES

A Secretaria da Fazenda criou duas novas células de trabalho para gerenciar as informações referentes ao Ambiente Analítico, preparando-se para se adequar às estratégias de uso dos bancos de dados existentes. O grande volume de dados disponíveis permite a aplicação do chamado “analytics” para descobrir e interpretar dados. O desafio é processar o grande volume de informações dados vindos dos documentos ficais eletrônicos, como Nota fiscal eletrônica (NFe) e nota fiscal de consumidor eletrônica (NFC-e), através de Big Data.

LINHA DIRETA

A deputada Renilce Nicodemos (MDB) esclarece que, ao contrário de boatos que circularam nas redes sociais, saiu de seu prédio muito depois da ação policial que fez busca e apreensão no apartamento do publicitário Orly Bezerra. Não procede, portanto, a informação de que ela teria saído junto com a polícia.

Dados coletados pelo Compre&Confie revelam que foram realizadas 15,8 milhões de compras on-line entre 28 de maio e 12 de junho, um crescimento nominal 112,8% maior do que o registrado há um ano. Os pedidos renderam faturamento de R$ 6,45 bilhões, 115,8% maior do que em 2019.

Segundo o estudo, os produtos mais vendidos no varejo digital no período foram os de moda e acessórios, entretenimento, artigos para casa, beleza & perfumaria e informática & câmeras. Os consumidores entre 36 e 50 anos lideraram as compras (responsáveis por 33,9% das compras).

Eventos religiosos em plena via pública se tornaram rotina no bairro do Marco. Ontem à noite, na travessa Timbó, um culto foi realizado entre 19h e 22h, com som alto e presença de pelo menos 30 pessoas, todas sem máscaras. Acionado pela vizinhança, o serviço 190 não atendeu as reclamações.

O Dia Mundial do Orgulho Autista, na próxima quinta-feira, 18, será marcado em Belém por um webinário transmitido ao vivo na internet, realizado pela Coordenação Estadual de Políticas para o Autismo (Cepa) e a Escola de Governança Pública do Estado do Pará (EGPA).

O evento, intitulado “Capacitar para incluir: um olhar para o autismo”, integra o lançamento do Programa de Capacitação em Autismo do Pará, que prevê cursos voltados para o tema em todo o Estado, em cumprimento à Lei nº 9.061/2020, assinada recentemente pelo governador.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS