Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Colunistas / Repórter Diário

REPÓRTER DIÁRIO

Zenaldo age como se estivesse em palanque e ignora gravidade da Covid-19 em Belém

sexta-feira, 01/05/2020, 08:48 - Atualizado em 01/05/2020, 08:52 - Autor: Repórter Diário


| Divulgação

Assustado com a repercussão negativa da ação judicial contra a abertura de atendimento de pronto socorro no hospital Abelardo Santos, em Icoaraci, Zenaldo Coutinho correu para as redes sociais para negar que tivesse conhecimento da medida tresloucada. É claro que não convenceu ninguém. Todo mundo sabe que nenhum secretário municipal tem autonomia para qualquer decisão, sem que o prefeito tenha conhecimento. Portanto, quando percebeu a reação, agiu com a malandragem de sempre, jogando culpa na Procuradoria Jurídica do município de Belém.

PALANQUE

A nova barbeiragem do prefeito lembrou o triste episódio da morte de uma idosa em Alter do Chão, quando ele fez intriga, passou por mentiroso e tentou corrigir a gafe atribuindo responsabilidade a um jornalista da Comus que teria lhe passado a informação. São movimentos típicos da personalidade escorregadia do tucano, sempre ágil em fomentar factoides (pessoalmente ou via terceiros) e lerdo para ações efetivas de trabalho. Ao longo da pandemia, Zenaldo age como se estivesse num palanque, ignorando a gravidade da doença e as atribulações da população de Belém.

MESQUINHARIA

“Com gente morrendo na rede pública de saúde de Belém, o prefeito tucano vai à justiça impedir que o governo use um grande hospital estadual para salvar vidas. Era a pá de cal que faltava para o pior prefeito que Belém já teve. Ele acabou de falecer de mesquinharia e politicagem”, criticou a deputada Marinor Brito (PSOL). Também na Alepa, o deputado Carlos Bordalo elogiou as ações do governador Helder Barbalho e deplorou a atitude do prefeito: “Foi uma ação infeliz. É muito estranho que o procurador impetre uma ação dessas sem o conhecimento do prefeito”.

MIGRANTES

Para garantir a migrantes e solicitantes de refúgio no Pará acesso ao auxílio emergencial concedido pelo governo federal, foi enviada nesta semana uma nota conjunta à superintendência regional da Caixa assinada pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Agência da ONU para Refugiados, Ministério Público Federal e Defensoria Pública da União. A nota esclarece que as agências e postos de atendimento podem efetuar o auxílio emergencial aos imigrantes mediante a apresentação de documentos de identificação emitidos no Brasil, como o protocolo de refúgio.

LABORATÓRIO

Motivada pela Ufopa, uma parceria que também envolve o Centro Regional de Governo, a Secretaria de Estado de Saúde e o Hospital Regional do Baixo Amazonas vai viabilizar a realização de análises moleculares para detecção do Sars-COV-2 na população do oeste do Pará. O secretário estadual de Saúde, Alberto Beltrame, confirmou a liberação de recursos para montar um laboratório em Santarém, que funcionará dentro do Hospital Regional. A equipe será contratada pelo HRBA, com capacitação e acompanhamento feitos por professores geneticistas da Ufopa.

GARIMPOS

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e o presidente do Ibama, Eduardo Bim, exoneraram ontem dois chefes do instituto, responsáveis pelas grandes operações de repressão a crimes ambientais no país. Os afastamentos acontecem duas semanas depois de uma operação para fechar garimpos ilegais, no sul do Pará, e evitar a disseminação do coronavírus em áreas indígenas. Os demitidos são Renê Luiz de Oliveira, coordenador geral de fiscalização ambiental, e Hugo Ferreira Loss, coordenador de operações de fiscalização.

LINHA DIRETA

- Mauro Gasolina segue fazendo coro ao seu guru Zenaldo, o pior prefeito de todos os tempos, distribuindo fake news na internet sempre com ataques ao governador. Para trabalhar e representar a população, que é o seu papel como presidente da Câmara, ele não parece ter tempo, nem disposição.

- Até às 18h de ontem, 306.324 declarações foram recebidas pelos sistemas da Receita Federal no Pará. Já na 2ª Região Fiscal (AC, AP, AM, PA, RO e RR) 696.293 contribuintes cumpriram a obrigação com o fisco. O prazo de entrega da declaração vai até 30 de junho.

- Começou a funcionar o Portal do Conhecimento, da Imprensa Oficial do Estado em parceria com a Secretaria de Comunicação e a Rede de Contadores. A proposta de contação de histórias para crianças e adultos pode ser acessada nas redes da Ioepa e do Governo do Pará.

- O programa Sustentar abriu inscrições para o curso de educação a distância sobre “Resíduos sólidos urbanos e educação ambiental”. São 100 vagas ofertadas para a atividade, que busca contribuir com a formação de professores da rede municipal de ensino, técnicos e gestores públicos e comunidade.

- O objetivo é trabalhar temas como a gestão de resíduos sólidos do município de Barcarena, a legislação ambiental em vigor e o compartilhamento de boas práticas de gestão. As inscrições são gratuitas e terminam no dia 12 de maio. O Sustentar é uma parceria entre Alunorte, Albras e Prefeitura de Barcarena.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS