Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Colunistas / Leandro Mazzini

ESPLANADA

Empresas sentem o baque da crise e o lockdown no interior do país; leia na coluna do Mazzini

terça-feira, 23/06/2020, 13:15 - Atualizado em 23/06/2020, 13:25 - Autor: Leandro Mazzini


Os detalhes do que é política e notícia em todo o Brasil
Os detalhes do que é política e notícia em todo o Brasil | Agência Brasil

Conta chegou

As empresas começaram a sentir o baque da crise sanitária nas contas. Este mês, 73% das consultadas pela Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil revelam ter redução no faturamento – 57% tiveram mais de 20% de queda. A redução da carga horária foi uma das soluções mais usadas, responderam à 3ª edição da consulta “Impactos da Pandemia no Cenário Nacional”. Vendas por meios eletrônicos é outro recurso dos mais usados nos últimos 90 dias. Em junho, 47% das empresas consultadas responderam que iniciaram operações de vendas online. Em abril, eram 25% e em maio, 30%. O WhatsApp foi a primeira opção de vendas virtuais e hoje 36% das empresas aderiram a essa modalidade.

Que perigo!

Materiais apreendidos pela Polícia na chácara de militantes bolsonaristas em Brasília: foguetes, camisas da seleção brasileira e máscara do ursinho Pooh, para criança. Jogaram em meio ao material um facão da cozinha para cortar carne.

Cerco

A baderna deve ser investigada a fundo, e quem patrocina a bagunça e ameaças aos Poderes. Mas não há tipificação criminal para máscara do Pooh e camisa da seleção?

Tela quente

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro, baixa hoje em São Paulo para reunião decisiva sobre o futuro da Cinemateca. Verbas, arquivos históricos, nova direção...tudo na pauta.

Abre-fecha

Pirenópolis, cidade secular turística de Goiás, começou onda de centenas de demissões nas pousadas. Uma já fechou, avisou o proprietário pelo whatsapp. O prefeito João do Léo é alvo de protestos diários dos comerciários, em carreatas. Em coletiva, disse que prefere ter 3 mil desempregados do que enterrar um morador. Foi aplaudido e xingado.

Turbinado

Frederick Wassef, advogado que mantinha Fabrício Queiroz em sua casa em Atibaia (SP), tem uma queda por jatinhos. Falava a amigos do eixo SP-Brasília que era seu também o Learjet 31A da empresária Cristina Boner, sua então esposa.

O nome 

A direção do PSB avalizou o deputado federal Júlio Delgado, filho de Tarcísio, famoso ex-prefeito de Juiz de Fora, a disputar a prefeitura de Belo Horizonte. O parlamentar mora na capital há muitos anos, apesar de ter base eleitoral forte em JF.

Sorteio na tela

Por pressão da Globo, STB e Rede TV!, principalmente, a Mesa do Senado incluiu na pauta da quinta (25) a votação da MP 923, que permite sorteios de prêmios na TV

Quem manda 

A queda do secretário de Saúde do Governo do Rio de Janeiro, Fernando Ferry, tem digitais da maior eminência parda do Poder no Estado, o Pr. Everaldo, ‘dono’ do PSC.

Brasil adentro 

Os governos estaduais perderam o controle da pandemia, que atinge forte o interior do Brasil. Várias prefeituras estão decretando lockdown, tardiamente.

Taxiando

A Infraero passou para o Governo de Minas a operação do Aeroporto da Pampulha, no Centro de Belo Horizonte, em concessão de 35 anos. O apetite das aéreas ali é forte, mas ANAC restringe, pela pista curta. E o pequeno terminal ainda demanda reformas.

Turbulência 1

Vai mal das asas a LATAM, que lidera reclamações nos PROCONS de Rio, SP e Brasília. A empresa interrompeu processe seletivo de pilotos e comissários. Sobre os registros de reclamações, alega que “segue empenhada em reduzir de forma substancial o número de reclamações”, e que “mantém um canal aberto para diálogo com clientes”.

Turbulência 2

A GOL, vice-líder nos PROCONS dessas capitais, preferiu não responder. Já a AZUL, em terceiro no ranking de reclamações, avisa que “cumpre integralmente a MP nº 925/2020 e o Termo de Ajustamento de Conduta, atendendo as solicitações de remarcações e reembolsos de bilhetes”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS