Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Colunistas / Leandro Mazzini

ESPLANADA

Os sete homens que tiram o sono de Jair Bolsonaro; leia na coluna do Mazzini

quinta-feira, 11/06/2020, 11:38 - Atualizado em 11/06/2020, 11:38 - Autor: Leandro Mazzini


Motivo são ações que pedem a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão
Motivo são ações que pedem a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão | Reprodução/SBT

Sete homens tiram o sono do presidente da República, Jair Bolsonaro. São os ministros titulares do Tribunal Superior Eleitoral que analisam ações que pedem cassação da chapa vitoriosa de 2018 para o Planalto, por crimes eleitorais – principalmente envolvendo fake news. Na terça-feira, a maioria na Corte suspendeu duas ações e pediu perícias em documentos nos autos. Caso derrube todas as ações em análise, Bolsonaro corre para o abraço, porque já conseguiu a governabilidade no Congresso Nacional, ao abrir espaço para o Centrão. Mas se houver cassação da chapa no TSE, e referendada pelo STF, será o fim. Neste cenário, nada passa pelo aval do Congresso.

Seu dinheiro

Aliás, o TSE enquadrou 31 partidos , que terão de devolver R$ 27 milhões por arquivos irregulares na prestação de contas do Fundo Partidário de 2014.

Lado B

Há barracos de lona com moradores em calçadas de Taguatinga e Ceilândia, no DF, e até no Sudoeste, bairro nobre de Brasília, que surgiram há dois meses.

Americanos

O STJ autorizou entrada no Brasil de casal de idosos norte-americano (87 e 88 anos), após o Ministério da Justiça recusar. Mas mediante provas de que não estão infectados por Covid-19. Já o brasileiro que quer chegar aos Estados Unidos....

Vidente

A Operação Covidão já atingiu três governadores (por acaso, são de oposição ao presidente Jair Bolsonaro: Waldez Gois, do Amapá; Wilson Witzel, do Rio de Janeiro; e

Hélder Barbalho, do Pará. A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) tem o desafio de provar que é vidente, ou sabia de algo. É uma ou outra coisa. Não tem meio termo.

Vai, Catolé!

A Prefeitura de Catolé do Rocha (PB) é outra pioneira no País em pagar caro nessa pandemia. Saiu na frente com camburão atrás, pelo visto. Vai pagar R$ 2.800 a unidade do kit de teste rápido para diagnóstico de Covid-19. Serão R$ 56 mil para 20 kits.

Alívio oficial

O clã Bolsonaro lavou a alma. Ninguém melhor para eles que um delegado do Departamento de Homicídios da Polícia Civil do Rio, subordinada ao rival político Wilson Witzel, para afirmar que a família não tem nada a ver com a morte da vereadora Marielle Franco. São palavras do delegado Antônio Nunes. O resto é politicagem

Desabafo

O senador Flávio Bolsonaro, o Zero Um dos irmãos, desabafou pelo whatsapp: “É menos uma narrativa escrota e mentirosa que a esquerda tem para atacar a família Bolsonaro e tentar vinculá-los, criminosamente, a milícias”.

Rifa da Mercedes

Um empresário dono de conhecida revenda de carros de Brasília inovou – embora tenha arriscado. Está rifando (talão a R$ 590) para no máximo 100 participantes uma Mercedes C250 ano 2015 (R$ 130 mil). Interessados são cadastrados num grupo de whatsapp. Ele já rifou mês passado uma BMW, e entregou a um feliz que pagou R$ 500

Cidadania virtual

O Mercado Livre e a Plataforma Parceiros pela Amazônia se uniram para promover soluções inovadoras para o desenvolvimento sustentável da região. Nesta Semana do Meio Ambiente acontece o lançamento das vendas online de produtos da biodiversidade amazônica, de artesãos indígenas e nativos de diferentes comunidades.

CNBB...

A CNBB mandou nota sobre o publicado na terça, referente a orientações para não uso de cloroquina em pessoas contaminadas – o site da entidade replicou e avalizou ofício da Pastoral da Criança com recomendações baseadas em estudos médicos.

...e Cloroquina

“A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil esclarece que não emite manifestações a respeito de medicamentos a serem utilizados ou não em casos de Covid-19 e em qualquer outra circunstância. Recomenda que sigam-se sempre as orientações das autoridades médicas”.

Ponto Final

“Quem criou o ‘nós contra eles’ foi o Lula. O Bolsonaro vitaminou”. Do jornalista Eduardo Oinegue, pertinente, na rádio Band News.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS