Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Colunistas / Leandro Mazzini

ESPLANADA

Facilidade de energia solar põe distribuidoras em desespero. Coluna do Mazzini

terça-feira, 29/10/2019, 11:28 - Atualizado em 29/10/2019, 12:11 - Autor: Leandro Mazzini


A causa seriam os subsídios para quem fornece a energia renovável
A causa seriam os subsídios para quem fornece a energia renovável | Agência Brasil/Arquivo

A tentativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) de reduzir subsídios para quem tem sistemas de energia solar pode se virar contra a agência, que conota trabalhar para beneficiar as distribuidoras de energia. As fabricantes de painéis solares, de olho no mercado, já aperfeiçoam o sistema de baterias estacionárias para alimentação dos equipamentos, o que deixará o consumidor cada vez menos dependente da energia elétrica em parceria com as empresas distribuidoras. Hoje, cresce no mercado o modelo de ‘alimentação’ dos painéis com baterias, o chamado off-grid, que não se conecta à rede elétrica, e que não onera o cidadão na entrega de energia excedente.

Custo programado

O maior desafio do off-grid é que elas duram de dois a quatro anos. O que obriga a custos programados. Mas as fabricantes estão as aperfeiçoando para maior vida útil.

Dedo na tomada

As empresas distribuidoras de energia estão em desespero justamente por este modelo. Sem vínculo com a empresa, elas vão perder muito mercado futuro.

Plano secreto

O fim dos subsídios para a compra de painéis é o primeiro passo para, num segundo momento, aniquilar o uso de baterias, e amarrar o consumidor à distribuidora.

Vento$

Que não se assuste o cidadão. O próximo plano dessa turma é encarecer a energia eólica nos Estados do Nordeste, que abastecem muitas empresas, contam as fontes do setor.

Esquerda hermana

O presidente Jair Bolsonaro emitiu sinais diplomáticos de que não vai à posse de Alberto Fernández como presidente da Argentina. O candidato da esquerda, que tem a ex-presidente Cristina Kirchner como vice, venceu Maurício Macri e enterrou, por ora, a direita hermana. O Itamaraty vai confirmar o representante da embaixada local.

Visita pesou

Fernández, aliás, é amigo do ex-presidente condenado Lula da Silva, e chegou a visitá-lo na sala-cela da Polícia Federal em Curitiba após a detenção. O que contribuiu para a ojeriza de Bolsonaro.

Turma do asfalto

O superintendente de Fiscalização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Nauber Nunes do Nascimento, soube pelo Diário Oficial da sua exoneração, na Portaria 386 publicada no último dia 15. Há uma batalha por apadrinhados na agência.

Colisão

O que se diz na turma do acostamento é que Nauber, servidor de carreira, colidiu na pista interna com diretor-geral Mário Rodrigues, que já foi alvo da Operação Lava Jato.

Ficou

O diretor-geral da PF, delegado Maurício Valeixo, fica no cargo por ora. Vitória do convencimento do ministro Sérgio Moro junto ao presidente Bolsonaro.

Entraves

O estudo “Conjuntura do Transporte”, da CNT, aponta que variados fatores travam o crescimento do Brasil, apesar dos bons índices que apontam mudança. É a histórica burocracia, ou “entraves internos e incertezas atuaram para impedir que as expectativas se transformassem em decisões efetivas de consumo e investimento”.

Esplanada no iG

A Coluna Esplanada estreou no iG, que passa a ser nosso media partner nacional. O portal está entre os top 3 no Brasil de produção de conteúdo próprio, com média de 58 milhões de visitantes individuais por mês. Diariamente nossas notas entrarão na editoria Último Segundo.  

ESPLANADEIRA

# Todas as 196 salas de cinema do Kinoplex no País já disponibilizam um sistema de acessibilidade para pessoas com deficiência visual e auditiva. 

# Luiz Roberto Ayoub, desembargador aposentado e sócio do PCPC Advogados, será um dos palestrantes hoje do “Novas Perspectivas para a Recuperação Judicial no Brasil”, na Praia do Flamengo, 200.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS