Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Colunistas / Gerson Nogueira

DESTAQUES

Exemplos mostram que Paysandu não deve ser declarado campeão antes do fim do Parazão

sexta-feira, 10/04/2020, 09:52 - Atualizado em 10/04/2020, 09:51 - Autor: Reprodução


| Reprodução

Exemplo que vem da Inglaterra

Em ampla vantagem na classificação do Campeonato Inglês, ocupando cômoda liderança, 25 pontos à frente do 2º colocado, o Liverpool está a duas vitórias de conquistar matematicamente o título, mas não será declarado campeão se a temporada não for encerrada normalmente. A paralisação do certame está prevista para ir até o final de abril.

O assunto foi abordado ontem pelo presidente da Uefa, Aleksander Ceferin. O dirigente classificou como “fake news” a possibilidade de o clube levantar o troféu em caso de interrupção definitiva da Premier League. Desmentiu também que a Uefa fará sugestão nessa direção para as ligas nacionais.

Em entrevista, Ceferin desmentiu o boato surgido na internet. “Li e ouvi que a Uefa vai aconselhar as ligas a encerrarem suas competições agora e declarar campeões aqueles que estiverem liderando no momento. Posso dizer que não é verdade. Nosso objetivo é terminar as ligas, e não recomendamos nada assim para qualquer associação ou liga”.

A oito rodadas do término da Premier League, o Liverpool acumula 82 pontos, 25 a mais que o Manchester City. O momento do time é excepcional, com campanha impecável que lhe garantiu virtualmente o título de campeão, que pode vir a ser sua primeira conquista do Campeonato Inglês em 30 anos.

Mesmo frente à importância do título para seus torcedores, o Liverpool até o momento não se manifestou. Preferiu respeitar a quarentena e aguardar o recomeço de atividade na mais rentável liga do planeta.

Aqui mais perto do nosso futebol, a Federação Amazonense de Futebol (FAF) antecipou-se a eventuais polêmicas e anunciou no dia 20 de março o encerramento do campeonato estadual, de forma antecipada, sem um campeão nem times rebaixados, como previa o regulamento.

O motivo é o mesmo que aflige o futebol no mundo: o avanço do coronavírus. Presidentes dos oito clubes que disputavam o campeonato foram informados em reunião com a FAF.

O Manaus foi o vencedor do primeiro turno e o segundo turno ainda estava em andamento. Conforme a FAF, mais tarde poderá haver uma definição oficial quanto a times rebaixados e classificados para a Série D e Copa do Brasil.

São exemplos que apontam para a necessidade de bom senso na definição do que vai ocorrer com o Campeonato Paraense, que teve apena oitos rodadas disputada e nem completou sua primeira fae.

Ontem, a Federação Paraense de Futebol refutou através de seu presidente, Adelcio Torres, a crítica feita na véspera pelo PSC e reafirmou que a entidade segue cumprindo o que manda o regulamento da competição, aprovado pelos próprios clubes.

É importante o posicionamento da FPF, que faz menção a cartas dos patrocinadores do campeonato, Funtelpa e Banpará, que se manifestaram favoravelmente a que o torneio seja definido em campo, como reza a boa norma do esporte. Lembrou, ainda, que cotas foram antecipdas para ajudar os clubes e que a contrapartida disso é finalizar o campeonato com disputa normal, dentro das quatro linhas.

A direção do banco argumenta que o encerramento imediato do campeonato pode configurar “descumprimento contratual”. A Funtelpa observa que, após passar a fase crítica da pandemia, o calendário do futebol no Estado deve ser retomado.

A coluna reafirma a posição de sempre: futebol deve ser jogado em campo, para alegria da torcida e respeitando regulamento acordado antes da competição.

A batalha mais difícil da vida do Rei do Acesso

A coluna junta-se à campanha em prol de Fran Costa (foto), que luta contra doença grave e está há mais de um ano sem trabalhar. Rei do Acesso, título que ganhou pelos 10 acessos no futebol paraense, o técnico abaetetubense de 59 anos vive o pior momento de sua vida.

Amigos e companheiros de trabalho abriram uma campanha de doações para ajudá-lo a arcar com os custos do tratamento médico.

Quem puder colaborar, pode fazer uma doação para a conta bancária da esposa do treinador, Sônia Leite. Qualquer quantia é aceita.

Banco do Brasil - Agência: 1000-6; conta corrente: 18288-5 - Sônia Regina Martins Leite.

Posição do Bragantino é pelo respeito à disputa de campo

Em meio ao tiroteio envolvendo a dupla Re-Pa, o Bragantino, terceiro colocado no Parazão 2019, destaca-se por defender que se aguarde para concluir os jogos do campeonato em outra data, talvez até no segundo semestre. O presidente, Claudio Wagner, pondera que primeiro é preciolso eperar um pouco mais (30 a 40 dia) para ver a evolução da pandemia do novo coronavírus.

Na reunião tumultuada de quarta-feira, o Bragantino votou pela conclusão do campeonato. Caso não haja condição de finalizar em campo, apoia a anulação da competição. “Anular 100% porque não teve conclusão. Ou a terceira opção é que as vagas para Série D e Copa do Brasil com os times no Parazão de 2021. O melhor é reunir os clubes e decidir isso jogando”.

Uma joia do Peixe ganha o 1º galardão importante

Rodrygo, joia do Peixe negociado com o Real Madrid, conquistou o prêmio NxGn de melhor jogador jovem do mundo. A premiação abrange jogadores nascidos após 1º de janeiro de 2001.

Além de Rodrygo, outros dois atletas brasileiros estão no top-10 da lista: Reinier, revelado pelo Flamengo e também jogador do Real, ficou em quarto lugar. Gabriel Martinelli, que surgiu no Ituano e joga no Arsenal, é o sexto.

Sem esquecer de agradecer os companheiros de time, Rodrygo motrou a conhecida humildade ao agradecer pela premiação. Acompanhado de perto por Zidane, todas as dúvidas sobre o futuro na carreira vêm sendo dissipada pelo comportamento disciplinado, tranquilo e eficiente de Rodrygo em campo. Fora do gramado, brilha pelas declarações seguras, bem substanciadas e no idioma do país que o acolheu. Bem ao contrário da maioria dos nossos boleiros que atuam pelo mundo.

 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS