Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Capa do Dia

SOFRIMENTO

Adolescente pode perder os dedos após tarefa escolar

terça-feira, 07/01/2020, 16:11 - Atualizado em 07/01/2020, 16:10 - Autor: DOL


| Reprodução

Uma adolescente chinesa de 13 anos corre o risco de perder os dedos das mãos após ser obrigada pela professora a varrer neve na frente da escola. Ela teve que cumprir a tarefa, em temperatura negativa, por quase três horas, o que ocasionou uma rara condição chamada frostbite, ficando com os dedos inchados e pretos.

De acordo com informações do portal Daily Mail, a adolescente - que é estudante da sétima série da Escola Secundária Taipingzhuang Town, em Anqing - relatou que a ordem da professora foi dada a ela e outros colegas, na manhã de terça-feira, 31 de dezembro de 2019. 

A escola fica próximo à fronteira da China com a Rússia, e as temperaturas naquela manhã chegavam a  -1°C. 

A aluna, chamada Lu Yanyan, disse à imprensa local que sua professora ordenou que ela e seus colegas limpassem a neve do campus, mas a adolescente estava sem luvas naquele dia e, por isso, executou a tarefa usando apenas uma pá e vassoura.

Ela contou que sentiu as mãos adormecerem no processo, mas quando perguntou se poderia entrar, a professora a forçou a continuar trabalhando ao ar livre até que toda a neve fosse varrida do chão.

Depois que Lu e seus colegas de classe concluíram a tarefa, Lu Yanyan já não sentia mais os dedos. A mãe dela disse que médicos em vários hospitais locais se recusaram a atendê-la, dizendo que não queriam assumir a responsabilidade caso o tratamento falhasse.

Os pais da estudante tiveram que pegar um táxi para levar a filha para o Hospital Geral de Campo de Petróleo de Daqing, em Daqing. A jovem segue em observação.

Os especialistas disseram que parte do inchaço deve se recuperar por conta própria rapidamente, mas os dedos que ficaram pretos precisarão de muito tempo para retornar ao normal. 

Caso os membros não se recuperem adequadamente, a menina precisará ser submetida a uma cirurgia de amputação.

A escola admitiu o erro da professora e afirmou que estava tentando entrar em contato com a companhia de seguros da escola para arcar com os custos do tratamento.

(Com informações do portal Metrópoles)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS