Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Baladas e Badalados

ALMOÇO

Expectativa é de aumento nas vendas no Círio

terça-feira, 08/10/2019, 11:43 - Atualizado em 08/10/2019, 11:43 - Autor: Pryscilla Soares


| Fernando Araújo/Diário do Pará

Pato vivo, maniva, tucupi, jambu, chicória e os produtos da maniçoba, como charque, chouriço, porco, bacon e outros. A poucos dias para a realização da 227ª edição do Círio de Nazaré, que tem como tema “Maria – Mãe da Igreja”, os feirantes do Ver-o-Peso estão prontos para atender os clientes que forem comprar os ingredientes do almoço do Círio.

Embora os produtos sejam comercializados em grande quantidade, para os feirantes a procura ainda está aquém do esperado. Foi o que explicou o feirante Helton Costa, que comercializa pato vivo, custando entre R$ 70 e R$ 100, dependendo do tamanho e peso. No momento ele está comercializando os menores, de R$ 70 a R$ 80.

“Estou vendendo uns 30 patos por dia. Comparando com outros anos, a venda está fraca, porque agora que começou a melhorar. Ano passado, desde setembro já tinha começado. As pessoas estão deixando pra cima da hora. Até sexta ainda há procura”, disse o feirante.

Principal ingrediente da maniçoba, a maniva está sendo vendida a R$ 5 o quilo. Para o feirante Tavinho Correa a saída do produto está sendo satisfatória. “A tendência é aumentar mais esses dias. Estamos com cinco panelas sempre sendo abastecidas, que recebem 125 quilos de maniva. Além dos clientes que vêm aqui, vendemos para restaurantes também”, pontuou.

TUCUPI

Já o tucupi está custando R$ 5 a garrafa de dois litros. Na barraca da feirante Helena Martins, o cliente pode optar pelo tucupi mais “concentrado” e pagar R$ 10. A média de venda são 30 garrafas por dia. “A venda melhor é quinta, sexta e sábado. No sábado vendemos umas 50 garrafas. Meu esposo tira o tucupi todos os dias. Chegamos 4h da manhã para fazer isso”, afirma.

Moradora de Benevides, a cuidadora de idoso Regiane Carvalho, 37, aproveitou a ida a Belém, com o esposo, para passar na feira do Ver-o-Peso e, assim, garantir mais dois quilos de maniçoba para o almoço da família. “Viemos numa consulta e aproveitei pra comprar. O preço está bom, não aumentou”. “Vamos almoçar aqui em Belém, na casa da minha sogra, que fica cheia. Já tenho três quilos de maniva cozinhando e estou levando mais dois. Vamos fazer ainda o pato no tucupi, porco assado, salada. O restante dos ingredientes a gente compra mais no supermercado ”, avalia.

Preços

Ingredientes na feira do Ver-o-Peso

l Maniva (kg) – R$ 5

l Tucupi (2 litros) – R$ 5

l Pato vivo – R$ 70 a R$ 100

l Jambu – R$ 3 e dois maços por R$ 5

l Chicória – R$ 2

l Ingredientes p/ maniçoba (kg da mistura – bacon, charque, chouriço, calabresa, costela, orelha de porco, rabo de porco, pés de porco, toucinho salgado e toucinhodefumado) – R$ 24,00

Casa de Plácido começa a receber romeiros nesta quarta

Romeiros que passam dias caminhando, após saírem de várias partes do interior do Pará para participar do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, em Belém, muitas vezes para agradecer por uma graça alcançada, têm na Casa de Plácido umponto de acolhida.

Nesta quarta-feira (9), às 17h, será realizada a abertura oficial da Casa de Plácido, dando início aos trabalhos das 1.100 pessoas que se inscreveram voluntariamente e trabalharão 24h por dia durante a quadra nazarena, divididas nas equipes de liturgia, cozinha, limpeza, lava-pés e animação musical.

O evento contará com a presença do reitor da Basílica Santuário e presidente da Diretoria da Festa de Nazaré, padre Luiz Carlos Maria Gonçalves, além da animação musical do Coral Cintia Charone.

A Pastoral da Acolhida ainda precisa de doações para os voluntários da Casa de Plácido realizarem os atendimentos. Quem puder pode entregar suas doações no Centro Social de Nazaré, na sala da Pastoral da Acolhida.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS