Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
32°
cotação atual R$

_

_

Mostra leva você de volta à Roma antiga

terça-feira, 05/04/2016, 10:06 - Atualizado em 05/04/2016, 10:06 - Autor:


A civilizção romana é conhecida por ter incorporado formas e técnicas de outras culturas do Mediterrâneo, destacando-se na arquitetura, com a construção de residências coletivas e prédios comerciais, mas também de teatros e circos, além de ter aprimorado técnicas como os mosaicos e as pinturas em afresco. Um pouco dessa herança pode ser visualizada na exposição “Civilização Romana – O Império que Moldou o Mundo”, que reproduz criações romanas de mais de dois mil anos no Boulevard Shopping. A mostra é uma realização da Associação Cultural Italian Art, Instituto Portal do Conhecimento, Faz e Acontece, Boulevard Shopping, com o apoio do DIÁRIO DO PARÁ. 

A exposição abre hoje para convidados e amanhã para o público em geral, e segue até o dia 20 de maio, reunindo 65 peças, todas fielmente reconstruídas pelo artesão florentino Gabriele Niccolai, que já viajaram todos os continentes e agora estão pela primeira vez na América Latina. O trabalho é baseado em uma verdadeira raridade, a obra “De Architectura”, do arquiteto romano Marcos Vitrúvio Polião (século I a.C.), único tratado europeu do período greco-romano que chegou aos nossos dias. 

A obra é dividida em 10 livros e a exposição baseia-se em quatro deles, abrangendo três temáticas: Gênio Militar, Construindo Roma, e Estilo de Vida e Entretenimento. Luca Paolo Gori, organizador da exposição e um dos artesãos que fazem parte da equipe de Niccolai, destaca que naquela época o arquiteto tinha que ter conhecimento de praticamente tudo, de construção, administração, engenharia civil, materiais, mecânica, assim como planejamento urbano, paisagismo, além de cumprir as funções de artista e artesão. 



Reproduções de objetos da época podem ser conferidos na exposição. (Foto: divulgação)


INTERATIVIDADE 

Recriar períodos históricos com objetos que possam transportar as pessoas muito além do que imagens poderiam já interessava às mãos habilidosas do artesão italiano Gabriele Niccolai, o mesmo responsável pelas peças da exposição “As Máquinas de Leonardo da Vinci”, que passou por Belém em 2015. “Hoje ele trabalha com vários artesãos e até engenheiros. Eles fazem questão de pesquisar e utilizar o mesmo tipo de material original para essas peças, dão vida a coisas que antes a humanidade só conhecia por ilustrações e que em sua maioria não existem mais”, destaca o diretor da exposição, Emerson Oliveira. 

Várias peças presentes na exposição não são apenas para admirar, mas para interagir, como as réplicas dos aquedutos, o sistema de transporte de água dos romanos, uma das maiores façanhas do mundo antigo. “Com o interativo, as pessoas podem simular o movimento das águas percorrendo todo o sistema de aquedutos”, adianta Emerson.

ARTE APRIMORADA DURANTE O IMPÉRIO

Entre as referências artísticas presentes na mostra, podemos encontrar uma réplica de como eram os mosaicos produzidos durante o império romano. “A história do mosaico começou há mais de 4 mil anos. Eles usavam seixos de terracota para criar as imagens. No início, eram mais simples, usados para decorações. O mundo já conhecia o mosaico, mas foi neste período que ele ganhou o status de arte”, explica o diretor da exposição, Emerson Oliveira. 



O curador  Luca Paolo Gori faz os últimos ajustes para a abertura da exposição. (Foto: divulgação)


“Das técnicas artísticas, uma das importantes é a pintura de parede, que até hoje é conhecida e praticada no mundo como ‘afresco’”, conta Emerson. Este tipo de pintura tinha dupla função nesse período, a de decorar paredes e lajes, assim como proteger as construções dos desgastes do tempo. “As cores eram colocadas quando o reboco ainda estava fresco. Então, da reação do cal do reboco, a química das tintas e um dos gases presentes no ar, elas se fixavam nas paredes”, explica. 

Nesse caso também, apesar de a técnica já ser conhecida antes, foi durante o império romano que chegou ao ápice de sua perfeição e ganhou destaque como elemento artístico. Quem for à exposição terá o prazer de ver a referência no livro do romano Marcos Vitrúvio, que descrevia os materiais utilizados para a correta realização do afresco e também pode conferir de perto uma pintura realizada a partir da técnica.

VEJA

Exposição “Civilização Romana – O Império que Moldou o Mundo”
Quando: Abertura para convidados dia 5. Visitação ao público de 6 de abril a 20 de maio
Visitação: Segunda a sábado, de 10h às 22h, e domingo de 14h às 22h.
Onde: Boulevard Shopping (Av. Visonde de Souza Franco), 4° piso
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Informações: (91) 3223-8575

(Lais Azevedo/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS