Tuédoidé? / Viral

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Jovem arma encontro do namorado com amante. Veja o que aconteceu

Quarta-Feira, 13/09/2017, 13:35:02 - Atualizado em 13/09/2017, 18:59:08 Ver comentário(s) A- A+

Jovem arma encontro do namorado com amante. Veja o que aconteceu (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

A americana Ayana viralizou após contar, em uma série de tuítes, como descobriu que o seu namorado estava a traindo com uma colega de trabalho. Ela usou o hashtag #samebae para escrever a história e cada postagem teve em média 8 mil curtidas.

Segundo o relato, ela estava conversando com uma amiga no restaurante em que trabalhavam. A mulher lhe mostrou o perfil do Instagram do paquera novo. Quando Ayana viu, era o seu namorado com quem dividia uma casa há três anos.

Ao invés de confortar o rapaz e revelar o segredo à moça, ela armou um grande encontro entre os dois e narrou passo a passo na internet.

O sucesso da história foi tão grande que a garçonete recebeu convites para criar roteiros para a televisão. “Adoro escrever. Recebi retornos positivos sobre como era bom e cheio de detalhes a história no meu perfil”, contou à revista Essence.

Ayana contou depois que ela pediu desculpas para a colega de trabalho. Mas não perdoou o ex. Ela passou uns dias com a família para ele buscar as coisas dele no apartamento que dividiam.

Confira o relato:

Eu comecei um trabalho novo há duas semanas. Todos os meus colegas tem sido muito legais. Mas tem uma menina que eu me dei bem instantaneamente.

Nós agimos da mesma maneira, temos o mesmo gosto em homens. (Eu sei porque sempre que um aparece no escritório a gente se olha imediatamente).

Outro dia ela me disse: “Esqueci de te mostrar o cara que eu estou ficando”. Ela pega o telefone e abre o Instagram.

O PRIMEIRO nome que aparece na barra de busca é o perfil do meu namorado.

Na minha cabeça, eu estava literalmente rezando para ela não clicar na página dele. Mas ela clica.

Eu mantenho a calma e falo: “Ah! Esse é o nome dele!”.

Ela suspira: “Ele não é maravilhoso?”. Ela vê que a gente se conhece e me pergunta de onde. Eu respondo: “Nós estudamos na mesma escola”

Não resisto e solto: “Esse é o seu peguete ou namorado?” Ainda estou sorrindo e parecendo que estou interessada.

Ela responde: “A gente só fica, mas nos falamos todo dia, então estamos quase juntos.”

Mas ele é meu namorado e mora comigo.

Então eu pergunto o que ela vai fazer naquela noite. A convido para tomar um drinque na minha casa.

Nós entramos no carro e ela continua me contando tudo sobre o relacionamento e todos os momentos legais que eles passaram no último ano. (Nós estamos juntos há três).

Meu namorado trabalha à noite e só sai 1h da manhã. Meu plano era ele entrar em casa e nos encontrar lá. Quando estamos entrando na rua da minha casa…

…ela grita: “Eu também moro aqui”. Agora eu já estou com muita raiva, mas tento manter a calma. Essa situação é difícil para caramba. Mas eu continuo no personagem: “Meu Deus, sério?”

Então, pergunto: “Seu peguete mora por aqui também? Eu moro com o meu. Nós quatro podemos sair juntos algum dia.” Ela respondeu: “Ele vive há uma hora daqui.”

Elas estacionam o carro e a colega de trabalho conta que ela mora seis casas para frente.

Escuto meu namorado gritar do banheiro: “Amor, é você?”. Respondo: “Sim, minha colega de trabalho veio tomar um drinque, vem para cá quando você acabar.”

O cara sai do banheiro, entra na cozinha e a vê. A CARA DELES FOI HILÁRIA. VOCÊS NÃO PODEM IMAGINAR.

O idiota fala: “E aí? Como você está?” Ela fica em choque olhando para a cara dele.

Ela olha para mim e solta: “Sério mesmo Ayana? Por que você não me falou? Isso é constrangedor. Nunca teria feito isso com você.”

Respondo: “Obrigada pela carona. Sem mágoas. Você pode ficar com a taça”. Ela pegou minhas coisas e foi embora.

Agora, ele está olhando para mim:

Eu grito: Sério mesmo? Seis casas do lado? Você é burro ou alguma coisa?

Só para explicar: nós duas éramos nova no trabalho, ele ainda não sabia que ela trabalhava lá.

Se vocês querem saber, ele foi embora de casa. Enquanto escrevo, estou empacotando as coisas dele

Fonte: Metropoles





Comentários