Tuédoidé? / Curiosidades

DESCOBERTA

Arqueólogos encontram cemitério indígena durante expedição na Amazônia

Sábado, 08/09/2018, 15:17:45 - Atualizado em 08/09/2018, 15:48:07 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Arqueólogos encontram cemitério indígena durante expedição na Amazônia (Foto: Acervo do Lab. de Arqueologia)
(Foto: Acervo do Lab. de Arqueologia)

Foi descoberto por arqueólogos durante uma expedição na comunidade Tauary, no Amazonas, uma espécie de cemitério indígena, com nove urnas funerárias enterradas há cerca de 500 anos. 

As urnas foram encontradas a uma profundidade de 40 centímetros da superfície, dentro de uma área de quatro metros quadrados, perto de uma escola comunitaria. 

No Brasil, é a primeira vez que cientistas localizam urnas funerárias da chamada Tradição Polícroma da Amazônia, diretamente no solo. A expedição foi coordenada por pesquisadores do Instituto Mamirauá. 

“A Tradição Policroma da Amazônia é um estilo que tem larga abrangência nas terras baixas da América do Sul, presente em um eixo oeste-leste desde o sopé (das Cordilheiras) dos Andes até a boca do rio Amazonas e também é vista nos afluentes do rio Amazonas/Solimões”, afirmou a pesquisadora Márjorie Lima. 

“As urnas funerárias fazem parte das práticas mortuárias de muitos grupos indígenas. Elas eram mais comuns no passado, e ainda há relatos de alguns sepultamentos em épocas recentes sendo feitos em urnas, mas também em cestarias ou redes. Elas são muito variadas e estão intimamente ligadas às crenças e religiões praticadas, parecido com o que é praticado nos cemitérios das cidades” contou a arqueóloga Anne Rapp Py-Daniel. 

A escavação também revelou sinais de uma sociedade mais antiga que produzia essas urnas funerárias, sendo alguns fragmentos de cerâmicas que pertencem a um grupo que viveu naquela região a muito mais tempo. 

(Com informações do Mundo Bit)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL