DOL QUER SABER

MAIS PERGUNTAS

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Som automotivo é patrimônio cultural e imaterial de Belém?

Terça-Feira, 05/09/2017, 11:29:04 44 comentários Tamanho da fonte: A- A+

A Câmara Municipal de Belém aprovou na última segunda-feira (4) o projeto que reconhece o som automotivo como patrimônio cultural e imaterial da capital paraense.

A medida causou polêmica entre a população. Enquanto os defensores do projeto afirmam que a indústria do som automotivo desenvolve a geração de emprego e renda na capital paraense, além de valorizar a cultura, os críticos afirmam que o projeto autoriza a poluição sonora por veículos automotivos e que esse tipo de equipamento não apresenta um movimento cultural.

E você, concorda com o projeto?

44 Comentários

  • 13150 - GLAUCIA MIRANDA - Quinta-Feira, 14/09/2017, 16:07:05

    TENHO ESPERANÇA QUE A SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE, DERRUBE ESSA ABERRAÇAO FEITA PELOS NOSSOS ILUSTRES VEREADORES DE BELEM,QUE NAO TENDO O QUE FAZER ,FAZEM MERDA.

  • 13149 - Amiraldo Junior - Quinta-Feira, 14/09/2017, 16:00:03

    Eu quero "parabenizar" os ilustres vereadores de Belém.
    Belém precisava disso. deveriam votar também o tráfico de drogas como patrimônio cultural. quem sabe o carro prata, ou o carro preto. Podemos apresentar o lixo, o BRT, o PSM. Coloca tudo num pacote só. Vamos melhorar: colocar todos os dias uma aparelhagem dentro da Câmara Municipal. deixa nossos ilustres vereadores escutarem essa M...

  • 13148 - ary caldas - Quinta-Feira, 14/09/2017, 15:58:32

    Eu quero ver qdo essa turma ligar o som próximo a casa desse idiota,que deveria sugerir lei que possa melhorar a qualidade da vida em Belém.

  • 13147 - odair - Quinta-Feira, 14/09/2017, 15:29:21

    égua com tantos
    problemas pra se resolver ai vem esse vereador inventar essa porcaria fala sério......

  • 13145 - Claudio Oliveira - Quinta-Feira, 14/09/2017, 14:15:39

    MPE quer vetar lei que torna som automotivo patrimônio cultural e imaterial de Belém

    A recente e polêmica lei aprovada pela Câmara dos Vereadores, que reconhece o som automotivo como patrimônio cultural e imaterial, deve ganhar um novo capítulo em breve.

    A Promotoria de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do Ministério Público do Estado (MPE) vai solicitar formalmente ao prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, que a lei seja vetada. Caso contrário, a Promotoria pretende ingressar em juízo com a ação pública para anulá-la.

    A justificativa do promotor Benedito Wilson Sá é de que a lei é lesiva ao meio ambiente, já que a poluição sonora é crime, segundo o artigo 54 da Lei de Meio Ambiente.

    O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) também baixou uma resolução tornando falta grave para som que vaze de veículo automotivo, podendo acarretar em multa, perda de cinco pontos na carteira e apreensão do veículo.

    O projeto de lei, de autoria do vereador e presidente da CMB Mauro Freitas (PSDC), determinou o dia 7 de agosto como a data para comemorar o "Dia do Som e Estilização Automotiva em Belém".

    Quinta-Feira, 14/09/2017, 12:27:00 - Atualizado em 14/09/2017, 13:09:29 - DOL - Diário On Line

    Meus PARABÉNS ao MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL por tamanha coragem de mostrar que os Vereadores de Belém não são os DONOS DE BELÉM e que com a aprovação desta Lei por unanimidade, cometeram crime, já que a poluição sonora é crime, segundo o artigo 54 da Lei de Meio Ambiente.

  • 13130 - CELIO JOSE BARROS DOS SANTOS - Terça-Feira, 12/09/2017, 14:34:00

    Um absurdo isso. Deveriam se preocupar com assuntos mais relevantes para a população Saúde, Educação, Segurança, etc.

  • 13128 - Alan - Terça-Feira, 12/09/2017, 10:01:33

    O fato de ter sido aprovado não quer dizer que qualquer um possa fazer o barulho que quiser a hora e o local que bem entender. Procurem entender a lei. Eu sou contra o uso de som automotivo em area residencial,repito,a aprovação não libera nenhum propietario de som automotivo fazer o barulho que bem entender. Poluição sonora cont sendo crime.

  • 13113 - Guilherme Rocha - Segunda-Feira, 11/09/2017, 12:12:55

    O que o Sr. Vereador Mauro Freitas devia pressionar o Prefeito Zenaldo a olhar pelo servidor efetivo que não recebe aumento salarial a 3 anos, nem reposição de inflação do periodo, mas no entanto arrocha a folha funcional de DAS, que ganham para não fazer nada

  • 13109 - Alberto - Segunda-Feira, 11/09/2017, 11:22:01

    É por isso o cenário político neste país tornou-se desacreditado quase que totalmente, vejamos se isso que foi aprovado pela câmara de vereadores é benéfico para população belemense? certeza que não, mas sim aos caprichos dos legisladores em retribuição a benesses que o status lhe proporciona.

  • 13107 - Guilherme Rocha - Segunda-Feira, 11/09/2017, 09:08:04

    Esses vereadores, comandado pelo Mauro Freitas, deviam fazer jus ao alto salario que ganham, e não fazendo leis que prejudiquem a população, eles acham que nós contribuintes somos palhaços

  • 13106 - Charles de Oliveira costa - Sábado, 09/09/2017, 10:23:28

    Eu sou um trabalhador que saio cedo para minhas atividades,porém as vezes não consigo dormir direito por causa de desocupados que passam altas horas da noite com som a toda altura.Ai vem os "representantes do povo" dar liberdade a bagunça.Se coloca-se um carro automotivo na porta deles concerteza não votariam a favor de tamanha falta de responsabilidade com o cidadão de bem.

  • 13105 - - Sexta-Feira, 08/09/2017, 15:29:43

    Segundo a pesquisa mais de 90% da população é contra esse absurdo criado pelos vereadores.
    Sendo assim, como isso pode ser considerado cultura se não reflete o gosto do povo de Belém, mas sim de uma minoria?

  • 13104 - Ribamar Pinheiro - Quarta-Feira, 06/09/2017, 19:17:47

    Decididamente o Brasil vive uma gravíssima crise política, onde vamos chegar tendo uma classe política dessa estirpe, que cria e aprova projetos de lei totalmente prejudiciais a população, enquanto que existem problemas gravíssimos a serem resolvidos pelos chamados "representantes do povo".
    Realmente, parece-me que dentre a classe política brasileira, nenhum age com bom senso, querendo, apenas visar seus próprios interesses.
    Lamentável !!

  • 13103 - Rafael Mendes - Quarta-Feira, 06/09/2017, 15:40:18

    Um desrespeito com a população. Aprovarem essa palhaçada depois de não terem aprovado ar condicionado em ônibus e terem vetado a criação de um centro para os autistas, mostra o verdadeiro descomprometimento dos nossos governantes com assuntos realmente sérios e que beneficiem a população. A aprovação dessa "besteira" também é um incentivo a poluição sonora e a perturbação da paz, causados por esses sons auto motivos, que é tão constante nas periferias e trás transtornos para as pessoas.

  • 13102 - rui jose carvalho de almeida - Quarta-Feira, 06/09/2017, 12:53:40

    acho que barulho não pode ser considerado cultura uma vez que incomoda outras pessoas, pra os que concordam, penso que o som deve ser utilizado no máximo possivel dentro da sua casa com portas e janelas fechadas.

  • 13101 - Marcio Roberto - Quarta-Feira, 06/09/2017, 09:13:40

    Mais uma besteira definida! Além do pior contexto histórico do Pais hoje, temos agora o fim da paz, descanso e liberdade em nossas casas. Pois hoje não consigo ouvir a música que eu quero na minha casa, porque o vizinho coloca a música escrota dele para todo mundo ouvir. Merecemos.....

  • 13100 - Germano Noronha - Quarta-Feira, 06/09/2017, 08:45:46

    Percebe-se, que a consequência deste projeto, contradiz o novo regulamento que classificou as espécies distintas de aparelhagem de som e imputou-lhes tratamento diferenciado. Num primeiro momento, aquela aparelhagem destinada apenas aos ocupantes dos veículos não tem nenhuma restrição, senão o limite máximo de ruído fixado em 80 (oitenta) decibéis. Já para aquela aparelhagem com destinação diferente desta e que serão intensificadas com essa nova aprovação. O novo regulamento condicionou sua utilização à existência de autorização específica da autoridade competente ou existência de local preparado para seu funcionamento. Pode-se afirmar, portanto, que, se a aparelhagem for para uso dos ocupantes do veículo, a única exigência é o limite do volume; porém, se o equipamento for destinado a uso profissional (prestação de serviço, publicidade, divulgação, entretenimento e comunicação) ou destinado a uso particular em competição ou entretenimento público, são exigidas condições especiais.
    Acho imprudente tal medida disposta em lei municipal e inconstitucional, pois a Resolução nº 204/2006 do Contran é o novo parâmetro legal para a utilização de equipamento de som em veículo automotor
    Tal conduta, desde o fim de 2006, passou a ser proibida, assim como a utilização de qualquer tipo de aparelhagem para a propagação de som destinado a um número indeterminado de pessoas em via pública, quando desacompanhado de autorização específica da autoridade competente.
    Gostaria de saber, Vereador Mauro Freitas, como o Sr. ver os estabelecimentos comerciais (ex. bares, restaurantes, etc.) que são beneficiados pela poluição sonora podem ser enquadrados/autuados ? no caso de veículos estacionados defronte a esses estabelecimentos onde os condutores e/ou ocupantes se utilizam dos serviços ali prestados (bebendo e com os aparelhos sonoros dos veículos ligados no volume máximo)?
    Poderiam ser enquadrados como co-autores do ilícito e qual a legislação aplicável?
    Em caso de omissão das autoridades (ex departamento de transito, polícia militar, etc.) a que órgão recorrer e quais as medidas cabíveis?

  • 13099 - - Terça-Feira, 05/09/2017, 23:02:32

    è um absurdo, pois isto só estimula a poluição sonora. No futuro próximo teremos muitos surdos por consequência da exposição a níveis elevados de ruído. Sabemos que a perda auditiva é irreversível e o ruído elevado causa vários transtornos a saúde humana.

  • 13098 - benedito mendes - Terça-Feira, 05/09/2017, 21:53:13

    Transporte publico, calçadas, ciclovias, mobilidade em geral. Nada disso é tão importante para nossos vereadores. Mas som automotivo,,,,ah isso sim é de extrema importância e benéfico para a população.
    Sem contar que culturalmente nada acrescenta a sociedade. Será que os vereadores sabem que existe uma lei contra a poluição sonora???? Vá ao portal da amazonia num dia qualquer, e veja a "maravilha" cultural que foi aporovada, pertubando quem quer desfruta de tranquilidade.

  • 13097 - josias da silva montao - Terça-Feira, 05/09/2017, 20:35:53

    Os Vereadores que aprovaram esse projeto tinham que ter vergonha na cara, estão de brincadeira com o povo paraense, esses abutres não sabem o que é cultura, devem morar em condominio fechado aonde não são pertubados .Pô vão cagar na praia.

  • 13096 - wmcj - Terça-Feira, 05/09/2017, 18:42:41

    podem até me xingar, mas tanta coisa pra se ajeitar no nosso estado e esses pulhas fazem isso? é um monte de gente lixo que toca lixo e quando vc vai pedir pra baixar o som te agridem quando não matam. é com esse tipo de atitude que mostra o q~uão o país chegou ao nível em que esta. um esgoto moral. quer se divertir? ok, tudo bem, mas sem prejudicar a maioria.

  • 13095 - pedro bastos - Terça-Feira, 05/09/2017, 18:19:33

    Desde quando perturbação da ordem publica, tirar o sossego das pessoas, dar trabalho para a policia, pode ser considerado patrimônio cultural, por isso Belém nossa bela cidade esta sempre andando para trás..

  • 13094 - FABIOLA CRUZ - Terça-Feira, 05/09/2017, 17:58:34

    É ridiculo vereadores aprovarem isso, o municipio com tantas outras dificuldades, e aprovam isso. Saúde, educação, segurança que estão em falta, estão dando prioridade para outras coisas e o pior poluição auditiva, sem querer se importar com o proximo, pois não somos obrigados a conviver com barulhos alem do normal, atormentando nossa cabeça. Mas é isso, Brasil, Terra sem Lei!

  • 13093 - Edilson Pinheiro - Terça-Feira, 05/09/2017, 17:53:47

    Sou contra a aprovação da Lei. Som automotiva não passa de meio material da divulgação de ritmos. Logo, não pode ser considerado patrimônio cultural.

  • 13092 - observado - Terça-Feira, 05/09/2017, 17:06:16

    àrece até falta do que fazer na Camara

  • 13091 - - Terça-Feira, 05/09/2017, 17:03:53

    Não concordo !
    Eu até curto som automotivo, mas tem certas horas que eles ficm insuportávei.

  • 13090 - RUBENS SOUZA - Terça-Feira, 05/09/2017, 16:22:53

    sou contra.

  • 13089 - Roberta - Terça-Feira, 05/09/2017, 16:19:46

    Legal. Agora o errado virou certo. Parabéns aos vereadores de Belém pelo desserviço.

  • 13088 - Paulo Santana - Terça-Feira, 05/09/2017, 16:06:30

    NÃO CONCORDO !: Em qualquer lugar do mundo se pode colocar caixa de som de tamanho desproporcional em um automóvel, mas só em Belém se tem a falta de educação de querer obrigar a que outras pessoas escutem a musica que esta sendo executada em um veículo particular, DESRESPEITANDO os LIMITES Toleráveis A SAÚDE HUMANA !

  • 13087 - - Terça-Feira, 05/09/2017, 15:28:12

    OS VEREADORES, NÃO TEM O QUE FAZER, ISSO É UM CRIME, O SOM AGORA VÃO LIGAR ATÉ DE MADRUGADA, JÁ ERA UM ABSURDO.... VEREADOR MERDA

  • 13086 - Cinthia Campos - Terça-Feira, 05/09/2017, 14:57:19

    Não gosto, eles não respeitam! Pertubam e nunca respeitam o DECIBES

  • 13085 - Santos - Terça-Feira, 05/09/2017, 14:57:18

    Para mim este projeto é bancado pelo trafico de drogas.

  • 13084 - Paraense - Terça-Feira, 05/09/2017, 14:53:47

    Tanta coisa séria para resolver, escolas sem condições, hospitais sem material, médicos e vagas. Nossos representantes deveriam trabalhar para propor soluções e cortar privilégios e gastos. desse jeito somente daqui a algumas décadas os que sobreviverem provavelmente verão a aldeia de Belém avançar em direção ao desenvolvimento humano e redução das desigualdades sociais.

  • 13083 - Marcelo - Terça-Feira, 05/09/2017, 14:51:12

    - Parece que tudo esta a mil maravilhas em Belém,os vereadores devem estar brincando.

  • 13082 - Claudio Oliveira - Terça-Feira, 05/09/2017, 14:51:11

    Estou deixando a minha opinião como forma de demostrar toda a minha INDIGNAÇÃO a todos VOCÊS, ora denominados VEREADORES DE BELÉM.
    ?ORA ME COMPRA UM BODE? como sempre referencia um Vereador de Belém, em sem programa vespertino em uma rede de televisão de nossa Capital.
    VOCÊS NÃO TEM O QUE FAZER NÃO EM,
    Aprovar uma Lei favorecendo A UM BANDO DE BADERNEIROS, com seus sons diabólicos que infernizam os ouvidos das pessoas decentes de nossa Capital.
    VÃO PROCURAR O QUE FAZER,
    Com tantas mazelas em nossa Capital e vocês que são pagos pelos impostos deste mesmo povo que agora não terá mas o direito ao SOSSEGO.
    Mas por outro ângulo vejo, que vocês autorizaram abertamente para que estes mesmos MALUCOS, tenham o DIREITO a infringir a Lei do SOSSEGO ALHEIO com a sua POLUIÇÃO SONORA, bem como também agredirem a Civilidade, a Paz, a Tranquilidade e a Harmonia é melhor eu parar por aqui, que se fosse enumerar não caberia nesta minha resposta.
    Eu sei que minha INDIGNAÇÃO é somente uma gota d?água, mas serve para dizer que vocês NÃO SÃO OS DONOS DA VERDADE E NEM DE BELÉM.
    Bom, já ia me esquecendo, MEUS PARABÉNS, a Câmara dos Vereadores de Belém, por terem contribuído e por terem dedicado o seu tempo em uma SESSÃO EXCLUSIVA, para que o POVO DE BELÉM, fosse PRIVILEGIADO com este GRANDE BENEFÍCIO, pois afinal, por que não VOTAR e APROVAR em mais uma ESCULHAMBAÇÃO para a nossa sofrida Capital né???????? Tá certo??????

  • 13081 - Ana Bastos - Terça-Feira, 05/09/2017, 14:47:22

    Estou muito indignada com a atitude desses vereadores ao eleger como patrimônio imaterial esses sons de auto. Isso é um despropósito total, pois valoriza o desrespeito para com o sossego alheio, demostração arbitrária de abuso e falta de educação, que deveria ser combatida e não valorizada. Gostaria muito que se manifestassem o Ministério Público, a Secretaria de Meio Ambiente, os Conselhos de Classe da área da saúde em especial dos Médicos. Imagine você chegando em casa cansado, depois do trabalho e seu vizinho com o som no último volume, enfernizando, impedindo você de descansar e dormir. Espero que esses vereados que tiveram essa infeliz ideia voltem atrás.

  • 13080 - Ana Bastos - Terça-Feira, 05/09/2017, 14:37:28

    Considerar isso como patrimônio é um completo absurdo e um desserviço a sociedade, é permitir abusos de poluição sonora sem limites. Belém já tem uma péssima qualidade de vida, e essa atitude dos vereadores só piora tudo. Caixas de som no último volume é falta de respeito para com o vizinho e muita falta de educação e não é manifestação cultural coisa nenhuma!!! Esses vereadores tem que revogar esse "título" para o bem comum, paz e sossego de todos.

  • 13079 - NEIDE DA SILVA NASCIMENTO - Terça-Feira, 05/09/2017, 14:28:40

    É uma vergonha, com tanta coisa pra fazer e estes políticos vem com a anticultura, poluição sonora, só podia partir de políticos cabeça de bagre!

  • 13078 - o cara - Terça-Feira, 05/09/2017, 13:44:09

    um abSURDO,esta aprovação.

  • 13077 - pensador - Terça-Feira, 05/09/2017, 12:46:59

    Durma com um barulho desse!
    Tanta mazelas na nossa Belém e estes acéfalos incentivando o barulho.

  • 13076 - SISSI - Terça-Feira, 05/09/2017, 12:36:43

    Um verdadeiro absurdo!. Que patrimônio cultural que nada. Esses vereadores estão é contribuindo para o crime de poluição sonora da cidade. Ninguém aguenta mais tanto barulho, aí me vem um bando de Vereadores "representantes do povo" e por unanimidade aprovam uma lei dessa contra o povo, A grande maioria abomina esse barulho ensurdecedor. Manda esses "representantes do povo", perguntarem ao povo o que estão achando da aprovação "do patrimônio cultural". Digno de vergonha. Mais uma vez os políticos estão mostrando pro "Zé povinho", o que é a prioridade para eles. Como disse o Deputado Wladimir " O mandato é meu". Então, lasquei-me com essa Câmara Municipal. Toma povo. Lembrem-se deles na próxima eleição, quando você e sua família for incomodado pelo barulho do "patrimônio cultural e imaterial". Isso é uma vergonha.

  • 13075 - Roberto Pingarilho - Terça-Feira, 05/09/2017, 12:13:51

    Lógico que não concordo com esta estupidez.
    Pergunto se o nobre vereador pai desta excrecência tá teve sua casa invadida por um som automotivo?
    Ninguém mais consegue descansar ou conversar quanto menos dormir.
    Existem vária leis penalizando esta atividade.
    Senhor Mauro Freitas, vá se ocupar de assuntos mais relevantes para nossa comunidade.

  • 13074 - - Terça-Feira, 05/09/2017, 12:11:53

    Nossa cidade está tão carente de bons projetos para torná-la mais limpa e funcional , onde de fato seus habitantes possam ter uma qualidade de vida melhor.
    Certamente um aprovar um projeto que aumentará ainda mais a poluição sonora de nossa cidade, não foi uma boa ideia.

    E nem quero entrar no mérito da qualidade das músicas que sairão destes carros.

    Não houve consulta pública para isto?

  • 13073 - cleuzymar lourinho - Terça-Feira, 05/09/2017, 11:56:03

    Isso é uma vergonha colocar som nas ruas em alto volume para incomodar as pessoas que querem sossego e dizer que é patrimonio cultural onde vamos chegar com tanta anarquia sendo aprovada. Bota um carro desses na porta desses politicos e ve se eles vão aprovar essa vergonha