Notícias / zAppzApp

TRANSTORNOS

Passageiros têm viagem interrompida após ônibus do Outeiro perder eixo

Terça-Feira, 05/02/2019, 21:23:59 - Atualizado em 06/02/2019, 18:59:59 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Passageiros têm viagem interrompida após ônibus do Outeiro perder eixo (Foto: Reprodução/Vídeo)
Indignados, passageiros foram obrigados a descer do veículo, que perdeu as rodas traseiras após voltar de uma viagem em Belém (Foto: Reprodução/Vídeo)

Entra ano e sai ano, mas os mesmos problemas com o transporte público continuam na capital paraense. Um vídeo recebido pelo DOL nesta terça-feira (5) mostra vários passageiros insatisfeitos, descendo de um ônibus da linha Outeiro.

O veículo transitava pela pista expressa do BRT da avenida Augusto Montenegro e, segundo informações, aconteceu no início da noite de hoje. Nas imagens, é possível observar outros carros parados atrás do ônibus, que ficou sem as duas rodas traseiras enquanto voltava de uma viagem de Belém.

A linha pertence a empresa Belém Rio, considerada uma das maiores empresas de ônibus da capital.

Veja abaixo o vídeo:

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setransbel), representando suas associadas, informou que as operadoras "atuam constantemente para a melhoria do serviço de transporte de passageiros de Belém e RMB".

 Sobre a renovação da frota, o Setransbel disse que é feita "de forma contínua e gradativa por cada associada, de acordo com o limite de uso do veículo. Cada empresa é responsável por assumir um alto investimento na compra do veículo, o que tem se tornado muito difícil nesses anos de crise econômica que o País atravessa".

 O sindicato completou ainda que, em nossa cidade não existe subsidio à tarifa, o que resulta dizer que o custo total de manutenção do sistema de transporte tem uma única fonte de custeio: a passagem que é efetivamente paga pelo usuário.

"Para tornar ainda mais difícil o desafio de manter o serviço, alcançando a satisfação do usuário e o equilíbrio operacional das empresas, podemos citar que: Belém possui uma das menores tarifas do país, ocupando a 24ª posição entre as capitais brasileiras; Crescimento contínuo do transporte clandestino de passageiros por vans e mototáxis que atuam na ilegalidade e sem o pagamento de impostos, o que gerou uma redução drástica de passageiros ao sistema regular de transporte público em torno de 17% nos últimos 4 anos; Aumento no uso das gratuidades no sistema, em torno de 21% dos passageiros transportados, inclusive pelo uso indevido do benefício através de fraudes comprovadas, o que também desequilibra o sistema e impede avanços; entre outros tantos fatores".

(DOL)





Comentários

Destaques no DOL