Notícias / Veículos

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Empresa faz carro fúnebre de luxo para animais (e pessoas)

Sexta-Feira, 01/09/2017, 16:50:01 - Atualizado em 01/09/2017, 16:50:01 Ver comentário(s) A- A+

Empresa faz carro fúnebre de luxo para animais (e pessoas) (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Custo das adaptações é estimado em R$ 25 mil (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

Despedir-se de um animal de estimação é um momento doloroso de nossas vidas. Uma empresa especializada na produção de carros funerários enxergou uma chance de explorar este nicho de uma forma inusitada.

Assim nasceu o primeiro veículo fúnebre concebido exclusivamente para transportar cães e gatos.

Idealizador do projeto diz que ideia é única no mundo (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

Baseado em um Mini Cooper One, o veículo não passou por modificações radicais em sua estrutura, como alongamento da distância entre eixos – adaptação recorrente em carros funerários para pessoas.

Veículo não precisou ser alongado para virar carro fúnebre (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

A parte traseira, no entanto, foi refeita para receber o mesmo acabamento aplicado nos projetos convencionais. O banco traseiro foi removido, a laterais internas do veículo foram forradas de couro, o assoalho ganhou acabamento cromado e há espaço para acomodar uma cama.

Uma esteira para colocação de uma cama ocupa o lugar do banco traseiro (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

O projeto insólito foi executado pela Procópio, empresa especializada em veículos modificados. Fundada em 1964, ela já transformou camionetes no auge das picapes de cabine dupla, por volta dos anos 80 e começo dos anos 90.

Hoje, a empresa atua nos segmentos de vans executivas e limousines. Mas são os carros funerários que chamam atenção.

Chrysler 300C Touring serviu de base para o primeiro projeto feito pela Procópio (Grupo Bom Pastor - reprodução/Internet)

Tudo começou em 2008 com uma Chrysler 300C Touring adaptada (acima). A perua foi alongada em três metros (passando dos 4,99 metros originais para aproximadamente 8 metros) e ganhou 540 quilos por conta das adaptações.

Outras alterações foram realizadas, incluindo a instalação de uma suspensão a ar e rodas cromadas de 22 polegadas.

Desde então, a empresa de Cianorte (PR) adaptou outros modelos incomuns para uso funerário, incluindo Cadillac Escalade e Chrysler Town & Country (veja abaixo).

Atualmente, a Carros Funerários Procópio oferece sete modelos funerários de vários tamanhos e preços – inclusive modelos de luxo, seguindo uma tendência existente na Europa há décadas.

Os projetos realizados sobre picapes leves (Saveiro e Montana) são as opções mais acessíveis (e procuradas) por dispensarem adaptações complexas – apenas a caçamba é alongada para abrigar os caixões.

Adaptação da Montana é uma das mais baratas (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

Caçamba tem espaço para levar até dois caixões (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

Há duas variações realizadas sobre a Chevrolet S10 (cabine simples e dupla), incluindo a exótica “capota Evoque” (abaixo), assim batizada devido ao formato das janelas traseiras. Um exemplar, inclusive, é utilizado pela Prefeitura de São Paulo. Devido ao amplo espaço interno, a Mercedes-Benz Vito é o único modelo que praticamente dispensa adaptações, recebendo apenas luzes estroboscópicas e apliques cromados pela carroceria.

Acho que não precisamos explicar o motivo do nome “Capota Evoque…” (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

Transformação pode ser feita em modelos com cabine simples ou dupla (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

As criações mais vistosas, no entanto, nasceram a partir de sedãs. O Toyota Corolla perdeu o banco traseiro e ganhou uma carroceria de fibra de vidro e um rack no teto para transportar coroas de flores. O serviço de transformação chama bastante atenção pela qualidade da execução: praticamente não se vê emendas nas imagens.

Toyota Corolla não precisou de alongamento na distância entre eixos (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

Carroceria de fibra de vidro pode ser removida (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

A adaptação, aliás, é totalmente reversível, podendo ser removida caso o proprietário queira vender o carro.

Um ponto positivo é que as adaptações podem ser revertidas facilmente se assim o proprietário desejar, até porque nem a distância entre-eixos foi modificada pela Procópio – algo que não aconteceu com a clássica Mercedes-Benz C 180.

Este é o único C 180 adaptado para serviços funerários no Brasil (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

Distância entre eixos foi alongada em aproximadamente 1,80 m (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

O modelo da prestigiada marca alemã foi alongado em 1,80 metro, aproximando-se dos 6,5 metros de comprimento total. Se o resultado final pode não ter ficado tão agradável de se ver, o ponto positivo é que o banco traseiro foi mantido, permitindo que quatro pessoas acompanhem o motorista. A empresa, no entanto, já desenvolveu uma versão preservando a distância entre eixos de 2,84 metros.

Esteira tem comandos elétricos para movimentar o caixão (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

Comprimento total do C 180 é de quase 6,5 metros (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

Mas não pense que as adaptações são baratas. O custo das alterações varia de R$ 20 mil a R$ 200 mil, sempre excluindo o valor do veículo. A transformação realizada sobre um Corolla é estimada em R$ 69 mil.

Por incluir alterações mais complexas (como o alongamento da distância entre eixos), o valor da C180 atinge caros R$ 200 mil. Já a transformação realizada no Mini Cooper One saiu mais em conta: R$ 25 mil.

Fiat Toro funerária terá opções normal e alongada (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

“Nossa clientela de vans e limousines é muito variada. Há desde jogadores de futebol e cantores a políticos. No caso dos carros fúnebres, vendemos para funerárias dispostas a oferecer um serviço diferente para se destacar da concorrência”, afirma Kennedy Bacarin, proprietário da Procópio Limousines e da Carros Funerários Procópio.

Versão sem carroceria alongada não possui banco traseiro (Carros Funerários Procópio/Divulgação)

Outros projetos estão em fase final de desenvolvimento, incluindo uma versão funerária da Fiat Toro – com opções de carroceria normal e alongada.

A expectativa de Bacarin é que a chegada deste novo projeto ajude a manter o bom ritmo de encomendas, estimado entre 40 a 50 adaptações por ano.


Arquivado em:Notícias Tagged: animais de estimação, carro funerário, Curiosidades

Fonte: Quatro Rodas Abril



Conteúdo Relacionado:



Comentários