Notícias / Tecnologia

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Jacarés fazem buracos em camadas de gelo para respirar nos dias frios

Quinta-Feira, 11/01/2018, 18:00:04 - Atualizado em 12/01/2018, 14:40:15 Ver comentário(s) A- A+

Jacarés fazem buracos em camadas de gelo para respirar nos dias frios  (Foto: Reprodução / Shallotte River )
(Foto: Reprodução / Shallotte River )
Os moradores da Costa Leste dos Estados Unidos estão sofrendo nos últimos tempos com uma onda de frio avassaladora. A temperatura chegou a 40ºC negativos nos estados ao norte, como Nova York, enquanto na Flórida, ao sul, a temperatura atingiu 20º abaixo do esperado para o período.

Pelo menos 18 pessoas já morreram em decorrência ao frio e neve intensos. Mas os seres humanos não são os únicos que sofrem com o clima: no estado da Carolina do Norte, os jacarés que vivem no pântano do parque Shallotte River tiveram que desenvolver uma técnica incomum para sobreviverem ao frio. É o que mostra um vídeo feito pelos funcionários do parque no dia cinco de janeiro.

Como bons répteis que são, os jacarés dependem da temperatura ambiente para manterem seu corpo quente. É isso que estão fazendo quando aparecem estirados sob o sol do Pantanal, por exemplo. A reação normal da maioria dos jacarés é, quando fica muito frio, sair da água e tentar se expor para ficarem quentes de novo.

Mas a maioria dos jacarés do mundo vivem em climas quentes, então é tranquilo sair para tomar aquele solzinho agradável. Mas na Carolina do Norte não é assim. A temperatura do ar normalmente é mais fria que a da água e, em vez de se aquecerem, acabariam congelando até a morte.


A saída então é se aguentar na água gelada. Para respirar, fazem um pequeno buraco sobre a camada de gelo que cobre o rio essa época do ano. Em seguida, entram em um estado de semi-hibernação, chamado brumação, em que reduzem a atividade do metabolismo, necessitando de menos calor para se manterem vivos.

Mas parece que o pior já passou. Outro vídeo, publicado no dia 9 de janeiro, mostra a superfície de gelo que cobria o rio parcialmente descongelado, e o jacarézinho, lindo e contente, tomando seu costumeiro banho de sol. 


Fonte: Revista Galileu







Comentários