Notícias / Tecnologia

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Review: XZ Premium mistura o melhor e o pior de um smartphone

Segunda-Feira, 17/07/2017, 11:00:03 - Atualizado em 17/07/2017, 11:00:03 Ver comentário(s) A- A+

Review: XZ Premium mistura o melhor e o pior de um smartphone (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

São Paulo – O Xperia XZ Premium é o melhor smartphone da Sony na atualidade. Ele tem configuração de hardware com tecnologia de ponta e se destaca por contar com uma tela 4K.

Ainda assim, um bom conjunto de especificações técnicas nem sempre resulta em um bom produto. No caso do XZ Premium, ele peca em um item crucial: a bateria.

O preço sugerido do dispositivo é de 3.999 reais, mesmo valor cobrado pela LG e pela Samsung em seus smartphones concorrentes. Leia nosso review do Xperia XZ Premium a seguir.

Design

O visual do Xperia XZ Premium representa a evolução do padrão da Sony no mercado mobile. Ele permanece retangular, com traseira revestida de vidro, mas está mais desenvolvido para aparentar ser um produto realmente novo.

Em tempos de displays infinitos como tendência, a Sony segue com bordas grandes na parte frontal, tanto acima quanto abaixo da tela.

O conector de energia agora segue o padrão USB Type-C, adotado pela maioria das fabricantes em seus smartphones novos. Esse é o famoso e aguardado USB reversível e a adoção do padrão de conexão pela Sony nesse produto é mais um indício de que o microUSB está morto por ser antigo, lento e ainda ter problemas de usabilidade.

Sony Xperia XZ Premium

(Lucas Agrela/EXAME.com)

A tela do smartphone é o seu destaque. Ela pode não ocupar toda a parte frontal, mas tem resolução 4K–algo ainda sem igual no mercado brasileiro. O aparelho faz a melhoria automática de imagens que não estão em 4K, um processo chamado upscaling, o que é ótimo para quem gosta de ver vídeos na Netflix ou baixados da internet.

A ergonomia do XZ Premium é o padrão da Sony: difícil de segurar e manusear com apenas uma mão e um tanto grande demais para ser usado como telefone. Nesse ponto a fabricante poderia evoluir mais, já que isso é um problema desde os tempos de Xperia Z, lá em 2013.

Vale notar que o smartphone, assim como muitos da Sony, tem certificação IP68. Com isso, ele tem resistência à água e à poeira. Ele poderia ser mergulhado em água doce a 1,5 m de profundidade ao longo de 30 minutos.

Câmeras

Se no design tudo permanece quase igual, nas câmeras a empresa está melhor, como seu produto premium mostra.

Os registros que fizemos com esse aparelho foram superiores aos que conseguimos com o Xperia Z5 Premium do ano passado. A nitidez das imagens aumentou e agora a câmera tem a capacidade de fazer vídeos em câmera lenta com 960 quadros por segundo–e os resultados são impressionantes.

Instagram Photo

A câmera frontal também é capaz de fazer fotos de boa qualidade para serem postadas na redes sociais.

O smartphone é capaz de filmar em 4K e o antigo aviso sobre a possiblidade de superaquecimento do aparelho durante esse tipo de uso ainda está lá. Ou seja, não dá pra usar o aparelho como substituto de uma câmera 4K para vídeos muito longos. Por outro lado, se a ideia for gravar vídeos para as redes sociais, ele faz um ótimo trabalho.

De qualquer forma, é importante notar que, em nossos testes, passamos 10 minutos gravando vídeo em 4K e o dispositivo não interrompeu a gravação por superaquecimento.

Xperia-XZ-Premium

(Lucas Agrela/EXAME.com)

Foto-tirada-com-XZ-Premium

(Lucas Agrela/EXAME.com)

Veja fotos feitas com o Sony Xperia XZ Premium no Flickr.

Bateria

O Xperia XZ Premium é um recordista–mas não no bom sentido da palavra–quando o assunto é bateria. Ele conseguiu o pior resultado no teste padrão de duração de bateria sob uso intenso feito no INFOlab, laboratório de testes de EXAME.com.

Enquanto os rivais Galaxy S8 e LG G6 conseguiram 6 horas e meia e dez horas de uso, o XZ Premium conseguiu apenas quatro horas e 15 minutos de autonomia. Nem mesmo o iPhone 7 Plus obteve um resultado tão ruim, ele marcou cinco horas e meia.

O teste foi feito para simular uso intenso do produto. Para o uso cotidiano, sem passar o tempo todo com a tela ligada, a bateria do smartphone deve durar bem mais tempo do que as quatro horas do teste. Há um modo de economia de bateria, chamado Stamina, que desliga diversas funções do produto e isso o faz permanecer mais tempo ligado e à sua disposição.

Ainda assim, é melhor comprar uma bateria portátil junto com o XZ Premium.

Configuração

Por conta da duração de curta bateria, notamos que o XZ Premium é um ótimo produto quando olhamos apenas para suas especificações técnicas. No uso, no entanto, toda essa tecnologia tem o ônus da baixa longevidade e o bônus da alta performance.

Basicamente, não há aplicativo disponível na Google Play Store que não rode bem no Xperia XZ Premium por falta de capacidade de processamento. E ocorrer algum problema de uso, provavelmente será por falha do app.

O smartphone tem processador Qualcomm Snapdragon 835, 4 GB de memória RAM e um GPU Adreno 540. De armazenamento interno, o aparelho tem 64 GB, o novo padrão da indústria para celulares topo de linha.

Em termos de software, não há grandes novidades. Ele é o mesmo visto em outros modelos da marca e conta com uma série de apps da Sony pré-instalados. Muitos deles podem ser apagados ou desativados pelo usuário.

Nos benchmarks, o Xperia XZ Premium mostrou todo o seu poder computacional, posicionando-se ao lado do Galaxy S8. Veja.

Benchmarks Galaxy S8 LG G6 XZ Premium
AnTuTu 172807 139187 171362
Basemark OS II 2017 3103 3503
Geekbench 4 6510 4136 6502
Basemark X 43993 38808 43880

Vale a pena?

Por ser um smartphone sofisticado, vale fazer o paralelo do XZ Premium com um carro esportivo: ele oferece tudo que há de melhor ao custo de um alto consumo de sua fonte de energia. Por isso, o aparelho é ótimo em muitos aspectos, mas deixa a desejar em um fator muito importante para quem passa o dia na rua: a duração da bateria. Com o XZ Premium você terá o máximo da tecnologia japonesa–ao alcance de uma tomada.

Avaliação técnica

8.6

Prós: Performance excelente, tela 4K, boas câmeras e vídeos em super câmera lenta

Contras: Pior duração de bateria da atualidade; design evoluiu pouco ao longo dos últimos anos.

Ficha Técnica

  • Sistema operacional: Android 7.0 Nougat
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 835
  • CPU: 4×2.45 GHz Kryo e 4×1.9 GHz Kryo
  • GPU: Adreno 540
  • RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Conexões: Wi-Fi 802.11ac, 4G, Bluetooth 5.0
  • Tela: 5,5 polegadas com resolução 4K (3840 x 2160 pixels) e suporte para HDR10
  • Peso: 195 gramas
  • Bateria: 3.230 mAh
  • Câmeras:  19 megapixels (principal) e 13 megapixels (frontal)
  • Preço: R$ 3.999

Arquivado em:TECNOLOGIA

Fonte: Exame



Conteúdo Relacionado:



Comentários