Notícias / Polícia

ESTELIONATO

Mãe e filho acusados de aplicar golpes na OLX são presos em Belém

Terça-Feira, 14/05/2019, 22:11:10 - Atualizado em 16/05/2019, 12:24:15 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Mãe e filho acusados de aplicar golpes na OLX são presos em Belém (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Uma mulher de 37 anos e o filho dela, de 19 anos, foram detidos, na tarde desta terça-feira (14), em Belém, acusados de cometerem golpes virtuais pelo site de compra e vendas OLX. Eles foram apresentados na Divisão de Prevenção e Repressão a Crimes Tecnológicos (DPRCT).

De acordo com a delegada Juliana Cavalcante, da DPRCT, os acusados aplicavam o golpe de vendas de jóias com o auxílio de uma terceira pessoa, que está foragida. Esse terceiro envolvido usava um perfil falso com nome e foto de um advogado de Belém e entrava em contato com as vítimas.


Os golpistas fechavam a compra das jóias, e a mulher, identificada como Angélica da Costa Cunha, ia até o local combinado para pegar os produtos. Eles apresentavam um comprovante de transferência bancária, levavam as jóias, mas os compradores nunca recebiam o dinheiro.

Alguns dos produtos levados pelos golpistas - a exemplo de cordões de pulseiras em ouro - eram avaliados em até R$ 6 mil. Quatro pessoas foram vitimadas pelo trio, que pode ter lucrado até R$ 20 mil com os crimes que estavam sendo praticados há aproximadamente duas semanas.

A Polícia Civil prendeu a Angélica da Costa e o filho dela, Weslen Madson Costa Franco, após interceptar o número de celular usado para fazer contato com uma das vítimas. A dupla foi detida no bairro do Reduto, no momento que iria cometer outro golpe.

POSICIONAMENTO DA OLX

Em resposta à matéria publicada pelo Diário do Pará no dia 14/05, a OLX esclarece que não teve acesso a detalhes deste caso e, por isso, não foi possível investigar ou tomar as devidas providências. A empresa reitera que a atividade da empresa consiste na disponibilização de espaço para que usuários possam anunciar e encontrar produtos e serviços de forma rápida e simples. Diariamente, quase 500 mil anúncios são inseridos na plataforma. Toda negociação é realizada fora do ambiente do site, portanto, a empresa não faz a intermediação ou participa de qualquer forma das transações, que são feitas diretamente entre os usuários.
 
A empresa reforça que a ferramenta foi criada para auxiliar no desenvolvimento social e econômico do país e que os usuários devem respeitar os Termos e Condições de Uso do site. Infelizmente, algumas vezes as ferramentas disponíveis no mercado são utilizadas por terceiros de má índole. A empresa condena este tipo de atitude, pois ela vai contra as regras da OLX.

Para garantir a segurança dos usuários, a OLX ainda deixou algumas dicas para quem está prestes a realizar uma negociação:
 

  • Prefira fechar negócio em um lugar público e movimentado. Sempre que possível, vá acompanhado;
  • Antes de se encontrar com o comprador, busque informações sobre ele. Pergunte o nome com sobrenome, lugar onde mora ou trabalha, telefone para contato ou e-mail, entre outras informações que possam ajudar a identificá-lo;
  • Com os dados sobre o comprador, faça uma pesquisa nas mídias sociais;
  • Desconfie se o comprador está muito apressado, nervoso ou impaciente;Fique atento às dificuldades que a pessoa interessada possui em ir até a seu estabelecimento ou de finalizar a negociação em local público;
  • Nunca efetue entrega de produtos ou realize pagamentos a uma pessoa que se diz "representante da OLX". Não participamos, em hipótese alguma, das trocas e entregas de produtos ou serviços que ocorrem entre comprador e vendedor;Atenção às formas de pagamento do comprador: 

a.            Em casos de cheque, espere compensar antes da entrega/envio do produto;
b.            Em casos de transferência bancária, espere o valor ser verificado em sua conta;
c.            Em casos de depósito em caixa eletrônico, aguarde o tempo necessário para a “abertura dos envelopes”
d.            Em caso de pagamento em dinheiro, verifique o valor entregue juntamente com a veracidade das notas.
 
A OLX reforça que está sempre à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário para a apuração dos fatos.

(DOL com informações de Leidemar Oliveira/Diário do Pará)





Comentários

Destaques no DOL