Notícias / Polícia

SEDE

Munições e coletes balísticos são apreendidos na Sacramenta

Quinta-Feira, 14/02/2019, 10:48:36 - Atualizado em 14/02/2019, 10:48:36 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Munições e coletes balísticos são apreendidos na Sacramenta (Foto: Guarda Municipal/Divulgação)
Os objetos foram encontrados pela dona do imóvel, que o alugava para uma empresa de segurança, que por sua vez abandonou a casa (Foto: Guarda Municipal/Divulgação)

Guardas municipais de Belém apreenderam, ontem, 108 munições de revólver calibre 38 e mais 20 coletes balísticos (coletes a prova de balas) em sede da empresa de vigilância, no bairro da Sacramenta, em Belém. O prédio onde o empreendimento funcionava era alugado, mas, segundo os proprietários do imóvel, o contrato não vinha sendo pago há alguns meses e a empresa de segurança tinha abandonado a casa.

Ontem, a dona da casa foi até o local e constatou que uma das salas (ou quarto) estava trancada com uma porta de aço. Ela precisou derrubar a parede para ter acesso ao cômodo e, ao entrar, deparou com as munições e os coletes. Preocupada com o material que tinha sido abandonado no imóvel a proprietária acionou uma viatura da Guarda Municipal que passava pelo local.

Os guardas confirmaram a denúncia e levaram o artesanal para a Seccional Urbana da Sacramenta, onde o caso foi registrado e posteriormente comunicado à Polícia Federal que também vai apurar a responsabilidade da empresa por ter abandonado as munições sem comunicar as autoridades competentes.

O inspetor GMB Raiol ressaltou que a dona da casa estava bastante nervosa e preocupada com o achado. Ela ao falar com a guarnição também acionou uma advogada para orientá-la sobre os procedimentos que deveria tomar. A mulher não teve o nome divulgado e também não conversou com imprensa.

O imóvel fica na Travessa Eneas Pinheiro e, segundo a guarda municipal e a polícia, a proprietária relatou que a empresa de segurança particular ficou quase um ano sem pagar pelo aluguel e abandonou o prédio.

(Denilson D'almeida/Diário do Pará)





Comentários

Destaques no DOL