Notícias / Polícia

ESTUPRO

Preso por agredir e forçar a esposa a manter relações sexuais em Ananindeua

Sábado, 05/01/2019, 08:13:37 - Atualizado em 05/01/2019, 08:26:03 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Preso por agredir e forçar a esposa a manter relações sexuais em Ananindeua  (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O mecânico Sérgio Paulo Costa Viana, 41 anos, foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva decretada em decorrência de sentença condenatória, na sexta-feira (04), por policiais civis da Delegacia de Polícia Interestadual de Buscas e Capturas (Polinter). Ele foi condenado pela Justiça à pena de 9 anos de prisão, em regime inicialmente fechado, por crime de estupro. A vítima é a própria esposa de Sérgio. A prisão foi realizada no local de trabalho do condenado no bairro do Coqueiro, em Ananindeua, na Grande Belém. A sentença foi prolatada pela 2ª Vara de Violência Doméstica e Familiar contra Mulher, do Tribunal de Justiça do Pará.

A prisão de Sérgio foi resultado de investigações realizadas pela equipe da Polinter, sob comando do delegado Raphael Cecim e do chefe de operações, investigador Hilário Junior. O delegado explica que uma das funções da Polinter é o cumprimento de mandados de prisão expedidos pelo Poder Judiciário em atendimento às diretrizes da Diretoria de Polícia Especializada (DPE) da Polícia Civil. O preso foi conduzido para a sede da Polinter na Delegacia-Geral, de onde, após a comunicação ao Judiciário, foi conduzido para o Sistema Penitenciário para começar a cumprir a pena.

O crime cometido por Sérgio ocorreu na madrugada do dia 25 de agosto de 2010, na casa em que ele vivia com a vítima, no Marco em Belém. Na época, a vítima registrou ocorrência relatando que foi agredida a socos e chutes por Sérgio, porque se recusou a manter relações sexuais com o marido, após chegarem em casa, vindos de uma festa de aniversário. Com as agressões, a vítima desmaiou e, assim, ele se aproveitou para cometer o abuso sexual. A vítima relata que acordou com Sérgio sobre seu corpo. Após se livrar do agressor, ela saiu da casa e passou a noite na casa da irmã, que morava ao lado, na época. Ele, em represália, jogou para fora da casa as roupas da vítima e passou a ofender a mulher. 

A vítima, diante das agressões e ameaças, procurou a Delegacia da Mulher e registrou boletim de ocorrência, requerendo medidas protetivas de segurança, contra o criminoso, para mantê-lo afastado do lar, proibir a aproximação da vítima, de seus familiares e testemunhas, e proibi-lo de frequentar determinados lugares para preservar a integridade física e psicológica dela. Em decorrência do inquérito, Sérgio chegou a ter a prisão decretada na época, mas o mandado foi revogado e ele passou a responder ao processo em liberdade, até a sentença final. Preso, ele terá de cumprir a pena na cadeia.

(Com informações da Polícia Civil)





Comentários

Destaques no DOL