Notícias / Polícia

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Acusados de torturar, decapitar e jogar futebol com cabeça de jovem são presos

Segunda-Feira, 12/03/2018, 17:59:53 - Atualizado em 12/03/2018, 18:01:17 Ver comentário(s) A- A+

Acusados de torturar, decapitar e jogar futebol com cabeça de jovem são presos (Foto: Luiza Maria/Polícia Civil AM)
(Foto: Luiza Maria/Polícia Civil AM)

Dois acusados de torturar, decapitar e jogar futebol com a cabeça de um jovem de 21 anos foram detidos e apresentados na manhã desta segunda-feira (12). Pelo menos 22 pessoas participaram do crime, segundo a investigação, que ocorreu em um conjunto habitacional na Zona Norte de Manaus (AM).

Segundo informações da Polícia Civil do Amazonas, os detidos são Adriano Gomes Correa, 25, o “K2”, e Francisco Gomes da Silva, 28, chamado de “Thiago Doido”. Eles estão envolvidos na morte de Rodrigo dos Santos Aranha, que era conhecido como “Balotelli”, no dia 3 dezembro de 2017.

De acordo com o major Klinger Paiva, secretário da Secretaria-Executiva-Adjunta de Operações Integradas (Seaop), “Thiago Doido” foi preso na tarde do último sábado (10), por volta das 17h, após delações anônimas. O acusado ainda tentou fugir pelo telhado do imóvel em que estava escondido, mas acabou capturado por policiais civis.

No dia do crime, Adriano Gomes, o “K2”, estava em uma motocicleta, dando apoio ao carro que estava levando a vítima até uma área de mata fechada. No lugar, o infrator segurou “Balotelli” enquanto estava sendo esfaqueado e, posteriormente, decapitado.

“O bando enterrou o corpo da vítima, mas no momento em que os infratores estavam saindo do balneário, algumas pessoas os viram deixando o local. Então eles retornaram à cova, desenterraram o cadáver e o abandonaram em uma área visível, onde foi encontrado naquele mesmo dia. Na ocasião, ‘Thiago Doido’ foi até uma quadra de esportes naquela região e jogou futebol com a cabeça da vítima”, enfatizou Juan Valério, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).
 

Segundo as investigações, 22 pessoas participaram da morte de Rodrigo. A vítima foi decapitada e teve a cabeça jogada nas proximidades de uma quadra de esportes naquela região.

Na tarde da última quinta-feira (8), por volta das 17h, Milena Garcia da Silva, 19, foi presa pelas equipes da DEHS. A jovem confessou, durante depoimento na DEHS, que decapitou a vítima utilizando uma faca.
 

Adriano e Francisco foram indiciados por homicídio qualificado e organização criminosa. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, eles serão levados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde devem ficar à disposição da Justiça.

As informações são da Polícia Civil do Amazonas.

(DOL)

 



Conteúdo Relacionado:





Comentários