Notícias / Polícia

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Dois homicídios em Castanhal no final de semana. Matadores ainda não foram presos.

Segunda-Feira, 17/07/2017, 11:21:30 - Atualizado em 17/07/2017, 11:24:32 Ver comentário(s) A- A+

Dois homicídios em Castanhal no final de semana. Matadores ainda não foram presos. (Foto: Tiago Silva)
David Sousa foi assassinado sentado. Já Lauro Nazaré foi atingido e morto na rua. (Foto: Tiago Silva)

Na cidade de Castanhal, nordeste paraense, 2 homicídios foram registrados durante o fim de semana. O primeiro crime aconteceu no início da noite de sábado (15), por volta das 19h, às proximidades da Orla do Apeú, distrito pertencente à “Cidade Modelo”. A vítima foi identificada como David Brayan de Sousa, 23 anos.

O irmão dele, Thiago Sousa Araújo, disse que estava a caminho da igreja quando foi abordado por uma mulher perguntando se David era seu irmão. Após responder que sim, Thiago recebeu a notícia que haviam acabado de assassinar David.

“Fui ao local informado e encontrei meu irmão já morto, sentado em uma cadeira”, disse Thiago. O rapaz foi assassinado com um tiro de revólver na nuca, que atravessou o pescoço, bem abaixo do queixo.

Antes de ser morto, David foi visto com outros 2 homens. No local, ninguém quis dar mais detalhes sobre o crime. Policiais militares foram acionados e isolaram a área. Policiais civis também estiveram no local tentando colher informações com possíveis testemunhas.

Os 2 homens, que estavam com a víitma já foram identificados e devem ser chamados para prestar esclarecimentos na sede da Divisão de Homicídios (DH) do Apeú.

Nenhuma hipótese do que possa ter motivado o crime está sendo descartada. David Brayan de Sousa era autônomo e morava com sua mulher 
e enteados.

ROUXINOL

O segundo homicídio aconteceu na madrugada de ontem, por volta das 4h40, na invasão “Olho D’água”, no conjunto Rouxinol, área do bairro Jaderlândia, periferia da cidade de Castanhal.

Dessa vez, a vítima foi Lauro Raiol Lameira de Nazaré, de 25 anos. A irmã dele, Silvana Oliveira de Nazaré, disse que estava em casa quando foi informada que Lauro fora morto a tiros.

Sobre como teria acontecido o crime, ela informou apenas que ouviu comentários que, horas antes de ser morto, o rapaz estava na companhia de desconhecidos e que essas pessoas teriam envolvimento no crime.

Motivação e autoria do crime ainda são desconhecidas

A motivação e autoria do crime ainda são desconhecidas. “Ele (Lauro) estava morando na invasão ‘Olho d’Água’, com alguns conhecidos dele, mas sempre aparecia lá por casa para buscar alimento. Eu o vi pela última vez na casa de mamãe, uma noite antes do crime”, comentou Silvana Oliveira de Nazraé, sobre o assassinato de seu irmão, Lautro Raiol Lameira de Nazaré, ocorrido na madrugada de ontem, em Castanhal, nordeste paraense.

INVESTIGAÇÕES

Os 2 casos foram registrados na Delegacia de Polícia Civil do centro da cidade, mas serão repassados para a equipe da Divisão de Homicídios do Apeú, por onde serão investigados. Até o fechamento dessa edição nenhum suspeito de envolvimento nos assassinatos havia sido preso ou identificado.

(Tiago Silva/Diário do Pará)





Comentários