Notícias / Pará

PREVENÇÃO

Governador assina decreto do Programa 'Territórios pela Paz'

Terça-Feira, 11/06/2019, 07:19:18 - Atualizado em 11/06/2019, 07:23:56 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Governador assina decreto do Programa 'Territórios pela Paz' (Foto: Marco Santos/ Agência Pará)
O governador Helder Barbalho assinou o decreto que autoriza o início das atividades do novo projeto. (Foto: Marco Santos/ Agência Pará)

Na manhã de ontem (10), o Governo do Estado lançou o Programa Territórios pela Paz, uma das promessas de campanha do governador do Pará, Helder Barbalho. A iniciativa tem como objetivo implantar mais de 100 projetos nas áreas de educação, cultura, esporte, lazer, capacitação profissional e geração de renda em sete bairros da Grande Belém.

O decreto foi assinado durante a abertura do I Seminário Interinstitucional dos Territórios Pela Paz, realizado no Teatro Margarida Schivasappa, no Centur.

Com um investimento de R$ 500 milhões, a ação, coordenada pela Secretaria de Estado de Articulação pela Cidadania (Seac), deve garantir que o Estado atue diretamente com a comunidade dentro dos bairros que possuem os maiores índices de violência.

“A nossa intenção é associar as ações de segurança pública através de nossos agentes dentro dessas áreas, mas com a compreensão de que não basta somente isso. É fundamental que nós possamos ofertar a esses territórios a presença do Estado com serviços essenciais que possibilitem a transformação social”, declarou Helder Barbalho.

Cada um dos setes bairros contará com uma “Usina da Paz”, uma central que vai abrigar os diversos serviços que serão desenvolvidos nas comunidades. A estrutura desses espaços vai receber atividades de educação, arte, informática, atendimento odontológico, psicológico, espaço da mulher, ente outros.

O bairro da Cabanagem, em Belém, vai ser o primeiro a receber o programa. Na lista, constam ainda as comunidades dos bairros do Guamá, Jurunas, Terra Firme, Bengui, Icuí, em Ananindeua, e o bairro  da União, em Marituba.

Segundo Helder, no Brasil, morrem hoje cerca de 30 pessoas assassinadas para cada 100 mil habitantes por ano. No Pará, são 51 para cada 100 mil pessoas. Nesses sete territórios são 123 assassinatos para cada 100 mil habitantes.

“Por isso, a escolha dessas áreas para iniciarmos essas intervenções. São ações distintas e interligadas para oferecermos a população um ambiente de pacificação e depois de paz”, disse.

O Territórios pela paz foi lançado ontem a noite, em Belém. Foto: Marco Santos/Agência Pará

Força Nacional

Helder informou ainda que a Força Nacional sairá das áreas no próximo dia 28, mas entrarão 500 homens da Polícia Militar do Estado treinados e qualificados para agir e atuar nos Territórios pela Paz, com formação específica em polícia de proximidade. “Um mês após a entrada do reforço policial, inicia-se a presença e a saturação do Estado com a oferta de diversos serviços públicos nas áreas de educação, cultura, esporte, lazer, formação profissional, qualificação e oportunidade de renda”, enfatizou.

TERPAZ

O programa já soma 116 projetos envolvendo todas as 27 secretarias e órgãos púbicos do Estado, que trabalharão de forma conjunta. As ações específicas começam amanhã, com a entrada da segurança pública nas áreas. Haverá um incremento significativo, com a força policial e um quantitativo preparado e qualificado para a proposta.

(Wesley Costa/Diário do Pará)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL