Notícias / Polícia

INVESTIGAÇÃO

Policiais militares são acusados de integrar milícia na Grande Belém

Segunda-Feira, 13/05/2019, 08:37:18 - Atualizado em 13/05/2019, 09:35:00 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Três policiais militares e uma motorista (não policial) são acusados de integrar um grupo de milícia responsável por mortes e tentativas de homicídio em Marituba e no distrito de Benfica, em Benevides, Região Metropolitana de Belém (RMB).

A Polícia Civil chegou aos quatro após realizar a operação “Ronda Noturna” na madrugada desta segunda-feira (13), que resultou no cumprimento dos mandados de prisão em Belém e na Região Metropolitana.


Material apreendido com os suspeitos (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Eles são ligados a uma empresa de vigilância de propriedade de um policial militar. Essa empresa presta serviços de vigilância privada nos bairros Nova Marituba e Decouville, e no Conjunto Beija-Flor (Marituba).

MORTES - Eles são apontados também como autores de vários homicídios ocorridos nas áreas citadas, em que as vítimas seriam pessoas suspeitas de furtarem e roubarem clientes inadimplentes da empresa e moradores suspeitos de passarem informação à Polícia sobre as mortes praticadas pelo grupo.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na sede da empresa, onde foram apreendidos: celulares, munições deflagradas de calibres diversos, capas de colete balístico, cassetetes, balaclavas (capuzes) e fardamento.

(Com informações da Polícia Civil)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL