Notícias / Polícia

A CASA CAIU

Trio é preso após instalar artefatos em caixas eletrônicos de Belém

Segunda-Feira, 13/05/2019, 08:05:57 - Atualizado em 13/05/2019, 08:35:41 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Trio é preso após instalar artefatos em caixas eletrônicos de Belém (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Rodrigo Campos, Rayane Thais Santos e Douglas Ferreira foram presos no bairro de Nazaré, em Belém (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Policiais civis da Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos e Antissequestro (DRRBA/DRCO), após monitoramento em conjunto com a Central de Segurança do Banco Itaú, conseguiram prender, na tarde de ontem, três pessoas por furto qualificado e associação criminosa, em Belém.

Os acusados instalaram, na noite do último sábado (11), objetos vulgarmente conhecidos como “chupa cabra” no interior de caixas eletrônicos em quatro agências bancárias da capital. Os artefatos capturavam os envelopes com dinheiros de depósitos realizados nos terminais de autoatendimento.

Após o chamado da Central de Segurança da instituição financeira e de posse das imagens das câmeras de circuito interno que gravaram a ação, a equipe policial iniciou as diligências no sentido de acompanhar a quadrilha.


Mais de R$ 8 mil em espécie e vários objetos usados para desviar dinheiro foram encontrados com os três acusados, que já estão à disposição da Justiça (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

FLAGRANTE

Desde as primeiras horas do dia foi iniciado o monitoramento dos suspeitos. Por volta das 14h, na agência do Itaú da avenida Magalhães Barata, bairro de Nazaré, policiais civis efetuaram a prisão em flagrante delito de Rodrigo Campos do Patrocínio e Rayane Thais Santos Martins. Eles foram flagrados com os equipamentos para subtração de envelopes de depósitos bancários, além da quantia de R$ 300.

O outro comparsa da dupla foi identificado como Douglas Charles Ferreira de Souza. Em sua residência, os policiais civis encontraram mais artefatos de subtração, além de envelopes de depósito da instituição financeira e a quantia de R$ 8 mil em espécie.

Os presos e os materiais apreendidos foram encaminhados para a DRCO, onde foram autuados em flagrante delito e serão encaminhados ao Sistema Penal do Estado.

(Diário do Pará)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL