Notícias / Pará

BIODISPONIBILIDADE

Açaí com limão: perigo ou salvação?!

Sexta-Feira, 08/02/2019, 16:28:05 - Atualizado em 08/02/2019, 20:05:51 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Açaí com limão: perigo ou salvação?!  (Foto: Mauro Ângelo/Diário do Pará)
(Foto: Mauro Ângelo/Diário do Pará)

Se alguém disser a um paraense que ele está tomando açaí de maneira errada, certamente levará uma resposta à altura, afinal de contas, somos os maiores especialistas no assunto, correto?! Sim, mas, talvez não estejamos realmente tomando nosso “ouro negro” da melhor maneira possível.

Quase todo paraense já ouviu falar que o açaí é rico em ferro. De certa forma a afirmação é verdadeira. O ferro é um dos nutrientes mais essenciais ao organismo, estando associado diretamente à produção de glóbulos vermelhos e ao transporte de oxigênio para todas as células do corpo. Mas você sabia que, no açaí, a maior parte deste nutriente só é liberado quando entra em contato com a vitamina C? Trata-se da “biodisponibilidade do açaí”.

 

A biodisponibilidade de nutrientes é o termo utilizado para determinar o quanto iremos absorver e de que forma utilizar os nutrientes dos alimentos. Isso varia de acordo com as interações que esse nutriente vai sofrer, com substâncias que são utilizadas nos alimentos e até com outros nutrientes. Essas interações podem aumentar ou diminuir a biodisponibilidade dos nutrientes.

No caso do nosso açaí, a combinação “mágica” para absorver mais ferro é uma gotinha de algum alimento que contenha vitamina C (frutas cítricas) e acredite, não mata! Mas se você não tiver coragem de pingar umas gotas de limão, laranja ou outra fruta rica em vitamina C, também pode ingerir algum alimento com a vitamina antes de se deleitar no fruto amazônico.

Uma Gota Que Faz Toda Diferença!

Agora, se você costuma pingar uma ou duas gotas de limão ou qualquer outro cítrico em seu açaí, parabéns! Desta forma, você está absorvendo boa parte do ferro presente no alimento.

Carlos Villacort está catedrático no açaí com um limãozinho. Veja!

Mas se a resposta for negativa, o consumindo do ferro varia entre 2% a 10% desta quantidade. É o que explica a doutora paraense Vivian Rodrigues Ferreira, nutricionista e professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).


 Vivian Rodrigues Ferreira, paraense, nutricionista e professora doutora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Foto: Arquivo Pessoal)

O ferro presente no açaí é classificado como ferro não heme (ver box), a absorção deste ferro é de aproximadamente 2% a 10% da quantidade presente no alimento. A vitamina C é capaz de dobrar a absorção do ferro não heme presente na mesma refeição”, explica Dra Vivian, mencionando ainda alguns alimentos populares na mesa paraense, e que podem ser utilizados para liberar mais ferro no açaí.

“O ideal é inserir alimentos como limão, acerola, goiaba ou até mesmo o tomate”, recomenda.

Açaí com limão? Veja o que diz Antônio dos Anjos! 

Agora que você já sabe da dica, não esqueça, antes de tomar “aquele” açaí com farinha d`água, farinha de tapioca, açúcar ou mesmo sem nada, coma ou pingue uma ou duas gotinhas de algum alimento que tenha vitamina C. Seu corpo agradece!  

 

 

 

Texto: Igor Reis

Edição: Fabiana Batista

Artes: Demax Silva e Vicente Crispino

(DOL)





Comentários

Destaques no DOL