Notícias / Pará

ENTENDA O MOTIVO

Após aprovação, Isaac Newton teme não cursar Física na UFPA

Terça-Feira, 05/02/2019, 20:54:42 - Atualizado em 05/02/2019, 21:01:59 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Após aprovação, Isaac Newton teme não cursar Física na UFPA (Foto: Arquivo Pessoal)
"Eu quero muito estudar, quero ter um futuro melhor pela frente", diz o jovem de 20 anos, aprovado em Física pela UFPA (Foto: Arquivo Pessoal)

O nome saiu no listão, seguido de muito ovo e farinha. Agora depois da festa, os aprovados das federais, estaduais e particulares do estado do Pará precisam correr para dar entrada com a papelada e, oficialmente, garantirem suas respectivas vagas.

A realidade, porém, não é mesma para o jovem Isaac Newton, que virou sensação na internet, na última quinta-feira (31), após ter o nome divulgado como um dos aprovados no curso de Física da Universidade Federal do Pará (UFPA).

O jovem de apenas 20 anos é nascido em Marituba, mas morou temporariamente em Belém e, há 11 anos, vive em Castanhal, nordeste paraense, com os pais. Em entrevista ao DOL, Isaac disse que agora teme não conseguir cursar Física por conta do trabalho e da distância entre a casa e o campus em Abaetetuba, onde se inscreveu para conseguir a vaga.

“Dias depois de passar na UFPA, eu comecei um trabalho de carteira assinada aqui em Castanhal. O problema é que eu não vou conseguir estudar porque o curso é vespertino e o campus fica há umas quatro horas de casa, não tem como eu sair do trabalho e ir pra lá”, desabafou.

Isaac explicou que fez planos quando optou pelo campus da federal em Abaetetuba, mas que, eventualmente, se tornaram inviáveis e fora da realidade. A coisa mudou também depois que começou a trabalhar como consultor de vendas, uma oportunidade única para continuar ajudando seus pais e manter a casa onde moram.

DO CURSINHO À APROVAÇÃO

Mesmo muito jovem, Isaac já carrega muitas responsabilidades, entre elas a de ajudar seus pais em casa. Após concluir o ensino médio, ele se alistou na Marinha e, em determinado momento, conseguiu manter a renda da casa com o que ganhava enquanto soldado.

Concluiu o tempo de serviço do alistamento e investiu em um cursinho particular em Castanhal a partir do dinheiro que economizou. “Antes de sair do cursinho eu transferi pro turno da noite pra tentar conciliar com os trabalhos informais que eu pegava, mas depois não consegui e o dinheiro pra manter ficou apertado, por isso decidi largar”, relembra.

Apesar da decisão, Isaac não abandonou os estudos. “Eu gosto de estudar, então mesmo trabalhando eu separava um tempo do dia para revisar os assuntos e usar o material que eu tinha do cursinho pra aprender”. A aprovação foi resultado de seu esforço, mas o sonho de iniciar a vida acadêmica está cada vez mais distante.

“Se eu conseguisse transferir o meu curso pra cá [Castanhal], mudar de horário ou se eu conseguisse até mesmo uma bolsa… Eu posso dizer que qualquer ajuda é bem vinda. Quero muito estudar, quero ter um futuro melhor pela frente”, almeja.

(DOL)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL