Notícias / Brasil

ESTADO VS FACÇÃO

Fortaleza tem frota reduzida após nono dia de ataques

Quinta-Feira, 10/01/2019, 18:13:00 - Atualizado em 10/01/2019, 18:13:00 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Fortaleza tem frota reduzida após nono dia de ataques (Foto: Reprodução )
(Foto: Reprodução )

A cidade de Fortaleza continua sofrendo os efeitos após o nono dia seguido de ataques.

Em nota divulgada à imprensa no fim da tarde desta quinta-feira, 10, a Etufor e o Sindiônibus, ligadas ao serviço público definiram um novo modelo de operação do sistema de transporte coletivo para o turno da noite.

Este é o nono dia de ataques contra veículos, viaduto, órgãos públicos, agências bancárias e equipamentos de segurança no Estado, que começou na quarta-feira (2).

"A partir de 20 horas, como a demanda já é muito reduzida, especialmente no período de férias, o sistema irá operar com um número menor de veículos, todos com policiais embarcados, mas levando para os terminais", disse a nota.

Confira nota na íntegra:

Com o objetivo de ajustar oferta e demanda no sistema de transporte coletivo de Fortaleza enquanto durar o atual quadro de excepcionalidade, os ônibus urbanos da Capital circularão obedecendo uma nova lógica de operação.

Para garantir uma rede funcional e que atenda minimamente as necessidades da população, o sistema terá uma nova lógica de operação no horário noturno.

A partir de 20 horas, como a demanda já é muito reduzida, especialmente no período de férias, o sistema irá operar com um número menor de veículos, todos com policiais embarcados, mas levando para os terminais.

Também a partir das 20 horas, começa a operação embarcada, com policiais a bordo, em parte do sistema complementar que opera especialmente entre terminais.

Já o sistema alimentador (bairro-terminal) vai operar exclusivamente com a frota de ônibus com policiais embarcados, assim como o sistema troncal nas linhas dos principais corredores.

Às 21h horas, o sistema de vans fica encerrado, ficando somente os ônibus guardados.

Após as 21 horas, terá uma frota de 161 ônibus circulando, em regime semelhante ao do Corujão.

Vale destacar que o transporte público está operando normalmente, porém, precisa se adaptar a todo momento visando priorizar a segurança, levando em consideração a demanda e a ação articulada com as forças de segurança.

(Fonte O Povo)





Comentários

Destaques no DOL